Viver em Cuba é só vantagens

É engraçado como na imprensa não costumam aparecer as desvantagens de viver em Cuba (mortes, torturas, prisões politicas, tratamento diferenciado de membros do partido e estrangeiros, crise económica constante, sistema de saúde para o povo, …), mas as vantagens – por mais pequenas que sejam – aparecem sempre. Apreciem este artigo:

Crise em Cuba pode ter diminuído diabetes e doenças do coração

Nem vou discutir a veracidade da notícia da Globo, mas parece-me que, assim de repente…

É preferível escolher o que se come e como nos deslocamos!

Nos comentários gostava que deixassem outras “vantagens” de viver em Cuba 🙂

21 pensamentos sobre “Viver em Cuba é só vantagens

  1. Vasco

    Como diz um amigo em jeito de brincadeira, Cuba tem 3 coisa boas e 3 coisas más, sendo as boas educação, desporto e cultura e as más pequeno almoço, almoço e jantar!

  2. António

    Ricardo, você tem uma visão sectária tão ou mais pronunciada do que a que aponta à “comunicação social”.

    O artigo não é nenhum elogio a Cuba. Nem sequer é sobre Cuba. É o aproveitamento de uma situação social (má) para extrair dados sobre saúde…

  3. António

    O que você, como “liberal” aqui devia falar, relacionado com este assunto, é como um acto de intervenção politica, Estatal, de governo central, planificado, feita pelo Nixon na década de 70 contribuiu enormemente para a epidemia de excesso de peso, obesidade, diabetes, enfartos etc que desgraça os EUA.

    O Nixon, com medo que as oscilações dos os preços da comida nos mercados interferisse na campanha eleitoral decidiu subsidiar as produção de cereais (e desde aí, via lobbies, e corporativismo, isso só piorou. Com um novo capitulo chamado: bio-diesel). O preço baixou, mantém-se artificialmente estável e baixo. E isso contribuiu enormemente para a industria alimentar do país girar à volta do consumo exagerado de cereais, oleos vegetais, frutose, etc…

    O resultado dessa economia protegida e planificada nos EUA é que até as Forças Armadas já têm problemas em ter recrutas minimamente saudáveis…E o país vai falir só a tentar pagar os custos de saúde derivados…

  4. jorge

    é uma pena que os milhões de cubanos que desde o inicio da ditadura castrista fugiram de cuba, não leiam a imprensa estrangeira. Também não se percebe como Cuba não impõe restrições aos milhões de emigrantes que anualmente partem de todo o mundo para o paraíso comunista. Qualquer dia a ilha afunda ….eh,eh,eh

  5. FGCosta

    Por alguma razão o BMJ está em declinio marcado na comunidade médica.
    A começar por trazer á baila estudos, como este, que nada têm de novo. Pode-se verificar exatamente o mesmo (diminuição de peso, diabetes e doenças do coração) nas populações da Coreia do Norte Auschwitz ou em qualquer Goulag. Esqueceram-se de avaliar os efeitos secundários…

  6. Rui

    mas sabia que em portugal atualmente tb há muito menos mortes por acidentes rodoviarios. É uma das “benesses” da crise que estamos a viver…

  7. António

    Alguns aqui são como os comunistas: a ideologia à frente da ciência. Se a realidade não de adapta à teoria que se lixe a realidade.

    É claro que quando as pessoas comem menos tendem a andar mais saudáveis. Seja na Cuba dos anos 90 seja onde for… No mundo actual, na maioria dos países, quase todos os problemas de saude relacionados com a alimentação derivam de excessos e não de carências.

  8. lucklucky

    “quase todos os problemas de saude relacionados com a alimentação derivam de excessos e não de carências.”

    Vai uma aposta que esse argumento seria atacado por todos os lados caso fosse feito pelo Gaspar por causa de paupérrimos cortes?
    Vai uma aposta que esse argumento nunca apareceria num jornal português sobre Portugal.

    Então já não há pobreza… é isso? Ou há pobreza mas é só para usar quando convém?

    Cuba despediu meio milhão de funcionários publicos, por cá depois de proporção semelhante de despedimento teríamos o mesmo argumento?

