Balanço de 39 Anos do 25 De Abril

25AbrilHoje passam precisamente 39 anos desde a revolução de 25 de Abril. Um balanço sobre o resultado desses 39 anos:

Termino, afirmando que os direitos fundamentais inerentes a todos os seres humanos: Vida, Propriedade e Liberdade, não são direitos que alguém possa dar (incluindo qualquer constituição, governo ou estado), mas antes são direitos que ninguém pode tirar.

12 pensamentos sobre “Balanço de 39 Anos do 25 De Abril

  1. A. R

    E ainda os comunas da Associação dos comunas de abril, soares e alegres não assumem a desgraça: ficam de lado

  2. politologo

    Acrescento , e ainda ,
    Apenas um (des)Governo aldrabão e incompetente versus troca-tintas … Faz mal o que não promete e promete sempre o que não faz !…
    Este Governo lembra a ceia de Cristo com Pedros , Paulos &Cª . Mas este Pedro Coelho não tem nada de Cristo nem de doces … nem passado (que se recomende) nem futuro (que não nos assuste) ,,,
    Me perdoem o Paulo que é Macedo , o Crato e o
    Santo que ninguém quer , mas quem mexe na merda cheira mal
    como assim diz o povo …
    Com um atraso sem vergonha , passado já dois anos vem o Governo prometer que “vai fazer” (?) o que devia já ter feito há dois anos !… Na nossa marcha atrás , ultrapassámos a Ditadura !… Já estamos em 1920 e nada mudou !…
    .
    Perante uma “impagável” divida contraída por um “Povo impagável” , um Governo também impagável vem agora dizer que vai desenvolver uma “Economia” que já não existe !…
    E já temos um “superhavit” … de incompetência …
    Dizia um empresário que este Governo faz tudo ao contrário.
    O Governo recebeu o primeiro cheque troikiano e incompetentemente o gastou … Recebeu o segundo e deu-o à Banca para fazer usura … Agora depois de o Governo ter feito o funeral aos agentes económicos , vem incompetentemente dizer que com o terceiro cheque vai desenvolver uma economia que já não existe !….
    E para quem tem duvidas na incompetência deste Governo lembramos o exemplo já académico (e socrático ) desta incompetência como exemplo o dossier da restauração …
    E perante tantos sonhadores aldrabões , venha o primeiro intelectual honesto provar à saciedade que é possível pagar tão monstruosa divida publica . Neste caso , não há crime… nem castigo …
    Estou vivo por milagre , a propriedade é consumida pelo IMI e quanto mais liberdade me dão menos livre me sinto .
    Vida , propriedade e liberdade , não passam de puras ficções constitucionais . Não passam de bóias de salvação para quem já está afogado .
    Em linguagem popular , apenas servem para o conto do vigário …

  3. Pingback: O 25 de Abril, a democracia e o liberalismo | O Insurgente

  4. Em termos gerais (e “arredondados”) apesar de tudo seremos hoje o 35.º país do “ranking” genérico… Péssimo… Para quem saiu de um regime obscurantista provinciano e labrego…

    Quanto a estes dados:
    “Uma dívida pública de 209 mil milhões de euros, correspondente a cerca de 126% do PIB e o equivalente a cerca de 20.900 euros por cidadão. Uma taxa de desemprego de 17,5% – a terceira maior da União Europeia – e uma taxa de desemprego jovem de cerca de 38,4%.”
    — O melhor mesmo é pedir ao guru de S. Bento que os explique…

    O ponto de vista dos “analistas” rápidos parte sempre da realidade actual para escrever a História. Contextualizar, dá muito trabalho.
    Uma garrafa pode estar sempre meio cheia ou meio vazia… Depende dos olhos.

  5. Francisco Colaço

    Politólogo,

    Acrescento uma reticência às suas reticências excessivas e ubíquas: Paulo nunca esteve na última Ceia de Cristo, nem, porventura, o terá conhecido em vida. A conversão de Paulo ao cristianismo fez-se na Estrada de Damasco, viragem que era bom haver nas políticas despesistas portuguesas.

    Neste momento estamos todos a ir para Damasco.

    E por favor, com tantas reticências e desbastes pontuais, a sua escrita parece a escrita de um incoerente. Penso que o politólogo (o que é isso?, é um homem que sabe, finge saber ou diz saber de cidades, de política ou de polícias? ;D) saberá fazer melhor.

  6. Francisco Colaço

    Zé de Portugal,

    A herança de comunismos e socialismos é 1) prisão, 2) miséria geral, 3) quebra de produtividade, 4) faltas de tudo menos de faltas e 5) aguentar discursos de seis horas de Castro, Chávez ou Jorge Sampaio.

    Agradeço o convite, mas não! Não quero nem para mim nem para os que me são próximos esse regime asqueroso, tirânico e inquinado. O Zé de Portugal pode ficar com ele e mudar o seu nome e a sua residência para outro país onde o socialismo esteja no seu ebúrneo fulgor. Em dois meses, não só estará vacinado contra o socialismo como estará a apagar as blagues do seu blogue.

