Cuba para os seus médicos

O Brasil contratou um exército de 4.000 médicos cubanos para fazer face a “necessidades” no interior Brasileiro (podem ler por toda a internet como o Brasil NÃO precisa desses profissionais e é dos países com mais médicos por habitante: 1 por 543, face aos 1 por 1000 mínimos recomendados). Mas Dilma pediu médicos e Cuba forneceu.

O Brasil paga por cada médico 10.000 Reais. Nada mau para um médico Cubano. Mas o médico vai receber apenas… 7%. Assim, não correm o risco de se habituar a um nível de vida que os corrompa, presumo. Mas podem ainda comparar os seus salários com os colegas com quem trabalham, por isso Cuba tomou a medida adicional de “reter a família” para impedir o asilo, pois alguns podem perder o fascínio com a revolução ao conhecer as possibilidades que existem no exterior.

Fontes: Sebadiniz, Ciência BrasilDiário do Poder, Iguatu, o direito médico, taiadaweb, Nota do Conselho Federal de Medicina.

Anúncios

53 pensamentos sobre “Cuba para os seus médicos

  1. Não vejo maiores problemas nos médicos cubanos que virão ao Brasil e ao final do seu ciclo actuação voltam ao seu país, se estarão preenchendo vagas que não tiveram interesse por parte dos médicos brasileiros (salvo a absurda forma de pagamento a ser adoptada – menor parte para os médicos e a maior parte para o governo cubano). O pior pode ser os brasileiros que fizeram curso em Cuba e agora – utilizando esta brecha criativa do governo brasileiro – possam – sem passar pelas exigências do Conselho Regional de Medicina, regularizar a sua vida definitiva no Brasil (quantos eles são e quem os apoiou para fazer curso fora do Brasil é a grande pergunta que precisa ser respondida pelo governo brasileiro). Que prevaleça a transparência.

  2. Rui Cepêda

    A necessidade aguça o engenho. À falta de outra “mercadoria” o democrático regime cubano exporta médicos para o Brasil, da mesma forma que exportava tropas para África. A diferença é que estes últimos eram pagos em espécie. Não sei é se o “produto” resulta de excedentes devidos ao mau funcionamento do plano quinquenal, ou se pelo contrário o respectivo“fabrico” se destina mesmo à exportação.

    Haverá talvez, uma mais valia neste negócio de impot/export. É que junto com as vacinas vai a ideologia nas sessões de esclarecimento. Veja-se a elucidativa fotografia da kamarada médica em plena actuação. Um exemplo do espírito missionário a que não escapam as famílias dos médicos, que longe velam para que tudo corra bem.

    A Dilma e o Raul fazem um belo par. Birds of a feather flock together…

    A esquerdalhada, mesmo a mais infiltrada não se pronuncia. Compreende-se…

  3. Francisco Colaço

    Roosevelt,

    Os médicos cubanos em Angola eram temidos pela população. Ao que me disseram, não fazem esforços para salvar membros: amputam, amputam, amputam. Houve, ao que me disseram, casos de pessoas que esperaram quase uma semana por um médico português, aguentando a infecção, porque o cubano dizia que o membro tinha de ser amputado. E o português salvou a maior parte desses membros.

    Tenha o Brasil cuidado dobrado ou decuplicado dos médicos cubanos. Custam 10.000 Reais agora e quanto mais em pensões de invalidez para toda uma vida?

    Talvez a medicina cubana tenha mudado entretanto. O que é engraçado é que se o Chávez fosse tratado nos Estados Unidos ou no Brasil, ainda hoje estaria vivo com quase toda a certeza. Não teriam os Venezuelanos de descobrir que afinal há um outro que deixará um dia saudades do tresloucado Chávez, sendo em tudo mais doido varrido do que o primeiro. O primeiro era um pajarito e o segundo é uma ave rara.

  4. Interessante para quem acompanhou as heroicas lutas pela saúde em Portugal e comunicados da Ordem , é ver os comunicados e preocupaçoes da congenere brasileira a defender uma classe com direitos, comparando com o nivel maioria dos cidadaos, diria escandalosos.

  5. Pingback: Os indignados do Brasil lá conseguiram financiar Cuba | BLASFÉMIAS

  6. paam

    É surreal.

    O Brasil paga 10.000 reais por médico ao Governo cubano, mais do que paga ao médicos brasileiros.

    É o governo cubano que decide quando vai entregar aos médicos pelo trabalho que estes vão efectuar.