  9. António

    Lucklucky,

    As tuas perguntas são certeiras. A esquerdalha cá queixa-se por muitíssimo menos do que é feito lá sem que haja direito a protestos.

    Mas eu não defendi nem Cuba, nem a pobreza… Nem o artigo citado no posto o faz.

    O que critico é este sectarismo que quer encontrar conspirações na comunicação social em todo lado. O pessoal da esquerda queixa-se exactamente igual, do mesmo, mas do lado oposto!

  10. A. R

    A isabelinha bombista e dietista diz que a crise só traz má alimentação. Em Cuba é que parece que não! Estamos habituados à falta de ética e moral da esquerda e demasiado tolerantes às suas trauliteiradas. De resto Cuba é agora um destino de turismo sexual. A Cruz Vermelha ainda aguarda autorização para entrar nas masmorras castristas.

  11. ZeLobo

    “(mortes, torturas, prisões politicas, tratamento diferenciado de membros do partido e estrangeiros, crise económica constante, sistema de saúde para o povo, …)”

    Mais ou menos a mesma coisa que por aqui se esquecem quando falam do Chile de Pinochet …

  12. A. R

    “aqui se esquecem quando falam do Chile de Pinochet ” o Chile de Pinochet era uma democracia de fina estampa tendo por padrão qualquer ditadura comunista.

  13. jojoratazana

    O melhor de Cuba, não ter de ler as parvoíces de pessoas, que não conhecem Cuba, o seu povo, o seu modo de vida, a sua alegria de viver.

  14. lb

    “o Chile de Pinochet era uma democracia de fina estampa tendo por padrão qualquer ditadura comunista”

    Há ditadores bons, pelos vistos. O Pinochet “abandonou voluntariamente” o poder, não foi?

  15. Francisco Colaço

    jojoratazana,

    O amigo rato norueguês ignora o que Gabriel García Marquez (um perigoso direitista, como sabe) escreveu sobre a recuperação económica feita pela ditadura chilena após o desastre que foi o desgoverno do (infeliz, sim, porque probo e valoroso, apesar de tudo!) Salvador Allende. Se lesse mais do que escreve, teria o gosto de se calar.

    Talvez não saiba o que é uma frigideira. As mulheres do Chile de Allende sabiam-no bem. Meu caro, fique com esta na cabeça: no fim do governo do Salvador Allende, as pessoas acolheram com gosto a execrável ditadura do Pinochet; e foi assim que deram poder ao seu futuro verdugo.

    Mas olhe que todos os mortos políticos do Pinochet (estimados novamente em alta em 40.000 pelo governo chileno) não são maiores do que os 50.000 a 100.000 do fidelíssimo e castrado regime de Cuba. São comparáveis. Mas para o nosso rato norvégico, um cubano não vale tanto quanto um chileno. Para mim, valem o mesmo. Pinochet nunca deveria ter existido nem acedido ao poder. Nem Castro.

    Nos tempos presentes em Cuba anda-se a passar discos usb (pens) de mão em mão nos autocarros e nos parques para disseminar a revolta que, talvez ainda este ano ou no próximo, faça a justa liberdade a um povo que nunca o mereceu. Agora poderão ter a liberdade que desde José Martín lhes foi negada.

  16. Francisco Colaço

    … a justa liberdade a um povo oprimido, que nunca mereceu a opressão… fica a correção (ou correcção, caso achem que é necessário corrigir a correção). [sempre quis escrever isto! ;)]

  17. lucklucky

    “O melhor de Cuba, não ter de ler as parvoíces de pessoas, que não conhecem Cuba, o seu povo, o seu modo de vida, a sua alegria de viver.

    Uma declaração totalitária então a expressão de canil “o seu modo de vida, a sua alegria de viver.” é extraordinária típica do paternalismo, neo fascista ou neo comunista.

    Os cubanos não incluem os malvados cubanos de Miami segundo a esquerda ou os nosso jornais que é a mesma coisa, são traidores não é?

