Mário Soares e a sua receita econômica infalível para falhar

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Mário Soares continua a sugerir a mesma e equivocada receita para resolver a crise de Portugal:

1- A Europa está toda em crise. Uma crise profunda. Portugal, Espanha, Itália. Neste momento, também Holanda, Bélgica, Finlândia, Suécia.

2- É preciso uma grande mudança. Acabar-se com o neoliberalismo e essa situação de pagar aos mercados acima dos Estados.

3- Estou convencido de que a Europa tem saída, como teve a América. É preciso acabar com a austeridade e produzir mais moeda. Tem que dar a manivela [incentivar o crescimento econômico], mudar completamente de política.

4- Por que a América saiu da crise? Porque fabrica moeda. Quando o Banco Central Europeu fabricar moeda, é evidente que tudo isso passa.

5- Toda a América Latina é contra as privatizações. Vocês, brasileiros, conhecem bem isso.

Com relação ao ponto 5, sim, dr. Soares, nós brasileiros conhecemos bem o que é isso de ter empresas estatais nos impedindo de ter acesso a bens e serviços. Conhecemos bem o que é não ter acesso a serviços importantes, como telefonia, porque o governo brasileiro achava que deveria ser proprietário de empresa de comunicações e nos obrigava a pagar caro para ser acionista da estatal quando queríamos apenas ter uma linha telefônica a preço baixo.

Nós brasileiros conhecemos bem isso e não queremos mais.

5 pensamentos sobre “Mário Soares e a sua receita econômica infalível para falhar

  1. Henrique Figueiredo

    “A Grécia foi o berço da nossa civilização. Os alemães só fizeram guerras.” Isto dito pelo próprio Mário Soares. Com “Pais” da democracia assim, nota-se porque estamos todos órfãos.

  2. Nuno

    Highlights cómicos da entrevista:

    “A América saiu da crise”
    “As pessoas estão com fome, vão comer aos caixotes de lixo”
    “as privatizações são necessárias para equilibrar as contas públicas. O sr. concorda?
    Não. Isso é absolutamente falso, como, aliás, se provou em toda a América Latina. Não só na Argentina, como na Venezuela, no Peru…”

    Um ponto, este homem.
    Este aldrabão, que não sabe puto de economia, permite-se dizer meia dúzia de patacoadas em pseudo-economês para dar um ar de sapiência e mascarar o que realmente quer: derrubar o Governo da outra “côr”. Só.

  3. JP

    Quando um político vê a economia como uma caixa com uma manivela que se faz rodar quando se está aflito, para que saia dinheiro (que depois alimenta fundações, por exemplo), já está tudo dito.

  4. Comunista

    Direita = PRIVATARIA.

    Nas manifestações brasileiras ninguém anda a pedir a privatização dos serviços públicos, antes pelo contrário, o povo pede maior investimento em serviços públicos. Portanto, meu caro, se virmos que 75% dos brasileiros apoia as manifestações, a sugestão é que o seu direitismo no Brasil não cola, o povo não o quer, sabe que é merda. As sondagens colocam Dilma a disputar a segunda volta com Marina – portanto, até agora, nada indica qualquer crescimento da direitice.

  5. Henrique Figueiredo

    Olha, o Comunista (apoiante da política económica bem sucedida nas nacionalizações em massa) deve achar a Dilma uma “neo-ultra-liberal”. Sim, porque o PT é completamente direitista. Veja-se só uma das principais empresas do Brasil, a Petrobrás.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.