“Que Se Lixe A Troika”: Um Movimento Apartidário?

Citando o  Jornal i: “O movimento apresenta-se, por outro lado, como apartidário, mas, segundo diversas fontes do movimento relataram ao i, quatro dos seis membros que compõem o núcleo duro são militantes activos do Bloco de Esquerda (BE) e do Partido Comunista Português (PCP). Segundo as mesmas fontes, Belandina Vaz, João Camargo e Marco Neves Marques são militantes do BE, enquanto Tiago Mota Saraiva pertence ao PCP. Já Magda Alves e Nuno Ramos de Almeida não estão actualmente filiados em nenhum partido, mas Alves tem um percurso ligado ao Bloco de Esquerda, enquanto Ramos de Almeida, actualmente editor-executivo do jornal i, foi durante 23 anos militante do Partido Comunista, passando mais tarde para o BE, onde foi eleito em 2005 para a mesa nacional (órgão máximo daquele partido entre congressos). É este grupo de seis que define as linhas orientadoras do movimento, estando a maioria na génese da sua criação.”

9 pensamentos sobre ““Que Se Lixe A Troika”: Um Movimento Apartidário?

  1. JP

    A grande notícia foi terem levado este tempo todo a descobrir (ou melhor, fazerem de conta que não sabiam, porque os cartazes do Che não enganam ninguém) e irem agora quase todos esquecer de noticiar, ainda que tarde, a começar pelas TV, principal filtro de informação em Portugal, ocupadas por tudólogos, opinólogos e desavergonhadólogos.

    Mas a melhor do dia é esta:
    Título: “Maioria apoia moção de censura de Seguro”
    Subtítulo: “Quatro em cada dez inquiridos defendem a moção do PS…”

    Conclusão lógica: 4>6.

    Explicação: agora utilizam-se maiorias estatísticas como se fossem votos para lugares na AR numas legislativas.

  2. Expatriado

    Pode alguem no seu perfeito juizo ter tido alguma duvida que esses “movimentos” eram e sao de extrema-esquerda e servidos pela CS enformada durante quase 40 anos?

  3. Tiradentes

    Assalariados sim do BE. O resto é constatação de factos sejam eles assalariados de quem forem.

  4. Ricardo Monteiro

    “Bloquistas e comunistas representam um quinto do total dos activistas que organizaram maior manifestação desde 1974”. 1º escrevem isto. Depois concluem o que lhes apetece. Aparentemente 1/5 é maior do que 4/5. Nunca deixar os factos interferir numa “encomenda”. Só falhou aquela frase…

  5. Manuel Gaspar Mota

    Apreciaria ter acesso a todo o trabalho desenvolvido pelo Jornal (I), àcerca desta matéria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.