    O médicos cubanos não vão pagar quaisquer impostos sobre o rendimento no Brasil.

    Os médicos cubanos estão dispensados do Revalida, exame profissional exigido a quem se forma em medicina no exterior e vem trabalhar no Brasil e ainda vão ter direito a formação paga pelo contribuinte brasileiro.

    Os médicos vão ser enviados para zonas no Brasil onde falta tudo, desde infraestruturas, materiais necessários e inclusive pessoal auxiliar. Locais que até os médicos brasileiros evitam.

    Essas são das zonas mais pobres, onde muita da população é iletrada. Até um médico português teria dificuldades na comunicação, quanto mais um médico cubano.

    Segundo o Conselho Federal de Medicina “Nós temos o problema da qualificação. Não é porque é de Cuba que é bem qualificado. Isso é um engodo. Isso é uma mentira. São médicos que na Venezuela e na Bolívia, nós temos relatos dos médicos de lá, causaram danos à população”,

    O valor total do acordo com a Opas é de R$ 511 milhões (€162.000.000) até fevereiro de 2014, ou seja, 40.500 euros (R$127.000) por médico por um período de 6 meses ou R$ 21.000 (6.750 euros) por mês por cada médico.

    o Salário mínimo no Brasil é de R$ 678,00 (215 euros). Cada médico cubano vai custar, por mês, ao contribuinte brasileiro 30 vezes o salário mínimo brasileiro.

    Um verdadeiro negócio socialista!!!

  7. Comunista

    Só para interromper por um momento esta farra dos mentirosos. Vejam as fontes do post. Um tal de blog do Sebadiniz, como se o que um gajo qualquer escreve num blog qualquer sem nenhuma consistência factual servisse agora de facto e evidência para o que quer que fosse.

    Ridículo.

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-08-23/governo-diz-que-medico-cubano-devera-ganhar-ate-r-4-mil

    http://oglobo.globo.com/pais/salario-de-medicos-cubanos-deve-ficar-entre-25-r-4-mil-9672726

  8. Francisco Colaço

    Comunista,

    O Comunista chega a ler o que escreve?

    «Segundo o Ministério da Saúde, a pasta repassará à Opas R$ 511 milhões até fevereiro de 2014, valor equivalente às condições fixadas pelo edital do Mais Médicos – de R$ 10 mil para cada profissional. Em seguida, a Opas enviará os recursos ao governo cubano, que pagará aos médicos o valor que for definido por critérios próprios

  9. paam

    “Só para interromper por um momento esta farra dos mentirosos. Vejam as fontes do post.”

    Caro Comunista,

    Ridículo é acusar os outros de mentirosos e depois colocar ligações onde se comprova que afinal os mentirosos têm razão.

  10. Comunista

    “Tomando como base outros contratos, já que o governo cubano tem acordos no mundo todo, eles [os salários] geralmente ficam na proporção de 25% a 40% [do que é pago pelo país que recebe os médicos], mas aí depende daquilo que o país tem como custo de vida e da condição e qualidade que o médico vai ter naquele país”, disse, após reunião, com o secretário de Saúde do Distrito Federal, Rafael Barbosa.”

    Agora compare os 25% a 40% com os 7% do post. A treta do post tem um valor entre 300% a 550% em relação às afirmações do governo brasileiro que é o que está a tratar do tema com o governo Cubano. A crítica que há a fazer, a meu ver, nem é a retenção de parte do salário já que sendo um contrato entre Estado é normal que haja parte do que ocorre nesses contratos que fique entre os Estados, inclusive verbas que servem também para reinvestir no sistema em Cuba e formar outros médicos, a crítica, dizia, é em relação à retenção dos passaportes – essa é uma acusação que eu não vi rebatida e que portanto tem mais consistência.

    Por mim é um erro do governo Cubano em proceder assim e um erro do governo Brasileiro em permitir que isto aconteça no seu território.

  11. Francisco Colaço

    Se o Comunista notar bem, o Governo Brasileiro paga RS 10,000 por profissional por mês, cujos recebem normalmente, segundo o artigo, entre 25% e 40% do que é pago. O mesmo artigo apende algumas ressalvas muito engraçadas: depende de muuuuuita coisa, tal como a vontade do Castro Sucessor ou o dia da última dor de cabeça do mentecapto Juan Cristo. Se calhar até chega a 7%, descontados o contributo para o fato de treino Nike do Fidelíssimo Castrado.

