Fat Nazis

A propósito desta monstruosidade neofascista – Londres Gordos castigados com perda de benefícios

5 pensamentos sobre “Fat Nazis

  1. Pedro Santos

    Vale a pena ver este comentário no link da noticia. Ora então, diz um tal de Pedro Mendes:
    «Ninguém está a impedir ninguém de comer… É só uma questão de se ter cuidado com a saúde.
    Vêm-se miúdos de 10 anos a pesar que nem adultos casados.
    Já que os de Westminster adoptam esta medida, eu adoptava ainda outra, roupa acima de XL não havia. “À e tal preciso de umas calças maiores que estas não me servem…”, “azar, emagrece que já servem”.»

  2. JLeite

    Os fumadores já pagam im imposto de dimensões pornográficas pelo seu vício. Quem concorda deve ser coerente e pedir a extenção da mesma lógica a todos os hábitos que no curto, médio ou longo prazo pesem no SNS.
    Assim, e a título de exemplo sugiro:
    – Mesmo nível de taxação no sal e em todos os alimentos cujo teor em sal seja superior ao recomendado pelas autoridades médicas, sejam elas quais forem.
    -Mesmo nível de taxação para o acuçar e em todos os alimentos cujo teor em açucar seja superior ao recomendado pelas anteriormente mencionadas autoridades médicas.
    – o mesmo para as gorduras alimentares.
    – Assim como para as cadeiras, sofás, camas, TV’s, computadores, playstations e demais artefactos que impliquem inactividade por parte do utilizador.
    Bem, já se está a perceber a ideia.
    O dia em que nos será imposto o lado para onde dormir está mais próximo.

  3. paam

    É uma grande proposta. Se as pessoas que estão a receber subsídios (tax beneficts) aceitarem entrar no programa passam a dispor, além dos subsidios que recebem, de mais um programa de ginástica subsidiado que inclui piscinas, ginásios, ioga e clubes de caminhadas.

    No meio disto tudo é fácil de perceber quem é que está gordo e quer continuar a engordar à custa dos contribuintes. É sempre com a mesma desculpa, de ajudar quem mais precisa, que as máquinas estatais continuam a crescer incessantemente.

  4. cc

    Gosto tanto de uns como dos outros, mas seria creio que seria mais adequado neo-stalinista ou nazi.
    Os fascistas italianos não tiveram grandes preocupações com a alimentação.

  5. Miguel Noronha

    Também desconhecia mas o Carlos Fernandes num post mais abaixo esclarece não foi bem assim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.