there’s something terribly wrong with this country…(2)

“Os trabalhadores do Estado estão protegidos de uma crise económica e financeira, da incapacidade do País de pagar um Estado pesado, no fundo, têm emprego para a vida, estão protegidos da realidade. O Estado tem, primeiro, de ir à falência.(…) Os juízes do TC garantem um emprego para a vida no Estado e, com esta decisão, aceleram o desemprego para a vida no sector privado. É a ‘virtude’ desta decisão”, António Costa, director do Diário Económico.

“O problema não são os juízes do Tribunal Constitucional e as suas inclinações políticas, mas a falta de juízo num regime que foi configurado de acordo com o poder das corporações. Sucessivos governos, timoratos ou eleitoralistas, vergaram-se e amarraram o país a uma factura insustentável. Só é pena que a falência do Estado não possa ser declarada inconstitucional.”, João Cândido da Silva, director-adjunto do Jornal de Negócios.

3 pensamentos sobre “there’s something terribly wrong with this country…(2)

  1. aa2

    Já há 3 meses que quero um governo de esquerda, demagógico.

    Estou farto deste país, quero que imploda. quero que seja como a grécia.

    Quero que este povo sofra.

    Queria que o PC tivesse conseguido a ditadura de esquerda

    Jaime neves podia ter sido heroi uns 10 anos depois.

    Hoje seria uma figura do esdado.

    Que vá o PS para lá. o quanto antes, pois depois de isto ser +/- governável será tarde.

  2. Jónatas

    Ricardo, até parece que foram os juízes do TC que aprovaram a Constituição, que fizeram as Leis que a rodeiam ou que contrataram o número infindável de funcionários públicos que temos. Como até parece que é culpa do TC agora o Governo não conseguir fazer Leis conformes com uma prática legislativa e constitucional que vem desde o 25 de Abril.

    É muito fácil culpar o TC. Mas você sabe tão bem como eu que a culpa principal deste estado de coisas não é deles. Lendo-vos, parece, mas basta pensar dois segundos para perceber que não é.

  3. Pedro Antunes

    Lamento mas a constituição não é uma coisa direta perto da matemática… logo a interpretação dada pelo TC é de sua exclusiva responsabilidade.

    A forma como o TC tem interpretado a questão da “igualdade” e outros do género é aberrante e ideológico… não é jurídico!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.