    O que não é dispiciendo notar é que as famílias não podem acompanhar os médicos e ficam vigiadas pelos sequazes da PNR. Isto para um comunista (neste caso de minúscula!) pode ser normal, mas para mim e para um qualquer tipo decente seria considerado uma coacção grave. Imagine as ondas que os demicéfalos do PCP e do BE fariam se algo semelhante se passasse nos Estados Unidos, digamos que com a família do Snowden.

    Mas o Comunista, se conhecesse o código penal soviético, e lesse o artigo 58, cláusula 1B (B cirílico, é a terceira cláusula), veria que a família de um contra-revolucionário (cuja definição era tão lata que bastava mijar contra o vento para se ser acusado) era penalizada por uma infracção individual com umas férias na Sibéria, mesmo que não soubessem da infracção nem tivessem ajudado o desertor. Posso-lhe dar mais outros exemplos da iniquidade: na Coreia do Norte, o filho e o neto de um infractor (mais uma vez, basta uma flatulência inusitada numa reunião do partido depois de comer duas azeitonas) serão igualmente presos para a vida, mesmo que nasçam nos campos de trabalho.

    Dava-lhe mais exemplos, mas ficamos por estes. Já caracterizam suficientemente a máquina de iniquidade e de carniça que é o comunismo.

    É isso que o Comunista pretende para Portugal? Se é, saiba que tem a minha feérica oposição. A minha e a da maioria dos portugueses.

  12. Comunista

    Paam, onde está a informação de que os médicos vão receber 7% dos 10.000, ou seja, 700,00Reais por mês? No blog do Sebadiniz? Quem é o Sebadiniz? Onde estão as fontes do Sebadiniz?

  13. Francisco Colaço

    Comunista:

    O Governo Brasileiro paga RS 10.000 por médico. O artigo tem razão, e o que citou apenas o confirma.

    O médico pode receber normalmente entre 25% e 40% desses RS 10.000. Mas isso é «normalmente» e «sabe-se lá se», pois é o Governo de Cuba quem fica com a maquia e a distribui como quer. Não me admiraria que depois do Imposto Revolucionário para pagar os Speedos do Fidel, e a Taxa Extraordinária para Consertar a Açucareira Roubada em Angola aos Angolanos e Propriedade Pessoal do Fidel Castro, e o estipêndio para Sustento de Condições de Vida do médico, a percentagem efectivamente recebida pelos médicos descesse a 7%.

    Pretendia que ao menos lesse o que cita, deixava de passar verginhas e seria um contributo positivo numa discussão. Penso que o Comunista tem inteligência muito superior à de um comunista. Liberte-se. homem!, que aqueles a quem segue têm muito sangue nos dentes.

  14. Comunista

    O PCP tem as suas intenções bem explícitas no seu programa. Nada consta do que você aí afirma.

    Você não menciona nada do que custa ainda hoje e do que custou ao longo do tempo, ao resto do mundo, as liberdades americanas e europeias. Nada foi mais invasivo, destrutivo, repressor do que a história do capitalismo, da emergência do domínio das economias europeias e americana.

    Falando só da Índia, conte os milhões que pagaram pela exploração inlgesa:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Timeline_of_major_famines_in_India_during_British_rule

    De resto poderíamos ir depois a África e à América do Sul – as liberdades europeias foram construídas em cima do consumo de contenas de milhões de vidas em África, Ásia e América.

  15. Comunista

    De um lado temos afirmações de autoridades brasileiras sobre o que receberão os médicos cubanos – de 25 a 40% – do outro temos o insurgentismo a ir ao interior da bunda retirar o número de 7%. Mas enfim, nós já sabemos de onde saem muitos números do direitismo:

    http://www.telegraph.co.uk/finance/financialcrisis/10139214/Anglo-Irish-bankers-tricked-government-into-bailout.html

    Este, dos salários dos cubanos, é só mais um caso do método contabilístico preferido do direitismo.

  16. Francisco Colaço

    A “importação” dos médicos cubanos é o único caso em que a remuneração de R$ 10 mil não será paga diretamente ao profissional, mas à ditadura, com a intermediação da Organização Panamericana de Saúde. O médico cubano só receberá uma pequena parcela do salário, cerca de 7%. Outra parte, também mínima, é entregue à sua família, obrigada a permanecer em Cuba como refém, para impedir que o médico peça asilo político. A maior parte do salário do médico, cerca de 70%, fica com a ditadura. Diário do Poder

    Cuba fica com 70%. A família fica com um pouco (não especificado). O médico com 7%.

