O socialismo tal como ele é

É é sempre chato quando os outros não estão dispostos a pagar-lhe as despesas. Afinal, gastar a riqueza produzida por terceiros é um direito outorgado por poderes divinos.

10 pensamentos sobre “O socialismo tal como ele é

  1. VidalFerreira

    comentário exemplar do carlos-carlos:

    “Texto longo e bem elaborado, mas a fugir ao cerne da questão, como o diabo da cruz.

    DO, claramente é de opinião que:

    – É legítimo cada um fugir aos impostos, desde que o seu governo permita;

    – É legítimo colocar o seu dinheiro em paraísos fiscais, desde que o país o permita;

    – É legítimo mudar-se para outro país da UE mais amigável em termos de impostos, porque o país permite.

    Portanto, a solução de DO era fechar as fronteiras, era proibir a circulação do dinheiro e o problema ficava resolvido.

    Bom, ele tem razão, e se tivéssemos dúvidas bastava lembrar que era essa a solução na ex-URSS, ou na Coreia do Norte ou em Cuba… mas também lá não havia/há milionários, lá a miséria é genérica…

    Mas o mais importante do texto de DO, é o que ele não diz.

    E não diz, nem ao de leve, é que estes governos de altos impostos, esbanjam as nossas contribuições com mordomias e gastos fúteis, incluindo para benefícios e gáudio dos próprios políticos.

    DO, não se indigna contra o atrofiamento que esses governos fazem às pessoas e empresas que produzem riqueza.

    DO esquece-se de mencionar que estes políticos entram nos governos para sugarem impostos dos que ainda fazem alguma coisa, e depois para disfarçar distribuem uns subsídios ‘aos pobrezinhos’ para ganharem as próximas eleições.

    DO devia conhecer a história da galinha dos ovos de ouro, que é o que estes políticos fúteis, estão a fazer com o Estado dos países que ainda têm alguma riqueza.”

    Ler mais: http://expresso.sapo.pt/entre-a-google-e-depardieu-os-parvos-somos-nos=f774696#ixzz2FWDIBS7v

  2. Pingback: Ein Volk, ein Reich, ein Steuer « O Insurgente

  3. tina

    Como pode alguma vez um sistema económico funcionar quando se baseia em sacar, sem quaisquer limites, o dinheiro dos outros? Até podem decidir taxar 99% que os ricos têm de aceitar! Uma injustiça tão grande nunca poderia dar bons resultados, o socialismo é um fracasso em toda a linha. Os franceses devem estar arrependidíssimos de terem votado em Hollande. Aposto que será corrido antes do fim do mandato.

  4. fernandojmferreira

    Tina,
    o problema nao e’ os franceses correrem com o Hollande, o que vai acontecer inevitavelmente; o problema e’ que depois do Hollande, vao continuar a votar NOUTRO, que nao o Hollande, mas que vai produzir os mesmos (maus) resultados. Depois correm com esse e votam NOUTRO, com quem correrao mais tarde. E assim sucessivamente.

    Sera que da para ver um padrao aqui e para perceber que o problema esta no verbo VOTAR? E’ que votando, esta-se a legitimar um individuo para nos escravizar e extorquir ate ao tutano. Esta-se a escolher um “dono”.

    A esperanca completamente sem logica das pessoas e’ que o proximo dono vai ser melhor e nao entendem que o problema esta em aceitarem um dono. Numa sociedade livre nao ha donos. Cada um e’ apenas dono de si mesmo. Uma sociedade com donos nao e’ uma sociedade livre.

  5. Mariana

    Fernando, parece que chá de marmeleiro é bom para esse tipo de indisposições. Respire fundo, três golinhos, respire fundo, três golinhos – e assim sucessivamente.

  6. fernandojmferreira

    Mariana, obrigado pela receita e por se preocupar comigo.
    Eu tambem tenho uma receita para si:
    Vote agora, pague 50% de impostinho. Vote daqui a 4 anos, pague 60% de impostinho. Vote daqui a 8 anos, pague 70% de impostinho.
    Va, fique bem e continue a votar… 😉

  7. Mas, curiosamente, eles não vão viver para os tais paraísos fiscais, pois não? Gostam demasiado da segurança que os Estados Unidos e demais estados europeus lhes oferecem, não é assim? E a segurança, da propriedade e dos bens, paga-se com impostos. E são serviços que, provavelmente, o Panamá e as Bermudas teriam dificuldade em fornecer com o mesmo grau de fiabilidade, não?
    Além disso, é nos grandes espaços dos EUA e da UE que está a preciosa fonte do negócio destas empresas e senhores. Lucram com os consumidores europeus e americanos, mas depois mudam as sedes para os tais paraísos fiscais. Pergunto, mas porque não se mudam para lá de armas e bagagens? Ponham os filhos a estudar na escola do Panamá e utilizem o sistema de saúde desses paraísos fiscais .

    PS. Não estou a ver o Depardieu a mudar-se para a Rússia, onde Putin tem um passaporte à sua espera 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.