Mutilação Genital Feminina como ‘acto civilizacional’.

Via José Meireles Graça, no Gremlin Literário, descubro a fantástica opinião de uma criatura que equipara a mutilação genital feminina a comer bacalhau ou a qualquer outra forma de repressão da sexualidade feminina. I´m appalled and speechless.

31 pensamentos sobre “Mutilação Genital Feminina como ‘acto civilizacional’.

  1. Jorge Costa

    E mulheres apedrejadas até á morte enterradas na areia com a cabeça de fora também é como usar azeite em vez de banha, ou cantar o fado em vez de ladaínhas célticas.

  2. Observador

    Com ideias destas deve ser claramente uma simpatizante, senão mesmo militante, do Bloco de Esquerda…é convidarem-na para blogger do Arrastão.

  3. lucklucky

    É verdade, é um acto civilizacional tal como os sacrifícios Mayas, circo e cruxificações Romanas, as torturas medievais, a Inquisição, a iniciação de um gangster como seu primeiro assassínio, quiçá até a Mafia, mas esta depende se parecer exótica – nesse caso é boa- ou se parecer ocidentalizada – nesse caso é má.

    É o que se espera de certa esquerda. Tudo o que não tenha “lucro” e “dinheiro” ou seja invenções do impuro homem branco é boa civilização.

  4. tina

    Esta Inês Oliveira é uma aberração. Fico doente só de pensar que o filme deve ter sido realizado com subsídios. Acabe-se de uma vez para sempre com o departamento de cultura!…

  5. vitorcunha

    E a Inês Oliveira não quis experimentar esse acto civilizacional, numa procura integracional de compreensão multi-cultural? Teria também valor documental.

  6. vitorcunha

    E a moça não quis experimentar, numa tentativa de aproximação multi-cultural, destruidora das barreiras e preconceitos entre civilizações? Eu fico ofendido quando estrangeiros se recusam a provar o meu bacalhau à Gomes de Sá.

  7. Zé Júlio

    O relativismo moral é absolutamente extraordinário. E assustador.
    Vale a pena ler Bento XVI.

  8. A esquerda sofre de facto de uma mistificação metafísica ao pior nível que Platão nos deixou. Tomam como dogmas as suas verdades inalienáveis (neste caso, não podemos criticar outros culturas ou nenhuma civilização é superior a outra) e brincam aos argumentos para justificarem as suas patéticas conclusões. Neste caso, achou que se safava com uma comparação a comer bacalhau. Nice try.

  9. Rui

    tatuagens, piercings, implantes mamarios…

    se a mutilação for feita por uma pessoa maior, intelectualmente capaz e sem ser sob a coerção de terceiros qual é o problema?

    isto não é um blogue liberal?

  10. Rui, tem noção que a MGF é infligida a crianças, não tem? Percebe que não é propriamente um adulto que em plena consciência e vontade opta por fazê-lo? Percebe que é uma pressão e exigência cultural? Percebe que muda radicalmente o corpo da mulher, da mesma forma que nenhuma tatuagem ou piercing muda?

    Melhor ainda, consegue compreender a diferença entre liberdade e estupidez?

  11. Rui

    Mário Amorim Lopes,
    o Insurgente é um blogue de ideologia liberal. Um dos principios basicos desta ideologia é o de proteger as decisoes e opções individuais dos individuos face a intervenções moralizadores do coletivo (estado..), mesmo que estas decisões/ opções sejam avaliadas pelos outros como “estupidez”.

    P.S: eu nao sou liberal…

  12. Rui, obrigado por me esclarecer o que é o liberalismo e o O Insurgente. Como eu sou liberal e já cá paro há uns tempos, dispenso, mas fica o meu agradecimento.

    Se ainda não percebeu, esta prática é efetuada em crianças. Crianças de 1 a 10 anos que ainda não têm propriamente uma vontade individual. E mesmo ignorando isso, isto é uma prática em tudo colectiva, que surge de um sentido cultural que é de natureza colectiva. Ainda assim, se for uma pessoa adulta em plena posse das suas capacidades a querer fazê-lo, nada contra. Não me digam é que é idêntico a comer bacalhau. O termo é outro…

  13. Carlos Pacheco

    Barbárie opõe-se a civilização. A moral que rege as civilizações não é universal. Falamos em civilização romana, ninguém nega que existiu, e no entanto os romanos atiravam os cristãos às feras. A minha moral, e certamente a da Inês Oliveira, não é muito diferente da vossa. Atirar cristãos às feras ou mutilar crianças parece-nos inaceitável. Mas isso não significa necessariamente, no sentido estrito do termo, serem actos “bárbaros”. Não há motivo para tanto alarido e começar a debitar frases feitas e absurdas sobre esquerda e direita.