    70%? Ainda assim me parece escravatura, mais a mais porque a família é refém.

    (Ao menos a lei nº 62, o Código Penal Cubano, não prevê o encarceramento das famílias.)

    O Brasil democrático é signatário de uma dezena de tratados internacionais que protegem os trabalhadores. No entanto, o Governo do PT está firmando um convênio com Cuba, um país que está traficando pessoas para fins econômicos. Cuba esta vendendo médicos. Cuba utiliza de coerção, que é crime, para que estes escravos de branco sejam enviados, sem escolha, para onde o governo decidir. Isto é crime internacional. Hediondo. Que nivela o Brasil com as piores ditaduras.

    (…)

    O trabalhador estrangeiro tem, no Brasil, os mesmos direitos de um trabalhador brasileiro. Tem os mesmos ônus e os mesmos bônus. Não é o que acontece neste convênio que configura um verdadeiro tráfico em massa de pessoas de um país para outro. Os escravos cubanos não pagarão Imposto de Renda e INSS. Sobre um salário de R$ 10 mil, deveriam reter mais de R$ 2.700. Pagariam em torno de R$ 400 de INSS. Mas também teriam direito ao FGTS, ao aviso prévio, às férias, ao décimo-terceiro salário. Não é o que acontece. O escravo cubano não recebe o seu salário. Ele é remetido para um governo de país. É como se este país tivesse vendido laranjas. Charutos. Rum. Ou qualquer commodity. A única coisa que o trabalhador recebe é uma ajuda de custo para tão somente sobreviver no país pois, em condição análoga à escravidão, este médico cubano receberá alojamento e comida das prefeituras municipais. Trabalhará, basicamente, por cama, comida e sem nenhum direito trabalhista.

    CoroneLeaks

    Consistência comunista, servirias de lubrificante!

  17. Francisco Colaço

    E a cereja em cima do bolo.

    Cuban doctors themselves regard such overseas assignments differently. Their salaries in Cuba top out at about $25 a month. When serving overseas, they get their Cuban salaries, plus a $50-per-month stipend—both paid to their dependents while they’re abroad, according to Cuban doctors interviewed for this story. In addition, they earn overseas salaries— from $150 to $1,000 a month, depending on the mission, the doctors say.

    “In Haiti they paid us $300 a month, in gourdes, the Haitian money,” says one former overseas doctor who is now back in Cuba. “I converted my salary, and lived fine on $100 per month.” With her savings, she says, she bought a television and laptop computer, items she couldn’t have gotten in Cuba.

    Wall Street Journal

    O valor está bem dentro dos 7% (que seria cerca de USD 700). ¿Necesita Ud. más, o es suficiente?

  18. Francisco Colaço

    Comunista,

    Não se desculpe: a Índia sempre teve fomes. Não se lembra de que quando Vasco da Gama chegou lá meteu-se logo numa guerra à conta de fome que por lá grassava? Bem pior foi depois do tempo dos ingleses, no progressíssimo socialismo indiano.

    Sei que abomina as liberdades inglesas e americanas. Aliás, o Comunista abomina todas as liberdades, excepto talvez as dos oficiais do partido irem interpretando as leis a gosto e mandando todos para o campo de trabalho.

    Não me importa o que consta no programa do PCP. Sabe porquê? Porque o Comunismo nºao chegou à Rússia com certeza a dizer: «Olhem, vamos abrir campos de concentração, vamos fazer fomes imensas, destruir a economia e o ambiente. Vamos discriminar pessoas pelo seu nascimento e meter quotas de judeus na Universidade. Vamos matar milhão, cento e cinquenta mil, segundo os nossos próprios números, nos nossos campos de trabalho. Vamos criar um clima de medo, proibir viagens ao estrangeiro para a mioria da população; e os poucos que vão irão ser vigiados por agentes da KGB, uma polícia política que vai fazer a do Czar parecerem meninos de coro.»

    O Comunismo é mentiroso. Não me interessa o que me dizem da árvore, pois conheço os seus amargos frutos, que saltam à vista.

    Ainda estou à espera de si de UM país onde o comunismo trouxe liberdade e prosperidade. Não tem nem um para dizer bem de si?

