Bashar al-Assad sobre Kerry, quando eram amigos…

O mundo dá muita volta, não dá?
Sim, sim: já sei que em 2010 Assad era um paladino da liberdade mundial. Ainda assim…

24 pensamentos sobre “Bashar al-Assad sobre Kerry, quando eram amigos…

  1. Sim. Se Bush era muito mau, pode-se sempre piorar um pouco. Obama provou-o, como se isso precisasse de ser provado.
    Como diriam alguns liberais americanos, “We need only a new president to feel better about the last one”.
    Sobre o próximo, seja NeoCon ou Demo, creio que vou gostar ainda menos – pois com o caminho que a política americana está a levar…

  2. Fincapé

    Como sabe, eu referia-me à sua rejeição de Bush por ser adepto de Ron Paul.
    Sobre o “socialista” Obama, sei o que pensa. Ou penso que sei, porque é sempre possível pensar pior.
    Mas a política americana até está a correr bem. Os lucros do Goldman Sachs estão a aumentar, as cidades de tendas também, a classe média continua a empobrecer (p’raí desde Regan)…
    Mais lentamente do que seria com Ron Paul, é certo.
    Mas tenha esperança. Rand Paul ainda é um jovem. Quem sabe, ainda um dia será presidente do farol a meio gás do “liberalismo” para a classe média e para os pobres. Os outros vivem num razoável “socialismo”. 😉

  3. Fincapé

    Também tenho de rever a minha lista de fações do liberalismo. Ontem sugeri-lhe que acrescentasse mais um “pensamento” económico aos quatro que colocou, pelo menos para igualar os cinco comunismos. Não sei se é ser estatista, mas gosto de um Estado forte, sim. Acho que o nosso modelo, com alguns ajustamentos, uma ou outra privatização (sempre com muita cautela) não estaria mal. Mas como fazê-lo se até Passos Coelho neste país já consegue ser PM. 😉
    PS: Permitirem-se “coisas” como o Goldman Sachs fazem-me pensar que raio de espécie é o homem. Só isso. E já não é pouco.
    https://oinsurgente.org/2013/09/03/os-que-entendem-e-os-outros/#comments

  4. Gostar de um estado forte é quase a definição de Estatista.
    No seu grupo estão pessoas como Estaline, Mao, Hitler, Fidel Castro, Kim Il Sung, Pinochet, …
    Eu defendo menos Estado. Menos ainda que Thatcher ou Reagan, por exemplo.
    Mais uma vez, como Ron Paul (que como já escrevi, é actualmente a minha referência).

    Peço desculpa por não ter acrescentado mais à imagem, mas a ideia era só republicar uma imagem do Facebook. Se fosse a estudar edições, teria muitas a fazer. E além disse, se queria um quinto Liberalismo, no comentário antes do seu estava uma sugestão, se a minha memória não me falha…

  5. Fincapé

    A do “quinto liberalismo” era ironia.
    Só se for no meu grupo sanguíneo que estão aquelas pessoas. E talvez no seu. Farto-me de encontrar semelhanças entre certos grupos ultraliberais e os marxistas-leninistas-maoistas. Às vezes até com o estalinismo encontro semelhanças. O livro “O Banco, como o Goldman Sachs dirige o mundo” também lá encontra laivos de estalinismo. Mas eu já encontrava muitos antes de ler o livro.
    O Hayek morreu atormentado por a realidade dos países nórdicos não coincidir com uma das suas grandes “ideias” (se se pode chamar ideia). Parece-me que o Ricardo não anda longe. Tal como os marxistas-leninistas. às vezes não há um encontro das teorias com a realidade.
    A Thatcher e o Reagan foram duas boas peças. As figuras em cera podem bem decorar qualquer museu do terror. Acho que merecia entrada gratuita. 😉

  6. Fincapé

    Desculpe, Ricardo. Esqueci-me de o lembrar que Pinochet é mais do seus grupo. Era amigo da Thatcher e foi amicíssimo dos seus ídolos da “escola” de Chicago. Escola? 😉

  7. Está a implicar que o Pinochet gostava de menos Estado?
    Deve ter sido problema das minhas aulas de história… a mim sempre me pareceu que ele queria mais Estado, portanto dos meus é que não é.
    Se ele gostava de Thatcher, ou se Thatcher gostava dele não sei. Se sim, Thatcher não era perfeita (se fosse, não era líder de um país, pelo meu critério) e esse é só um exemplo de um defeito dela, dar-se com um estatista como esse.

  8. Fincapé

    “… e foi amicíssimo dos seus ídolos da “escola” de Chicago.”
    Foram eles que ajudaram a implantar o “liberalismo americano”. 😉

  9. Noody

    O Hayek claramente que vivia atormentado com o facto de esses países terem das maiores taxas de suícidio á face da Terra. Dá para ver que esses países adoram tanto a esquerdelha que nos anos 90 meteram-lhes uns patins dado o trabalho tão bom que fizeram.