  18. João Dias

    28 dados sobre Cuba ignorados pelo Jornal Nacional e seus papagaios
    28 dados que mostram a força de Cuba, mas propositalmente dispensados pela imprensa hegemônica

    Como já dissera o escritor e jornalista uruguaio, Eduardo Galeano, quando se trata de Cuba, a grande imprensa, “aplica uma lupa enorme que amplia tudo o que ocorre, sempre que há interesses dos inimigos, chamando a atenção para o que acontece na Revolução, enquanto a lupa distrai e deixa de mostrar outras coisas importantes”.
    Entre essas coisas importantes, que não são apontadas pelas lupas, chamo a atenção para 28 dados, que mostram a força de Cuba, na véspera de seu aniversário de 53 anos.
    1) 8.913.000 de cubanos participaram da discussão do Projeto de Diretrizes para a Política Econômica e Social do Partido e da Revolução, debate prévio ao 6º Congresso do Partido Comunista de Cuba.
    2) Foram registrados mais de 3 milhões de intervenções populares.
    Leia também
    Estudante brasileira relata Cuba através de experiências próprias e derruba mitos

    Yoani Sánchez: reveladas novas mentiras da blogueira cubana

    Médicos cubanos no Haiti deixam o mundo envergonhado

    3) 68% das diretrizes foram reformuladas após a discussão com o povo cubano.
    4) 313 diretrizes da Política Econômica e Social do Partido e da Revolução foram adotadas no 6º Congresso do Partido Comunista de Cuba.
    5) Na linha definida pelo povo cubano para atualização do modelo econômico, até agora, entraram em vigor.
    6) 7 decretos-leis do Conselho de Estado.
    7) 3 decretos do Conselho de Ministros.
    8) 66 resoluções e instruções de ministros e chefes de instituições nacionais.
    9) O governo cubano destinará, em subsídios, mais de 800 milhões de pesos para pessoas de baixa renda, como parte da Lei do Orçamento para 2012.
    10) O governo cubano vai destinar mais de 17 milhões de pesos para a saúde, a educação e outras necessidades sociais, no orçamento para 2012.
    11) No orçamento de 2012, serão alocados 400 milhões de pesos para proteger as pessoas em situação financeira crítica, incluindo pessoas com deficiências e consideradas disponíveis no processo de reestruturação do trabalho.
    12) O orçamento do Estado encerrou o ano com um déficit estimado de 3,8% em relação ao Produto Interno Bruto, cumprindo o limite aprovado pela Assembleia Nacional, na Lei do Orçamento de 2011.
    13) Produto Interno Bruto cresceu 2,7%, em 2011.
    14) No final de 2011, a produtividade de todos os empregados na economia cresceu 2,8%.
    15) Mais de 357 mil cubanos exercem o trabalho por conta própria.
    16) 33 medidas foram aprovadas pelo Conselho de Ministros e entraram em vigor, em setembro passado, para continuar a facilitar o trabalho por conta própria.
    17) Mais de 2,5 milhões de turistas visitaram a Cuba em 2011.
    18) Foram produzidos 4 milhões de toneladas de petróleo e gás em 2011.
    19) A taxa de mortalidade infantil em Cuba é inferior a 5 por mil nascidos vivos.
    20) A expectativa de vida é de 78 anos.
    21) 186 países condenaram os EUA pelo bloqueio genocida contra Cuba, durante a Assembleia Geral da ONU, em outubro passado.
    22) Cuba ficou em segundo lugar nos Jogos Pan-Americanos Guadalajara, com 58 medalhas de ouro.
    23) O Conselho de Estado da República de Cuba concordou em indultar mais de 2.900 presos.
    24) Cuba ocupa a 51ª posição, no Relatório de Desenvolvimento Humano da ONU, com um alto desenvolvimento humano.
    25) Em 14 de dezembro marcou o primeiro aniversário da primeira rede social de conteúdo digital cubano, EcuRed, com cerca de 80 mil artigos e verbetes.
    26) Mais de 40 mil cubanos estão em missões de solidariedade por mais de 70 países.
    27) Mais de 3 milhões de pessoas foram alfabetizados pelo método “Yo, si puedo”, depois de ser aplicado em quase três dezenas de países ao redor do mundo.
    28) Com o início do ano letivo 2011–2012, em 5 de setembro, abriram suas portas mais de 60 universidades na Ilha, com cerca de 500 mil alunos matriculados.

  19. Nicolau

    Cuba, o mais miserável país da América Latina, por isso que nenhum vagabundo comunista vai em Cuba pra viver lá!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.