  19. Comunista

    Pois, curiosamente as fomes de matanças de milhões que ainda ocorriam nos anos 40 sob o domínio dos ingleses pararam assim que os ingleses sairam – nunca mais houve fomes sequer remotamente parecidas com aquelas escalas, portanto vejo a sua resposta como uma tentativa desesperada de manter o seu conforto ignorando a exploração brutal a que foram submetidos os indianos pelos ingleses.
    Eu n~ão abomino as liberdades dos ingleses e americanos simplesmente nãoesqueço queestã construídas em cima de milhões de cadáveres de gente explorada até ao tutano.

  20. Francisco Colaço

    Comunista,

    Ainda estou à espera de si de UM país onde o comunismo trouxe liberdade e prosperidade. Sem grilhetas e sem escassez. Não tem um para dar de amostra, ou o Comunismo simplesmente não falha em falhar?

  21. Comunista

    Falando por exemplo de Cuba – o país melhorou em relação ao regime anterior. O mesmo na URSS.

    De resto pode se quiser ler este artigo e depois voltar aqui e discorrer sobre quão veemente é o repúdio do sistema soviético entre os povos do bloco de leste – sendo que, em todo o caso, nem eu pessoalmente, nem o PCP advogam o retorno a esse sistema. O que há é a diferença entre a propaganda direitista e a opinião das pessoas que viveram no bloco de leste.

  22. paam

    Comunista,

    Em relação à sua questão o Francisco Colaço já respondeu. E mesmo que um médico ganhasse 40% dos 10.000 reais isso significava ganhar 1200 euros por 6 meses de trabalho ou 200 euros por mês.

    Se valor total do acordo com a Organização Panamericana de Saúde (Opas) é de R$ 511 milhões (€162.000.000) até fevereiro de 2014 então…

    Cada médico vai custar 40.500 euros (R$127.000) por um período de 6 meses, ou R$ 21.000 (6.750 euros) por mês,

    Isso significa que os brasileiros estão a pagar o equivalente a 6750 euros por mês por cada médico e o trabalho do médico custa na realidade … 200 euros.

    E o comunista ainda tenta defender um governo destes e semelhantes?

    Thomas Sowell tinha toda a razão: “It is amazing that people who think we cannot afford to pay for doctors, hospitals, and medication somehow think that we can afford to pay for doctors, hospitals, medication and a government bureaucracy to administer it.”

  23. lucklucky

    “O PCP tem as suas intenções bem explícitas no seu programa. Nada consta do que você aí afirma.”

    É preciso uma lata do caraças. Deve julgar que são todos estúpidos e nãpo sabemos como o PCP faz. É só ouvir um comunista quando sente o apoio das “vanguardas”. É tudo atiro como a história demonstra.

    “Você não menciona nada do que custa ainda hoje e do que custou ao longo do tempo, ao resto do mundo, as liberdades americanas e europeias. Nada foi mais invasivo, destrutivo, repressor do que a história do capitalismo, da emergência do domínio das economias europeias e americana.”

    A falta de vergonha continua
    O Comunismo além de controlar biliões só durante meio século e matar milhões não melhorou coisa alguma na vida das pessoas. Nada da repelente ideologia que tudo quer controlar- e por esse motivo- se aproveita. Foi um deserto assassino. Despessoalização, desindividualização, anemia, entropia.
    Se adicionarmos as mortes dos crimes do comunismo, ás mortes por excesso do comunismo – só pensar nos ainda mais milhões de Russos, Europeus de Leste, Chineses e Africanos que não teriam morrido tão cedo.

  24. lucklucky

    http://en.wikipedia.org/wiki/Merian_C._Cooper

    O produtor do King Kong.

    Voluntário Americano na guerra Polaca-Sovietica. Os Polacos fizeram um filme baseado na sua pessoa.

    Quando depois da Segunda Grande Guerra os Soviéticos tomaram conta da Polónia destruiram todos os exemplares do filme.
    Quando uma ideologia paranoíca tem de controlar tudo das pessoas, tem claro de apagar o passado.

  25. lucklucky

    Vivendi porque é que estás a colocar musica não revolucionária, o teu controleiro está a ser desleixado.

  26. Comunista

    Quando em vez de filmes saem factos (como o wikileaks) a direita mostra bem de que lado está, se dos que revelam os podres dos Estados ou dos Estados. O desprezo pelo wikileaks, universal à direita, mostra bem como por baixo do fino verniz está uma camada de grossa de hipocrisia.