  7. Francisco Colaço,
    Sinceramente, não consigo compreender onde foi buscar a ideia que o meu artigo defende “comunismos e socialismos”, ou que lhe faz qualquer convite(?!). Quero supor que nem tenha lido.
    Convido-o, pois, a ler (com atenção) alguns artigos do meu blogue para perceber os erros em que está a incorrer na sua apreciação.
    Agora, o que acho de muito mau gosto, é chamar blague à história que conto, especialmente após o aviso prévio de que se trata de uma história verdadeira.
    Tenha um dia muito interessante.

  8. Francisco Colaço

    Politólogo,

    Tem razão. Tinha confundido o seu blogue com um outro, esse sim, vermilhóide. As minhas desculpas lhe apresento aqui, publicamente. O politólogo não é comunista, é teórico da conspiração (sem qualquer carga de insulto ou de sarcasmo o afirmo).

    De qualquer modo, foi bom ver que sabe acabar frases e escrever sem reticências. Só lhe fica bem. E não lhe dá um ar tresloucado. Apenas embirro com um título como o de politólogo (como diz um amigo meu, one can be self taught, and that is sublime; as to being self-certigied, that is entirely another matter).

  9. politologo

    FRANCISCO COLAÇO
    2-7-10
    Não vamos por ai … Senão chegamos ao ad hominum… Fernando Colaço , Cognome o Confusão …
    Constato que não sabe ler (quando escrito em sentido figurado e até intencionalmente adulterado tal como o destinatário…) .
    Também constato que (tal como os Juízes… ) também não gosta de reticências :::
    Cumprimentos .Como V. já deve estar reformado , ofereço-lhe em primeira mão , o seguinte texto .
    ……………………………………………………………………………………………………………………………………….
    Com um “Governo” que prometeu não aumentar os impostos e muito menos “mexer” nos subsídios , tributar errada e inconstitucionalmente as REFORMAS é verdadeiramente um repleto Atestado de incapacidade governativa com uma “doutoral” desonestidade “ad mnus” intelectual e de uma crónica volumosa incompetência , quer no domínio económico , quer no domínio financeiro . E , pior , social … A par de uma danosa iliteracia numérica de quem não acerta as contas …
    Errada porque não se trata de um SISTEMA de CAPITALIZAÇÃO. Neste caso , teria ainda algum sentido solicitar directamente aos reformados um reforço deste Sistema , mas também com o contributo dos trabalhadores . Sendo assim , não procede o fundamento do Tribunal Constitucional e do Governo , que erradamente afirmam tratar-se apenas de uma ora “imposta” “CONSIGNAÇÃO de RECEITAS” ao Sistema e não de um imposto que seria voluntariamente pago.
    Trata-se de um mero truque contabilístico , para justificar o injustificável …
    Mas sempre se diria “ non omne quod licet honestum est” .
    O Governo poderia sim “ in extremis” cobrar este “imposto” sobre os reformados , dito “contribuição extraordinária de solidariedade” mas segundo o principio da universalidade , i.e. sobre todos os trabalhadores beneficiários do Sistema . Para ele , Governo , repor no Sistema o que ele e os sucessivos Governos , sem excepção , de lá tiraram em benefício de todos .
    Pelo que maior é o erro , levando o Governo a tributar “reformados do privado” , deixando de fora a entidade patronal !…
    Sistema desigual , onde existe uma contribuição patronal e não existe uma contribuição estatal , bem pelo contrário !…
    E mais chocantes se tornaram estes errados procedimentos ,
    sem previamente se ter moralizado o Sistema . Separar o trigo do joio … Adequar as reformas às contribuições efectuadas para que não pague o justo pelo pecador … No limite , até fixar uma idade mínima para se pagar a reforma …
    Não entendemos este Tribunal Constitucional !…(#) Ou é cego , ou é incompetente ? ou as duas coisas ?

    Vejamos alguns exemplos da chocante “parafiscalidade” consentida pelo Tribunal Constitucional .
    RENDIMENTO——————————————————————————————————–
    COLECTÁVEL ———-Contribuintes ———Apenas Reformados—————————————–
    —————————-taxa—-a abater———taxa ——a abater——————————————-
    25.200-40.000———-40,5—2.680————–56,5——–6.530——————————————-
    40.000-52.250———-48,5—5.880————–64,5——–9.730——————————————-
    57.531-60.045———-48,5—5.880————–73,5——–5.880——————————————-
    60.045-80.000———-48,5—5.880————–98,5——–5.880——————————————-
    ============================================================================
    N.B. Depois dos 80.000 ficam a ver navios …

    (#) Este Tribunal de tribunal só tem o nome !… Trata-se de um Órgão Político dito constitucional, nomeado indirectamente pelo Governo , e onde os decisores não têm a preparação necessária e suficiente para o exercício do cargo , comparando-os com os curriculos dos decisores de outros Tribunais Constitucionais de Países civilizados , decidindo segundo o Direito , procedendo as inconstitucionalidades suscitadas , e com o fundamento da actual bancarrota , decidir-se pela sua não aplicabilidade com os fundamentos previstos no nº 4 do artigo 282º da C.R.P. , não obstante tais decisões constituírem uma verdadeira censura ao Governo . Mas para isto seria necessário um corajoso Tribunal competente e imparcial , decidindo num Estado de Direito .

  10. Pingback: It’s All A Bunch Of Socialists… Kicking The Can Down The Road | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.