Não há consenso sobre as emissões humanas

Photobucket

The rise in the surface temperature of earth has been markedly slower over the last 15 years than in the 20 years before that. And that lull in warming has occurred even as greenhouse gases have accumulated in the atmosphere at a record pace.

The slowdown is a bit of a mystery to climate scientists. True, the basic theory that predicts a warming of the planet in response to human emissions does not suggest that warming should be smooth and continuous. To the contrary, in a climate system still dominated by natural variability, there is every reason to think the warming will proceed in fits and starts.

Fonte: NYT.

Já o galã Robert Redford não se deixa enganar e pressiona Obama para assumir a coragem das suas convicções.

15 pensamentos sobre “Não há consenso sobre as emissões humanas

  1. jhb

    “Não há consenso sobre as emissões humanas ”

    Na redação do NYT seguramente que não.
    Aqui no Insurgente, pelo contrário, existe consenso: o aquecimento global antropogénico é uma conspiração dessa notória clique de malfeitores
    que é a comunidade científica.

  2. ruicarmo

    Nada há a temer, apoiantes da causa das emissões humanas: nas caixas de comentários temos a presença dos robertos redefordes a que temos direito e que a constituição ambiental sabiamente prevê, no capítulo I, alínea única dos direitos e deveres do eco-cidadão.

  3. lucklucky

    “o aquecimento global antropogénico é uma conspiração dessa notória clique de malfeitores que é a comunidade científica.”

    Não. Foi uma moda, que se transformou numa construção social e política derivada em grande parte da culpa do ocidente criada pela esquerda e do desejo de mudar o mundo dos jornalistas ocidentais – ou seja controlar. Ficou feita a panelinha, afinal os tempos desde a queda do Muro de Berlim até 2001 foram tempos dourados para devaneios idiotas.

    Você ao chamar comunidade cientifica aos tipos que defendem o aquecimento global por Co2, só vem dar razão a .alguém que disse: a ciência avança a cada funeral de um cientista.

    Qualquer pessoa que tenha dado atenção às aulas do secundário ou consulte qualquer enciclopédia sobre método científico sabe automaticamente que os argumentos apresentados como certezas são uma fraude pois são impossíveis de provar.

  4. lucklucky

    Quem o disse foi Max Planck.

    A fraude do aquecimento global será uma nódoa com implicações sobre a reputação da ciência e da política ocidental. Não só internamente mas como outras culturas nos olharam e nos deram deferência até hoje.
    Uma das coisas mais interessantes é ver como os Chineses copiam os Americanos. Neste momento a China já tem uma Guarda Costeira com navios branquinhos com lista vermelha e a dizer Coast Guard tal qual os EUA…
    O falhanço de algo importante e com custos significativos vai implicar que na próxima vez talvez já não olhem para os EUA. Ou seja as possibilidades de diálogo reduzem-se.

  5. Vasco Gama

    Este debate, onde a maioria dos cientistas (e das academias científicas) decidiram alinhar com a visão da ortodoxia (para apoiar o dito consenso), diabolizando os que se opõem a essa visão, é uma vergonha (e um embaraço para a própria ciência).

  6. dervich

    A temperatura é como a dívida portuguesa: Ambas continuam a aumentar mas agora aumentam menos…

  7. Lourenço

    “What to make of it all?

    We certainly cannot conclude, as some people want to, that carbon dioxide is not actually a greenhouse gas. More than a century of research thoroughly disproves that claim.

    In fact, scientists can calculate how much extra heat should be accumulating from the human-caused increases in greenhouse gases, and the energies involved are staggering. By a conservative estimate, current concentrations are trapping an extra amount of energy equivalent to 400,000 Hiroshima bombs exploding across the face of the earth every day.

    So the real question is where all that heat is going, if not to warm the surface. And a prime suspect is the deep ocean. Our measurements there are not good enough to confirm it absolutely, but a growing body of research suggests this may be an important part of the answer.”

    Fonte NYT (o mesmo artigo)

    Ou seja: parece-me que há consenso em relação às emissões humanas. A questão é saber como essas emissões estão a afectar todo o sistema. Por essa razão, há mais de 15 anos que se fala em “Climate change” e não em “Global warming”. Tirando, claro, quem está preocupado com uma mega conspiração planetária que envolve toda a comunidade científica.

  8. lucklucky

    “parece-me que há consenso em relação às emissões humanas. ”

    Não não há consenso algum.

    “Por essa razão, há mais de 15 anos que se fala em “Climate change” e não em “Global warming”. Tirando, claro, quem está preocupado com uma mega conspiração planetária que envolve toda a comunidade científica.”

    Ora ainda bem por ter lembrado da manipulação anti-cientifica da “comunidade científica” ou será que foi o complexo jornalistico-científico?

    Mudou-se a expressão Global Warming que pelo menos obrigava a uma prova para uma expressão não cientifica como Climate Change – algo infalsificável, toda a gente sabe que o clima mudou ao longo da vida da terra.

    Newspeak que Geoge Orwell tão bem explicou.

  9. Lourenço

    Se não há “consenso”, não é certamente este artigo do NYT que o demonstra, bem pelo contrário. Era esse o objectivo do meu comentário. Já a contribuição de AA parece-me bem mais pertinente em relação a esse ponto.
    Mesmo assim, as críticas (para mim justas) ao “paper dos 97%” prendem-se com a metodologia utilizada para chegar a esse número mágico, e não ao fenómeno em sim, chame-lhe Climate change, Global warming ou o que quiser.

  10. Pingback: Ana Paula Vasconcellos da SIlva | Publicações de Outros Autores: World Energy Outlook Special Report

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.