    Depois é incrível como falam de censura de filmes como se essa censura não tivesse sido uma prática institucional nos EUA e no RU durante décadas – nomedamente durante a guerra fria.

    O que não faltou na história do cinema nos EUA e na Europa Ocidental, Reino Unido desde logo, foi cendura

  27. Comunista

    “O Comunismo além de controlar biliões só durante meio século e matar milhões não melhorou coisa alguma na vida das pessoas. Nada da repelente ideologia que tudo quer controlar- e por esse motivo- se aproveita. Foi um deserto assassino. Despessoalização, desindividualização, anemia, entropia.
    Se adicionarmos as mortes dos crimes do comunismo, ás mortes por excesso do comunismo – só pensar nos ainda mais milhões de Russos, Europeus de Leste, Chineses e Africanos que não teriam morrido tão cedo.”

    Depois disto podemos ir por exemplo à Hungria falar com as pessoas que viveram sob o regime comunista:

    http://www.pewresearch.org/daily-number/hungary-better-off-under-communism/

  28. A. R

    Este é mais um caso da exploração do homem pelo homem típico do comunismo. Entretanto em Cuba os Hospitais não têm agulhas, fio de sutura, compressas, sabão, vidros nas janelas e elevadores nos hospitais. As crianças que nascem com deficiência morrem ao relento e as outras são registadas apenas um ano após o nascimento: depois falam do sistema de saúde cubano! Mas há sempre idiotas úteis que acreditam nas mentiras que os comunas passam com ar sério.

  29. Francisco Colaço

    Comunista, já lhe tinha respondido a esses estudos. Numa década a percentagem de pessoas que não quer ver a URSA nem em pontas de varas de seis metros subiu para mais de 87%. Não finja confundir alhos com bugalhos. Neste momento, apenas 13% das pessoas querem a URSA de volta. Já lhe refutei isso e volta a meter esses estudos enviesados da PHEW… (it smells!)

    Os húngaros, os russos e os polacos vão a eleições periodicamente. Não me parece que queiram instaurar o comunismo. Se o queisessem, ele já lá estava. Curiosamente, sob o Comunismo nenhum cidadão podia dizer que não o queria sem correr riscos na sua integridade física (uso as palavras do deputado energúmeno).

    Se o Comunista quer essa ditadura excrescente, miserabilista e tirana, no país que tenho, pois sugiro-lhe que se ponha fora daqui e vá viver a sua ideologia (que emana pataratas e da qual promana miséria e grilhões) para um dos países onde essa ideologia esteja implantada. Talvez lhe deem um salário de USD 200,00 (a moeda local, como sabe, é papel higiénico), e fiquem com os restantes 70% (já nem digo 93%).

    Não sei se Marx está a dar voltas na tumba, visto o que fizeram da sua ideologia. Sugiro a aplicação de um gerador elétrico ao cadáver, pois com tanto reviralho comunista resolveremos de uma vez o problema energético de um qualquer continente deste planeta.

  30. Comunista

    Francisco, já se sabe que não há volta ao modelo anterior – o que eu digo é que vocês ainda estão na fase de tomar a propaganda ocidental como história. Por isso quando vocês dão com a opinião do pessoal que viveu lá em estudos como o que citei vocês deixam de dizer coisa com coisa.

  31. Francisco Colaço

    Comunista,

    Cuba melhorou. Os cidadãos deixaram de pensar na brutalidade da polícia política, como no tempo do Fulgêncio Batista. Agora estão ocupados em saber se irão comer a próxima refeição para notar que a polícia secreta do Castro, a NPR, ainda é pior. Apanhados pelo estômago.

    Surpreendentemente, agora percebo que a fome tem no comunismo um poder catártico. Pensava que o comunismo tinha falhado economicamente. Agora percebo que é um sucesso absoluto. A fome não é defeito, é feitio. Burro que sou, não percebi isso!

    Comunista, podia ter dito isso logo de início, em vez de tentar ajudar-me a chegar a essa conclusão. Poupava tempo e, como deve imaginar, sou algo ignorante nestas táticas de distracção.

    (É engraçado, que esta coisa da fome também não figura no livro do Kondrontiev, Fundamentos da Filosofia Marxista-Leninista, editado pela Mir, em Moscovo, nos anos 70, e que há muito tempo li.)

