Alguma vez o Estado vai começar a pagar o que deve?

O endividamento do Estado Português atingiu 122,5% do PIB em 2012.
O BCE já tem mais de 10% daquele valor para ajudar a acalmar os mercados.

O governo tenciona começar a fazer descer aquele valor ou vai-se mesmo realizar a 2ª opção de Mises?

É impossível evitar o desmoronamento da actividade económica causada pela expansão do crédito.
A escolha é somente se o colapso virá mais cedo, como resultado do
abandono voluntário de políticas de crédito artificial à Economia,
ou mais tarde como uma crise catastrófica do sistema financeiro.

Ou se corta a sério (PPPs, BPPs, BPNs, Reformas acima da média, …) ou vamos todos ter de voltar a ler livros de história…

3 pensamentos sobre “Alguma vez o Estado vai começar a pagar o que deve?

  1. economista

    O que está errado ? Acabar com a correcta expansão de crédito ou acabar com a errada expansão de crédito ?
    A SENTENÇA DE SALOMÃO
    Não há qualquer hipótese de Crescimento Económico ?
    Pior do que jogar no euromilhões !…
    Assim , não há qualquer hipótese da possibilidade do pagamento integral quer do capital , quer dos juros dos empréstimos obtidos pela nossa desgovernação , pois a nossa Divida Publica já excede os níveis catastróficos do período pré-salazarista !… E a Teoria Politica sugere que a Quadratura deste Circulo não pode passar por uma Democracia , ainda por cima pouco saudável !… As Dividas acumuladas por Cavaco e Pedro Passos Coelho já excede a Divida acumulada por Sócrates !…
    E a Divida acumulada por Pedro Passos Coelho está prestes a exceder a Divida acumulada por Sócrates … As tristes verdades de M. de la Palisse … A M…. é a mesma . As Moscas é que mudam (Brito Camacho) .
    E não existem Contas Nacionais credíveis que permitam provar a possibilidade do pagamento da Divida Global do Estado pelo que isto não passa de pura ficção . Aliás , este “status quo” apenas interessa aos Grupos Financeiros instalados neste “sitio tão mal frequentado” cujos tentáculos estão principescamente remunerados !…
    Em 1976 , aprovaram uma C.R.P. financeiramente (e não só …)
    insustentável que nos trouxe ao presente caos e que não cabe
    naquela Quadratura do Circulo . Mais um ponto de inercia !…
    E já não conseguimos fazer depois de amanhã o que devia ter sido feito anteontem !… Agora , o nosso maior deficit é de tempo que já excede em muito o deficit financeiro . Deficit de
    tempo para uma infinidade de coisas …
    Não há qualquer hipótese de Crescimento Económico . O tempo
    perdido voa e lá nos vamos desculpando com o que se passa no estrangeiro em vez de olharmos para os nossos espelhos .
    Oculos habent et non videbunt ?
    Sem falar das mentiras eleitorais deste embuste do “zé camarinha” com nebuloso Passado e perigoso como o nosso Futuro , o maior erro de Pedro Passos Coelho foi não ter logo resolvido o problema ainda não resolvido do financiamento da economia real . Assim , não há Crescimento Económico !…
    E enquanto a TAXA de juro for superior à TAXA do Crescimento Económico (PIB) , não há qualquer hipótese de sobrevivência !…
    E já não referimos as vendas das “jóias da coroa” ao desbarato e sem concurso publico … Um Estado falido e despido de toda a sua riqueza moral e patrimonial . O que resta , degrada-se ou cai em ruínas !…
    Assistimos à custa dos Contribuintes apenas a um paternalismo estatal sobre a Banca que foi a principal culpada da crise e agora imoralmente é a grande beneficiada . A Banca
    criminosamente permitiu um interessado sobre-endividamento .
    O crédito expandiu . A procura interna cresceu mas voltada sobretudo para as importações , agravando o deficit externo na nossa Balança Comercial .
    Assim a nossa insuficiente capacidade produtiva voltou-se apenas para a procura interna . O Investimento cresceu voltado para a procura interna . Perdeu competitividade externa . Não existe Investimento voltado para a procura externa . Mas o financiamento da economia real desceu a Zero !. Desapareceu o Rendimento Disponível que em 1973 era superior à média europeia ! … A procura interna afundou . Falências . Suicídios . Desemprego . Este Desemprego tornou-se estrutural . Irreversível !… Natalidade ? Insustentabilidade da Segurança Social . Como vão viver os verdadeiros reformados ?
    Níveis de pobreza irreparáveis .
    A capacidade produtiva torna-se obsoleta e a formação liquida de capital fixo torna-se negativa . O escasso Investimento não compensa as perdas no stock de capital fixo . Até nas
    empresas exportadoras .
    E o Emprego só pode crescer , aumentando a competitividade externa das empresas , e para tal é necessário Investimento mas este e a não deslocalização das empresas ainda existentes exigem as seguintes 10 condições :
    1. Formação Profissional de qualidade
    2. Legislação Laboral adequada
    3. Estabilidade Sindical
    4. Estabilidade Fiscal
    5. Estabilidade Politica
    6. Sistema Judicial eficiente
    7. Eliminação da Burocracia
    8. Eliminação da Corrupção
    9. Criminalidade 10. Segurança
    Existe a possibilidade de uma atempada solução democrática? Não . Como agravante , entre atacar competentemente o problema do deficit (DESPESAS>RECEITAS) pelo lado da diminuição da despesa , este incompetente Governo optou pelo lado do aumento das receitas fiscais i.e. uma Ditadura Fiscal !…
    Asfixiou a Economia . Tem a vantagem de chegar mais depressa ao fundo do poço … Mas a Curva de Laffer não nos engana . Quanto maior for a criminosa pressão fiscal , menores serão as receitas fiscais !… E sobre o Governo pende a Espada de Dâmocles da Lei de Wagner i.e. o crescimento irreversível das Despesas Publicas . Assim , Deficits crónicos … Empréstimos ?
    Empréstimos são Receitas Fiscais adiadas !… Sem Receitas Fiscais e sem Empréstimos ? “Crash” !… Implosão Social … Solução de curto prazo ? Enquanto é tempo ,
    EMIGRAR … (para ajudar a nossa Balança de Pagamentos ???)
    Mais de 10 suicídios e outras quantas mortes já ocorreram decorrentes das incompetentes e irresponsáveis politicas de Pedro Passos Coelho ? Mataram D. Carlos e Sidónio Pais .
    Vox Populi : Não há duas sem 3 …
    <<>>
    “Não será encerrada nenhuma Escola , um Infantário ou um Hospital para
    pagamento das “ aventuras e cowboiadas” da Banca e da Bolsa” .
    (Olafur Grimsson – Presidente da Islândia)

  2. paam

    Infelizmente, a História só nos ensina que não aprendemos nada com a História. É uma boa sugestão mas já chega tarde. Portugal já passou o ponto de não retorno à algum tempo.

  3. Sérgio

    Cortem na despesa do Estado enquanto não somos obrigados a fazê-lo À FORÇA por falta de dinheiro! Vão afundar o público e o privado porque o público não é capaz de para de consumir a riqueza do país!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.