  14. Observador

    Bem vistas as coisas não deixa de ser verdade que, como diz o Quim Barreiros, o Bacalhau Quer Alho…

  15. jhb

    ai ai estes liberais… Será hipocrisia ou simplesmente uma incapacidade de ser coerentes? Vejamos: crianças de 10 anos sujeitas uma prática sancionada pelos pais (elas, as crianças “ainda não têm propriamente uma vontade individual”) e os nossos liberais em vez de “proteger as decisoes e opções individuais dos individuos face a intervenções moralizadores do coletivo”, sendo que aqui os indivíduos são os pais, adoptam uma posição interventiva e moralizadora?!! Onde é que fica a liberdade individual dos pais?!! Será hipocrisia ou simplesmente uma incapacidade de ser coerentes? Hipocrisia. Sem sombra de dúvida… Venha a tentativa do Michael Bloomberg de proibir a venda de bebidas açucaradas em recipientes de grande capacidade…Horror!Horror! Intervenção do estado… Ataque à liberdade individual! Socialistas!! Sabe-se que as crianças e jovens americanos têm um grande problema com a obesidade e que as bedidas açucaradas são prejudiciais à saúde especialmente dos mais novos…Os liberais aqui do Insurgente: Os pais é que devem decidir o que os seus filhos bebem! O estado não tem o direito de proibir a venda de produtos prejudiciais à saúde. As pessoas têm de ser responsáveis pelas suas decisões…

    Hipocrisia? Hipocrisia…

    Ainda para mais, as crianças nova-iorquinas, e não só, são diariamente expostas a uma máquina publicitária cujo unico objectivo é fazê-las consumir a junk food que o poderoso sector agro-alimentar produz, sem olhar às consequências para a sua saúde e os nosso liberais? É o free market! O free market!

  16. lucklucky

    jhb você tem um sério problema com a lógica. Só teria sentido se os país estivessem a obrigar as crianças a beber grandes bebidas acucaradas.
    Depois temos o seu problema de proporção, grau, no seu tipico da cartilha argumento comunista.
    Se os pais podem mandar um filho deitar-se ás dez então também podem por no hospital à porrada é pelos vistos o seu brilhante argumento…

    Mas obrigado por demonstar o que é q esquerda mais uma vez.

    E aqui temos outro exemplo da esquerda. O ódio ao próprio que a esquerda implementa para melhor controlar.

    “sometimes i which we wouldn’t exist”

    A implementação da culpa é a arma mais poderosa de dominação.

  17. vitorcunha

    Peço desculpa pelo duplo comentário (e agora pelo terceiro, off-topic), fiquei com a sensação que o primeiro não tinha entrado.

  18. jsp

    Aparentemente , há para aí dois comentadores que (relativismo civilizacional “oblige”) não se oporiam ” a ser ” eunucos…

  19. A. R

    Aliás as decapitações na Arábia Saudita são uma espécie de mutilação que o jhb também deve apreciar assim como uns cortes de dedos e coisa e tal. Asqueroso asqueroso é o carácter opressor do soutien feminino.

  20. jhb

    hehe… estes defensores da “liberdade” de consumir são o máximo…

    Vejamos, eu não aprecio a MGF nem qq coisa que o pareça, incluindo a circuncisão forçada dos putos judíos…Blasfémia!Blasfémia!É anti-semitismo!!! Coisa que aqui deve ser visto como uma prática cultural a defender – Cultura?! Mas não somo apenas e só indivíduos! Para haver cultura é necessário sociedade! Não?Basta comprar o bilhete do teatro?! Ah ok.
    Quanto à proporção, é a mesma coisa: bebidas açucaradas são tão prejudiciais à saúde como a MGF (há uma epidemia de obesidade, não sei se já se esqueceram) e no entanto aqui ninguém está contra a manipulação e lavagem cerebral que a publicidade causa na cabeça dos putos para levá-lo a consumir esses venenos…

  21. tina

    É bom que comentadores como o Rui, jhb, etc apareçam por aqui, assim qualquer leitor menos informado pode ver como a esquerda realmente pensa. Deve ser por isso que hoje em dia os blogues de esquerda são pouco lidos comparado com os blogues liberais: os jovens e os intelectuais blogoesféricos portugueses já fogem da esquerda, bom sinal. Bom trabalho Rui e jhb, continuem.

  22. jhb

    “os jovens e os intelectuais blogoesféricos portugueses já fogem da esquerda”

    Os blogoesféricos sim, mas os blogorômbicos não…

  23. sousa

    mutilação genital = tortura com marcas físicas e psicológicas para toda a vida e tem como único objectivo impedir a mulher de ter prazer no acto sexual. A circuncisão masculina destina-se a libertar o prepucio com vista a uma experiência sexual sem dor por parte do homem. Eu que não sou judeu, devo essa experiência ao meu médico de família quando tinha 7 anos.

  24. Rui

    tina lá por eu nao ser liberal não quer dizer necessariamente que seja de esquerda.

    Eu comentei simplesmente um paradoxo existente entre a ideologia de menos estado, e o desejo da atuaçao do estado em certos e determinados assuntos que consideramos importantes…

    olhe que segundo os ideais liberais será muito difícil acabar com a prática da mutilaçao genital feminina em crianças (menos estado, liberdades individuais, não interferência, etc…).

  25. lucklucky

    Rui não percebo porque raio diferencia os liberais dos outros – ou talvez perceba-.
    Que eu saiba a maioria das ideias políticas deixa sempre nem que seja infímo grau de liberdade… logo para si porque é que não critica o Soci@lista que aceita que um pai diga ao filho como se comportar mas ao mesmo tempo que exista escola publica obrigatória…? O Soci@lista-Social Democrata, Conservador, Comunista etc… segundo você também está num paradoxo. Pelos vistos – para si- que só pode defender o Estado controlar tudo ou não controlar nada….

  26. Pingback: ‘Feminism Or Islamism: Which Side Are You On?’ | O Insurgente

  27. Pingback: Londres multicultural, 2013 | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.