A despesa pública

Pedro Bráz Teixeira no i

[A] dívida pública decorre da margem havida no passado de não fazer corresponder a um certo nível de despesa pública os impostos que a tornam sustentável.

Desde pelo menos o século xix que tem havido uma enorme tentação de adiar as consequências da responsabilidade de escolher certos níveis de despesa pública, que se traduziu em défices elevados, cuja acumulação corresponde, grosso modo, à dívida pública. Ou seja, também aqui não podemos fazer uma avaliação favorável.

Depois disto, não me venham dizer, por amor de Deus, que a despesa pública portuguesa não tem problemas de maior. Até porque dizer que a despesa não está demasiado alta equivale a dizer que os impostos estão demasiado baixos.

2 pensamentos sobre “A despesa pública

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.