  10. Fincapé

    Sim, Noody? Essa foi a que ele inventou quando viu que falhou redondamente a previsão de que esses países tenderiam para a ditadura. Fez como os meninos que foram ao açucareiro. Negam que foram eles, mas ainda têm as mãos sujas de açúcar. Ele não encontrou mais nada para dizer e disse que eles não eram felizes. Poderia ter relacionado com o clima ou com outra coisa qualquer. Mas não foi capaz de ser sério. Ficou-lhe mal. Muito mal. Afinal, deram-lhe o Nobel para consolo quando já andava a definhar de tanta falha e veja lá o que ele foi dizer. Espero que o Noody não me responda: “eu vi logo que ele era assim, foi socialista!” 😉

  11. Noody

    Inventou depois de morte secalhar.
    A sua Suécia está feita num país com um sistema negligente que estima que três mil pessoas morrem por ano devido a falta de assistência já para não falar dos inúmeros novos guetos que as políticas sociais têm criado devido ao facto de os imigrantes que tanto adoram tanto quando chegam e que passado algum tempo deparam-se com problemas de integração. Mas, ya não é uma ditadura mas sem dúvida que é um maravilhoso país como todos pintam.
    Oferecido foi o Nobel dado ao comuna sueco só porque a única coisa que fez da vida foi pertence ás Nações Unidas e ter um trabalho pseudo reconhecido sobre o desenvolvimento económico. Que contributo teve para o conhecimento? Zero,claro. O Hayek morreu com artigos condecorados em que na altura eram criticados mas que e depois foram reconhecidos como dos melhores da geração. Nem sequer tente comprar este Homem com alguém da laia que acredita que pegando numa pá e escavando dá para criar riqueza.

  12. Fincapé

    Você gosta mais das cidades de tendas, dos motéis e dos sem-abrigo do seu paraíso na terra. Lá terá as suas razões para defender os ultra-ricos que contribuem para a sua muito provável pobreza a médio ou curto prazo.
    Se calhar, fizeram-lhe como os tipos do Tea Party fazem a uns desgraçados, razoavelmente pobres e fraquinhos da cabeça: dizem-lhes que ter direito à saúde e à segurança social é “comunismo”. Eles acreditam e fartam-se de bater palmas ao Tea Partu que são boa gente. Analise-os e depois verá. Mas tem de os analisar depressa porque eles já arranjaram maneira de esconder os subsídios que dão para o “movimento”. Gastam mais a combater a classe média e os pobres do que gastariam para participar no seu apoio.
    Mas apoie-os lá. São boa gente. 😉

  13. rmg

    “Lá terá as suas razões para defender os ultra-ricos que contribuem para a sua muito provável pobreza a médio ou curto prazo.”

    Este é um dos mais maravilhosos chavões da História .
    Andamos a ouvi-lo e lê-lo há mais de 200 anos , pelo menos com mais insistência .
    E a probabilidade de um dia destes ser verdade ainda por cima é grande : já o foi e não foi e voltou a ser e deixou de ser tantas vezes !

  14. Fincapé

    Bem pode falar do alto dos seus 200 e tal anos. Mas eu sou mais novo, ainda nem 100 fiz. E a classe média, tal como a conhecemos hoje, fortaleceu-se principalmente ao logo do século XX e ainda mais no pós guerra. Nas últimas décadas nos EUA, principalmente desde Reagan, está perder o seu nível de vida. Na Europa está a acontecer mais devagar. Nem sequer entendo porque foi buscar os 220 anos. Mania das grandezas, talvez.
    Se não acredita, faz muito bem. Nem necessita de fazer qualquer pesquisa ou de ler qualquer livro. Fica mesmo assim.

  15. Jónatas

    O Ron Paul como Presidente era o maior desastre para a paz no Mundo. As medidas que ele propõe seriam muito bonitas se todo o Mundo pensasse como ele e fosse liberal. A sorte é que todos sabemos que se o Ron (ou o Rand) alguma vez chegarem a Presidente, que ninguém os deixaria fazer o que pretendem fazer.

  16. silver

    oh fincapé:se a esquerda é assim tºao boa, como é que o défice entºao chegou em 9,7 e quase 10% em 2009? Porque é que tivemos de chamar a troika em 2011? Porquê o crescimento baixo? Como é que se saneia as finanças sem ser pelas politica co governo? Taxando os “ricos”?

  17. Fincapé

    Uma coisa é os princípios de esquerda permitirem sociedades mais equilibradas. Outra é considerar que os governos de esquerda fazem tudo bem. Querer uma sociedade justa não significa elogiar maus governos de esquerda. Também não tenho a tara da perseguição aos ricos. Considero que devem contribuir de acordo com os seus rendimentos. Os que vivem diretamente do orçamento de Estado, dizendo-se liberais, esses sim, deveriam ser postos no seu lugar. Ou seja, fora da teta.
    Quanto às soluções para o país, o “seu” PM não as apresentou às eleições? Então que faça o que disse. Ou ele não sabia o que dizia? Se calhar é a segunda. 😉

  18. silver

    Fincapé,nós temos uma despesa dez mil milhões acima do que recaudamos.Temos uma enorme carga fiscal.Temos défice.E esse défice nos próximos anos tem que ser eliminado.Por isso temos que reduzir a despesa.Devemos deixar o investimento fluir, incentivar a criação de riqueza,deixar mais dinheiro nos bolsos dos cidadãos.Não se combate a riqueza,combate-se a pobreza.As sociedades tem é que ser mais ricas.
    Ele não é “,meu pm”.Não,não apresentou soluções.Mas,todas as outras soluções pareciam-me piores. Mas o governo estava certo em querer recortar 4 mil milhões de despesa.É isso que tem de fazer.Já agora, a situação de finanças era pior do que a que se pensou primeiro.Foi imprudente ? Sim.Mas a situação não era a que ele esperava

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.