A “Primavera Árabe” e a Democracia

“Diário de um cínico” de Pedro Picoito (Declínio e Queda)

Há dois anos, Anne Applebaum disse que a Primavera Árabe não se devia comparar à queda do Muro de Berlim, como era voz corrente, mas às revoluções europeias de 1848 (a chamada “Primavera das Nações”, precisamente). Queria ela dizer, se bem me lembro, que as mudanças no Médio Oriente não representavam a passagem de um regime ultrapassado (a ditadura) a um regime mais moderno (a democracia parlamentar), mas uma redistribuição do poder dentro de regimes já modernos (ditaduras militares, laicas, nacionalistas e pós-dinásticas).

Olhando para o que se passa no Egipto, temo que esta leitura, na altura convincente, tenha subestimado as tendências antidemocráticas (ou pré-modernas, palavra equívoca) das sociedades árabes. Porque o que vemos hoje assemelha-se antes o fim do Antigo Regime em França, com grande instabilidade entre 1789 e a Restauração (e sequelas durante todo o século XIX), ou na Península Ibérica, com a mesma instabilidade após as revoluções liberais de 1820 (e também sequelas posteriores).

Um dos maiores erros de percepção da Primavera Árabe, como apontou Anna Applebaum, é julgá-la à luz das revoluções europeias de 1989. É um efeito da miopia histórica do Ocidente actual, que vê a democracia como um dado adquirido, ignora o seu passado e dilui as diferenças entre as sociedades europeias e as outras, em nome de um multiculturalismo que é afinal uma forma de eurocentrismo – e do mais provinciano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.