Engrupidos

Começa assim o artigo de Nicolau Santos no Expresso do último Sábado (22.12.12)

Artur Baptista da Silva é um ilustre desconhecido para a maioria dos portugueses. Mas não devia ser um ilustre desconhecido para o Governo. Em primeiro lugar, porque coordena a equipa de sete economistas que o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, decidiu criar para estudar o risco geopolítico e social na Europa do Sul como resultado dos programas de ajustamento. E em segundo, porque é ele que ficará encarregado do Observatório Económico e Social das Nações Unidas para a Europa do Sul, a instalar em Portugal a partir de 2013.

Notícia no Sol online (23.12.12)

Apresentou-se como coordenador de um centro de estudos das Nações Unidas e foi entrevistado por jornais, rádios e televisões portugueses, propondo a renegociação da dívida portuguesa. Mas o dito observatório não existe e ninguém na ONU conhece o suposto «economista» Artur Baptista da Silva, que poderá ser um impostor.

A conclusão é da SIC, televisão ‘enganada’ por Baptista da Silva, à semelhança do Expresso e da TSF, entre outros órgãos que deram grande destaque às declarações do suposto especialista das Nações Unidas. A televisão de Carnaxide afirma que o português foi condenado nos anos 80 por uma burla milionária a uma empresa. O canal contactou ainda várias fontes na ONU, que afirmaram desconhecer tal nome e que apontaram a inexistência do suposto observatório liderado pelo ‘académico’.

Baptista da Silva tinha feito manchetes ao defender que Portugal estaria «de joelhos dentro de seis meses» se não renegociasse 41% da dívida, declarando ser essa a opinião institucional das Nações Unidas. Ainda na sexta-feira, o suposto economista tinha sido um dos convidados do Expresso da Meia-Noite, na SIC Notícias.

Não há nos sites da ONU qualquer referência ao nome de Baptista da Silva, nem o dito centro de estudos para a Europa do Sul aparece mencionado. Surgem também dúvidas sobre o currículo académico do português, que diz ser doutorado por uma universidade norte-americana e mestre por uma universidade belga.

Esta noite, a TSF publicou um esclarecimento a admitir dúvidas sobre a identidade e credenciais de Baptista da Silva. À rádio, o próprio manteve a sua versão dos factos mas não soube fazer prova de que seria funcionário da ONU. A TSF retirou do seu site todos os conteúdos relacionados com o possível impostor.

Anúncios

26 thoughts on “Engrupidos

  1. lucklucky

    Nem mais VHS.
    É o jornalismo português – evangelizadores políticos de esquerda disfarçados de jornalistas- sempre disponíveis para darem a palavra a qualquer soci@lista.
    O Expresso é, lembre-se, aquele jornal que colocou em primeira página: O FMI já não vem.

  2. Esta história mostra bem a mediocridade da nossa comunicação social! Basta um qualquer jornal e/ou rádio dar uma noticia e/ou ouvir um qualquer “perito” e logo todos vão atrás! E então se for um qualquer esquerdista a dizer mal do governo, tem tempo de antena garantido! Que vergonha! Como eu gostava de ver a cara de Nicolau Santos…..claro que a cultura de responsabilidade que tantos jornalistas se apressam a exigir às figuras públicas, agora vai ficar em “águas de bacalhau” e vão todos assobiar para o lado! Ridiculo!

  3. Comunista

    eheheheh

    O “Económico” para onde escrevem alguns membros do Insurgente também deu notícia das declarações de Artur Baptista da Silva. Será que também é um jornal esquerdista?

  4. lucklucky

    Sim.
    É só contar quantos keynesianos lá escrevem e notícias a apoiarem essa ideologia e quantos liberais.

  5. anonimo

    luckylucky,, o directo do Economico dfendeu a redução do estado como solução para a crise. Isso é ser keynesiano? Estou a ver que para si tudo é keynesiano

  6. Lucas Galuxo

    Tanto me faz que Artur Batista da Silva seja funcionário das Nações Unidas, consultor do Banco Mundial ou taberneiro

    Isto aconteceu ou não aconteceu?
    http://www.bbc.co.uk/news/business-15503097

    Uma parte do empréstimo da Troika está ou não está exposta a risco cambial?

    Os juros são ou não são quase metade empréstimo concedido e são ou não são pagos à cabeça?

    Acho pouco assumir apenas como 41% do total da dívida o representado pela pressão de Bruxelas para investimentos co-financiados. Há-de ter sido muito mais. Quem tem contas que as apresente.

    O homem pode ser ou não um impostor. Ficava mais descansado se visse o mesmo interesse em rebater as suas afirmações do que em qualificar o seu currículo.

  7. lucklucky

    anonimo o Económcio diz uma coisa num bonito editorial e faz outra.

    Que tal consultar os orçamentos Lucas Galuxo.

    Mas vamos supor para exercício intelectual, que é verdade, sim 41%, E depois? você aceita todas as promoções que lhe põem à frente do nariz?
    É para isso que as grandes universidades portuguesas(e não só) ensinarem a elite? a ser um bando de gente sem capacidade de auto controlo que reage aos primeiros impulsos básicos?

    Não percebo que raio a história da BBC faz no post…

  8. anonimo

    Luckylucky uma coisa é o editorial: outra coisa é a opinião do director e subdirector, claramente liberais.Repito: reduzir estado é keynesiano?

  9. Cesamel

    Embora tenha como veio a publico um currículo que nao abona a seu favor, tiro o chapéu ao ser capaz de criar um happening que desmascarou a permeabilidade do tecido jornalistico dito de referencia. E hora de começarem a trabalhar fazendo o basico que e ensinado nas boas escolas, verifiquem a credibilidade das fontes… Mas as ideias apresentadas pelo indivíduo são apelativas…

  10. JS

    Os Profs. (Teixeira dos Santos & Cias) eram legítíssimos titulares de Cursos e cargos. Muito bem.
    As suas “mensagens”, os seus discursos, e a correspondente acção (ofuscada pelo brilho do poder?), foram um desastre. Muito mal.

    Artur Batista da Silva, aparentemente, não é titular nem de Cursos nem de megalômanos cargos que diz ter. Condenável. Mas, e quanto à mensagem, ao discurso …?.

  11. vivendipt

    É o que dá ser Keynesiano graças a deus. Eles até acreditam em guerras em Marte…

    Feliz Natal a todos…

  12. A. R

    Ena. Esta é mais um caso da célebre boazona loiraça a que um inadaptado sonhou de lhe saltar para espinha e a TVI quis ajudar. Afinal a miúda era Cacharel e o jornalista da TVI engoliu em seco e “continua a acreditar” que esse amor andar por aí.

  13. Luiza

    Nicolau demita-se!!!! Já nem têm de confirmar currículos? Que jornalismo é este????? Conveniências , pois …

  14. Pingback: A apologia do burlão « O Insurgente

  15. JP

    Nicolau Santos tem agora poucas hipóteses:

    1. [ ] Continuar a chamar “doutor” a Artur Batista da Silva.
    2. [ ] Continuar a chamar “engenheiro” a Sócrates.
    3. [ ] Continuar a chamar “doutor” a Artur Batista da Silva e “engenheiro” a Sócrates.
    4. [ ] Não chamar “doutor” nem “engenheiro” a qualquer deles.

    Logo se verá quem é.

  16. Pingback: Top posts da semana « O Insurgente

  17. Pingback: Lembra-se de Artur Baptista da Silva? | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.