PCP perde o único activo que lhe restava

O respeito. O respeito que muitos nutriam pela sua coerência. O PCP podia ter uma visão errada da sociedade e estar perdido na história. Mas pelo menos era coerente. E depois saiu esta notícia referida aqui.

O grave desta notícia de que o PCP vai despedir pessoas é que vai contra tudo o que ele vem defendendo nos últimos anos. O PCP vai deixar pessoas na miséria, as suas famílias vão ter de fazer austeridade e tudo isto para quê? Face ao que defende para o Estado, várias questões exigem resposta. A saber:

  1. O PCP despede porque é obrigado, os outros despedem porque são demónios?
    Qual é a diferença entre o PCP e o Grande Capital?
  2. Porque não um banco de horas, em que os funcionários ficam sem fazer nada mas a receber?
    Porque não adopta as mesmas medidas que impõe ao Estado? Serão cidadãos de 2ª?
  3. Porque é que o PCP paga a quem ele deve, esses usuários?
    Porque é que o PCP não dá prioridade aos trabalhadores? Quando foi que mudou?
  4. “Uma efectiva contenção (…) nalguns casos de estrutura” quer dizer o quê?
    Alexandre Araújo usa agora linguagem nebulosa típica do patronato? Quando foi que mudou?
  5. Se o PCP resolve os seus problemas de financiamento despedindo pessoas, porque não podem os órgãos da administração local, que eu sei que muitos estão a definhar por estarem presos a despesas com o pessoal superiores a 75% do Orçamento – e em clara violação das Lei das Finanças Locais, que estabelece o máximo de 50% – resolver o problema da mesma forma? Onde está a coerência?

Que o PCP é um partido retrógrado e sem qualquer noção de economia, já eu sabia.
Agora que desbarata assim a sua coerência e destrói famílias por obediência à austeridade, é que é novo.

29 pensamentos sobre “PCP perde o único activo que lhe restava

  1. Pisca

    Categoria de post’s em 2 referências ao PCP e suas questões financeiras, encontram-se 4 (quatro) vezes o mesmo link para uma mesma cronica do Raposinho, devem venerar o fulano nesta casa e ficaram babados com esta

    Já agora por acaso sabem que segundo a lei actual podem ocorrer situações como esta:

    – Se um Partido (todos eles) organizar um jantar e cobrar 20 euros pelo mesmo, serão consideradas como doações a totalidade dos valores recebidos, para o legislador não há custos é tudo lucro, feito à medida para achar que a Festa do Avante não tem o menor custo é tudo dado, dos cafés ao material de som e luz, para além da energia e água consumida, até os cervejeiros oferecem as “bejecas”, e o Pires de Lima sabe disso ?

    Enfim coisas

  2. EMS

    Ricardo, deve haver algum problema com esse link. Este em vez de me apresentar uma noticia, mostra-me um artigo de opinião.

  3. Banco-de-horas não é o mesmo que quadro de excedentários ou, eufemisticamente, de mobilidade especial.
    De resto, nada de novo: já há uns anos foi notícia que a CGTP «desaconselhava» os trabalhadores a recebido-verde ao seu serviço (!) a participar na greve dos trabalha dores a recibo-verde organizada pela central sindical, e todo sabemos que PCP e CGTP estão para a política nacional como para o Tin-tin os gémeos Dupont & Dupond.
    Também o BE despediu no rescaldo da hecatombe das últimas eleições e a consequente perda de dinheiro público para pagar aos seus funcionários, e todos sabemos que a diferença entre o PCP e o BE é que uns esfolam à bruta e outros com estilo.
    Bom ano.

  4. Ricardo Monteiro

    São burros os comunistas. Porque é que não fazem como o CDS que depositou 1 milhão de euros em notas, no espaço de quatro dias, nas contas do partido? Tótós.

  5. Miguel Noronha

    Uma análise dos fluxos financeiros das contas do PCP (as oficiais e as outras) também seria interessante. Especialmente aquelas trocas comerciais com certos países que faziam as empresas “amigas”.

  6. Pisca

    Miguel calma, as contas são publicas e estão entre outros sitios no Tribunal Constitucional, para além de merecerem “visitas” constantes, pode sempre procurar

  7. Pisca

    Miguel o mesmo se pode dizer quase por todo o lado ? Correcto ? Partidos do “arco governamental” incluindo o guito em notas do largo do caldas ?

  8. aaaaaa

    É, há coisas assim. Nem todos os partidos podem alimentar os boys com dinheiro com que saiu dos bolsos dos contribuintes para as suas amigas empresas do ramo da construção civil, não é verdade?

