Relvas Ex Machina

miguel-relvas-bf81

A comunicação social e as comunidades blogosférica e facebuquiana não se cansam de destacar aquilo a que apelidaram de “a derrota de Relvas“. Não sejamos assim. Quando um Relvas perde, uma quota parte de empresários angolanos e destacadas figuras da sociedade brasileira, dos centros decisórios de Brasília à esgrima das negociatas financeiras de São Paulo, perdem. Certos senhores de barba rija que trajam de avental em terras lusas em rituais dignos de Hogwarts perdem. Centenas de caciques locais, a quem a graça não dotou de qualquer talento que seja conhecido do público, são abandonados à sua desorientação. A política, a economia, a vida alheia, em toda a sua mesquinhez e promiscuidade, desalinham-se dos “affairs” do quotidiano, do nobre beijo do compadrio. Uma derrota do Relvas é uma efeméride para toda a galáxia. E cada vez que este sai enfraquecido, a Lei de Murphy, assola a comum vivência do mundo como estas sinistras personagens o conceberam.

Pessoalmente, não vejo com bons olhos uma privatização conduzida por este senhor. Da mesma forma como tenho vindo a reprovar esta onda de  privatizações “à Yeltsin”. Enquanto a reconciliação entre o Estado e o livre-mercado proceder deste modo, as distorções ao último serão tão ou mais acentuadas como têm sido. Ao que parece – e esta análise corre o risco de ser um pouco redutora – a agenda do PSD, que nada deve ao liberalismo, corresponde, em parte, à agenda de um homem que, numa primeira fase do plano se socorreu dos comparsas para alcançar o poder e que, numa segunda fase, parece estar empenhado em pagar a factura. À custa, claro, do tal desgraçado de costas largas: o contribuinte.

13 pensamentos sobre “Relvas Ex Machina

  1. Cândido

    É incrível o esforço que os jotas do PP (o tal partido do contribuinte) fazem para isentar o seu partido das decisões governamentais. São sem dúvida belos discípulos do seu líder partidário.

  2. Ricardo Lima

    Quem disse que o PP está isento. O PP é tão – e em certos casos mais – culpado deste estado de coisas como o PSD. Até porque algumas das maiores barbaridades desta governação saíram de ministérios do CDS. Nunca viu, nem verá, neste blog o branqueamente de qualquer partido. Não tivesse sido a minha estreia no mesmo um violento ataque a Paulo Portas e ao CDS.

  3. Jayme Ferrer

    Já está a melhorar a sua posição sobre “uns certos homens de avental”. Assim é outra coisa. Há que distinguir e ser eficaz nos juizoas, pois isso também tem a haver com uma certa eficácia nas posições que tomamos. A questão da eficiácia e eficiencia é muito importante pois a forma com “arrumamos” as coisas, sejam elas formalemente ou até mesmo materialmente é muito importante e o país tem falta deste tipo de arrumação. Afirma isto e assina isto um determinado e específico maçon a quem determinados e específicos irmãos reconhecem como maçon! Obrigado pelas distinções que passou a concretizar nos seus comentários e ensaios!

  4. Alexandre Carvalho da Silveira

    Miguel Relvas é o maior erro de casting do Passos Coelho no governo, e digo isto desde o primeiro dia. O 1º ministro tarda em perceber que o só arranja problemas. Quanto mais tarde se livrar dele, mais razões terá para se arrepender de não o ter feito mais cedo. O Relvas é uma fonte de embaraços, é uma pedra atada ao pescoço do Passos Coelho e do governo!

  5. PiErre

    Livre-mercado é coisa que praticamente já não existe. O que existe e se está a expandir, infelizmente por todo o mundo ou quase, é o cronycapitalismo que vai dando cabo de toda a civilização.

  6. asa

    Como liberal não entendo a posição cacique do Insurgente, o relvas mesmo com todas as dúvidas que pode suscitar, estava a querer despachar a RTP, são 3.000 milhões em 10 anos, para mim é muito!!!

    Mesmo que fosse dada estariamos a fazer um bom negócio.

    Pelo simples facto de ser menos um sitio para os Boys, pagos com dinheiro dos contribuintes.

    Pode ser um sitio como a EDP, mas mesmo aqui o mercado vai se encarregar de limpar. I Hope.

  7. AA

    « a posição cacique do Insurgente »
    quem é esse gajo? neste blogue somos para cima de trinta, com opiniões muito diferentes

  8. AA

    asa, não percebi não, tem de explicar devagarinho. somos para cima de trinta, todos com opiniões diferentes, e não há uma posição comum do blogue sobre nada, nem sobre este assunto. explique lá a sua crítica. sem conversa de taxista por favor.

  9. vivendipt

    Ó Relvas, Ó Relvas, Badajoz à vista! Vá lá, põe-te a milhas.

    O teu lugar é no Burkina Faso. E podes levar a tralha maçónica contigo.

  10. Relvas não é um erro de casting nem o 2º-ministro Coelho demora a perceber seja o que fôr. Relvas é uma inevitabilidade num governo de Coelho pela simples razão de que o tem bem seguro pelos guizos, ao ter tido parte activa e saber todos os pormenores (e certamente ter os necessários documentos embaraçosos bem guardados) e podres da sua vida passada. Mas, no fundo, são indissociáveis por serem membros da mesma quadrilha de pilha-galinhas e onde um vai, vai o outro.
    Quanto aos comentários que colocam rótulos partidários como se estes tivessem um significado metafísico, por favor, poupem-nos dessa politiquice que apenas conduz ao estado a que isto chegou.

  11. Rui

    Achei esta noticia muito interessante, espero que os insurgentes não se chateiem de eu por o link:
    http://www.noticiasaominuto.com/economia/39509/h%C3%A1-muitas-empresas-geridas-por-incompetentes-amigos-do-patr%C3%A3o#.UQLaSWewU1k

    Gostei especialmente da parte em que se diz que não faz sentido ter a mesma segurança no trabalho que ganha 700 euros por mês e quem ganha 7000 euros mes. Porque nao liberalizar os despedimentos nos cargos de alta direcção? Por cada administrador despedido podiam poupar-se dezenas ou centenas de postos de trabalho….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.