  32. lucklucky

    “Certo, deve denunciar-se esse massacre e você tem razão em lembrá-lo. Claro que a sua memória é muito selectiva e nada diz e repito dos incontáveis milhões de vidas que foram gastas para erguer o capitalismo. Já tinha falado a Índia. Podemos falar da Austrália:”

    E continua a aberrante, o que é tem que ver com capitalismo? nada.
    Voce devia é falar dos milhões de vidas salvas pelo capitalismo.
    Da fome, das doenças, da qualidade de vida, da informação, da liberdade .

    Ainda devemos marcar o ponto que comunismo não teria sido nada sem o capitalismo e o ocidente porque o comunismo foi incapaz de criar coisa alguma. Depois de se terem aproveitado da tecnologia capitalista do Séc XIX e primeira metade do XX não conseguiram fazer nada com ela.
    Até para um mero carro familiar tiveram de ir bater à porta do capitalista Giovanni Agnelli.

    “Depois disto podemos ir por exemplo à Hungria falar com as pessoas que viveram sob o regime comunista:”
    Estranho que ainda não tenha sido instítuido… Ou será porque o fascismo hungaro foi afinal muito parecido com o comunismo Hungaro?
    As saudades pelo salazarismo continuam.

    Mais uma vez o Comunista demonstra o seu puritanismo ao querer um regime que controle tudo e todos.
    Porque é que você, com outros que são comunistas não faz uma comuna?
    Porque é que você só é capaz de ser comunista quando força os não comunistas a serem-no à força?

    O Comunismo sem a tecnologia e civilização Capitalista Ocidental dá em Pol Pot e outras aberrações ainda mais extremas.

  33. Francisco Colaço

    Comunista,

    Tive o cuidado de ler todo o estudo da Pew. O que o Comunista cita esquece que os húngaros colocam as eleições multipartidárias, a liberdade de religião, a liberdade de expressão e o controlo civil da instituição militar como muito importantes, em percentagens superiores até ao restante leste europeu. No tópico geral, 66% acham os valores democráticos muito importantes. Eles apenas acham que a democracia húngara actual pouco tem a ver com estes valores (17% acham que estes valores descrevem o país).

    Vivendo em permanente défice, resvalando para a pouca liberdade de expressão, a Hungria resvala pouco a pouco para o Comunismo Atroz%TM;. Os cidadãos húngaros querem a democracia, não querem o comunismo de volta. Desejam e consideram muito importante a liberdade de expressão (65%), liberdade de religião (66%), as eleições multipartidárias (70%), a imprensa livre (59%), e a justiça nos tribunais (79%). Revê alguma destas coisas no comunismo? Se a houve, não consigo ver.

    Lembre-se que o PEW é liderado por uma socialista militante, toda brilhante, e tomado pelos proto-socialistas da NBC e da MSN. E mesmo assim não conseguiram.

    Anedota Soviética Ilustrativa e Obrigatória

    P: Porque é que na URSS existem dois jornais, o Pravda (Verdade) e o Izviestia (Notícias)?

    R: No Pravda não há notícias e no Izviestia não há verdade.

    (Em russo soa como: no Pravda não há Izviestia e no Izviestia não há Pravda. Soa melhor em russo.)

  34. Francisco Colaço

    Lucklucky,

    «O Comunismo sem a tecnologia e civilização Capitalista Ocidental dá em Pol Pot e outras aberrações ainda mais extremas.»

    Sabe que não consumo comunismo nem com molho de tomate e mostarda do meu. Mas faça pelo menos a justiça de conceder que o primeiro satélite artificial, a primeira sonda em Vénus, o primeiro homem no espaço e o primeiro veículo autómato não tripulado na Lua foram realizações do programa espacial soviético, e nisto pouco ficaram a dever ao Ocidente. Para além dos circuitos intregrados e da maior parte dos componentes eletrónicos. E de parte das peças mecânicas.

  35. Francisco Colaço

    Isto é, a maior parte dos peças electrónicas e parte das peças mecânicas para o programa espacial soviético foram importadas do Ocidente.

    Não se esqueça também que o Comunismo colocou o primeiro animal numa nave espacial e fê-lo morrer no espaço (que dirão os primos Calhaus de Esquerda, tão amigos que eles são)? Fez assim jus a uma longa tradição de comunistas: com pés na terra, cabeça na lua e teorias marcianas.

  36. Pingback: Escravos não podem deixar a senzala | O Insurgente

  37. Pingback: Libertad a la cubana | Sana Crítica

  38. Pingback: Como em Cuba não há acidentes rodoviários… | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.