  9. Duvmet

    Como o povo diz, a coisa resume-se no velho ditado: Bem prega Frei Tomás, ouve o que ele diz, não faças o que ele faz!

  10. Alexandre Carvalho da Silveira

    O PêCêPê perdeu o respeito dos portugueses por aquilo que fez no PREC. Destruiu a economia do país por razões ideológicas. Quanto ao resto, é só lembrarmo-nos que o Cunhal dizia que o partido lhe pagava o ordenado minimo. Balelas!
    Em relação às contas do partido, basta lembrar a compra da Quinta da Atalaia, onde eles fazem a festa do Avante. Dinheiro que saíu directamente das contas da “reforma agrária”, e dos negócios da cortiça. Já para não falar dos negócios que passavam pela FNAC do barão vermelho. Todos os partidos têm telhados de vidro, mas para os comunistas, o partido deles tem apenas “paredes de vidro”.

  11. JMJ

    Mas afinal quantos é que foram para rua?
    E quando é que foram?

    A declaração citada é de inícios de Dezembro. Já se sabe de alguém que tenha ido para a rua?

    Gostava de ver algo de concreto antes de começar a comentar os desejos, fantasias e sonhos molhados dos fascistinhas que por aqui pululam…

    E só para saberem, as continhas do PCP são simples contas merceeiro. Entra X de quotas, contribuições individuais e iniciativas, e sai Y para a acção revolucionária. Não há, nem se quer, nem se aceita outra maneira de trabalhar.

    Não se paga a figurantes para encher comícios, não se recebe de empresas para fazer favores e negócios às custas do povo e dos trabalhadores, não se enchem bolsos de elites com ordenados de parlamentos, câmaras ou empresas publicas.

    E procurem, e inventem o que quiserem e precisarem para cuidar do vosso sossego de meninos-queques burgueses assustados.

    Não irão parar a acção revolucionária do PCP. Não o conseguiram ontem, não o conseguem hoje.

  12. “Uma análise dos fluxos financeiros das contas do PCP (as oficiais e as outras) também seria interessante. Especialmente aquelas trocas comerciais com certos países que faziam as empresas “amigas”.

    Tens de falar com o especialista em sistemas de informação 😉

    Lembro-me do encerramento do Diário, que foi uma coisa sumaríssima. Portanto, nada de novo.

  13. Manuel Costa Guimarães

    “Não irão parar a acção revolucionária do PCP”.

    Isso é o quê exactamente?

  14. Aos restantes,
    Eu por acaso gostaria de saber das negociatas entre o PCP e o exterior. Mas isso só se uma das comadres se chatear.

    A quem critica o aproveitamento de um artigo de opinião e não de uma notícia,
    Vamos lá a ver como o PCP escapa desta. Para mim a notícia de que o PCP vai despedir já está garantida.
    Se preferisse baixar salários, era bónus…
    Outra opção, não vejo. Mas aqui nos comentários há alguns devotos que acham que o PCP vai conseguir fazer a quadratura do círculo e que as notícias de prejuízos não têm implicações. E mesmo as palavras do Sr. Araújo parecem não ter provocado grande abalo. Bem, só tenho a dizer: boa sorte…

  15. A. R

    “Não irão parar a acção revolucionária do PCP”: é despedir quando não há guito ou os camaradas não querem ser solidários com os restantes camaradas de luta … pá. Sugiro que vendam ás sucateiras os incontáveis mostruários metálicos amarrados a cadeado que espalham pelo país inteiro e poupem no spray. Ajuda e muito … pá.

  16. lucklucky

    Não entendo este post. É incompreensível que alguém mais de 70 anos depois do Golpe Comunista e depois de tudo o que aconteceu diga que o PC(P) tem “coerência”.

    O PCP nunca cumpriu o que diz. Nunca. Nunca cumpriu o que propagandeou. Porque a ideologia e o que diz defender é simplesmente uma obra de Orwell num processo de Kafka.

  17. Manuel Costa Guimarães

    JMJ,
    Acho que o teu problema e o do resto da comunada é não saber explicar o que quer que seja. Atiram barro demagógico à parede a ver se cola. Até agora, só conseguiram sujar o mundo com isso.

    A.R.,

    Obrigado pela explicação.

  18. MigPT

    Outra coisa que seria interessante saber era qual o salário mínimo pago no PCP, BE, Sindicatos etc. Seguramente eles não pagam salários de miséria. Lá todos os trabalhadores devem receber mais de 1.000 € limpos. Aliás, penso que nessas instituições o salário mínimo deve ser igual ao Luxemburguês.

  19. Pingback: É só fumaça « Ricardo Campelo de Magalhães

  20. Pingback: É mesmo só fumaça « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.