As bestas (2)

O vídeo abaixo é ainda mais revelador do que o primeiro. Recomendo vivamente que o vejam do princípio ao fim. Aos dois minutos do vídeo, ainda o sol vai alto, começa o tiro ao polícia. Naquela altura deixou de ser uma manifestação política. Este vídeo coloca-me duas questões. Primeiro é o porquê de, havendo polícias à paisana e estando os infractores isolados e facilmente identificados, porque não foram detidos mais cedo. E, segundo, se não será apropriado concluir que as restantes pessoas que se mantiveram na manifestação muito tempo depois do tiro ao polícia ter começado estavam ou não a validar com a sua presença as acções daqueles indivíduos.

Anúncios

35 pensamentos sobre “As bestas (2)

  1. JP

    O tipo de verde na frente de combate parece o mesmo que está na foto mais abaixo. Dêem-lhes uma pena das habituais que eles agradecem e voltam sempre que possam. Nós pagamos este espectáculo internacional.

  2. ricardo saramago

    Alguns energúmenos atiram pedras e destroem propriedade alheia.
    Entre basbaques, polícias, jornalistas, estamos a falar de 200 ou 300 pessoas no total.
    Primeiro permitem-se os desacatos, depois mostra-se serviço e enchem-se telejornais.
    O espectáculo da violência serve a muita gente.

  3. Sérgio

    Não consigo ver 9 minutes destes “exemplares cidadãos”! Além disso tudo, o que me irrita é ver o ministro e outros justificarem a CGTP (que não se justificou)… “A CGTP não tem nada a ver com isso… patati patata!” Chega de passar a mão nesses cães!

  4. tric

    é para desviar as atenções do que hoje se está a discutir em Portugal…é a única coisa para que estes movimentos servem…fazer ruído…e conseguem! os últimos dados macroeconomicos de Portugal são mais que alarmantes…para alem da situação gravíssima em que se encontra a autoeuropa…

  5. helena branco

    É evidente que se a Policia tivesse atacado antes do acontecimento, não ia fazê-lo de luvas calçadas, tinha que usar força. E depois não faltavam as pessoas a perguntarem: Porque atiraram uma carga policial sobre os rapazinhos ? E as t
    fotos choviam dos brutos dos policias a prenderem os meninos que não fieram mal a ninguem.

  6. paam

    jhb,

    Exactamente. O que precisamos neste momento é de começar a destruir propriedade pública, privada e agredir forças de segurança. Para o jhb até deve ter sido uma pena que não se tivesse incendiado a Assembleia da República e morto um ou dois polícias.

    Há pessoas que só querem ver o mundo inteiro arder.

  7. pois

    “Primeiro é o porquê de, havendo polícias à paisana e estando os infractores isolados e facilmente identificados, porque não foram detidos mais cedo.”
    Eu acho que o Carlos até sabe a resposta a essa pergunta.
    Pense bem, se se tivessem detido os infractores mais cedo, com que desculpa se carregava sobre as pessoas?

  8. Ana

    Muita paciência tiveram os policias a serem apedrejados, muitos deles estão tão revoltados quanto aqueles que se manifestavam, mas estão a fazer o papel deles, manter a ordem…. Aquilo que era uma manifestação politica, passou a ser um campo de batalha… Uma duzia de desordeiros chegaram para se assistir a este cenário que é uma vergonha.

  9. A polícia bateu pouco, o que se vê neste vídeo é uma coisa vergonhosa. Mas desde quando é democracia um bando de desocupados vir destruir património público que eu e tantos outros teremos de pagar? Democracia? Liberdade? Como? Está tudo doido. Mereciam umas boas bastonadas a fazer fumo, para servir de exemplo para próximas manifestações. E depois os slogans abrilistas tão fora de contexto, só descredibilizam qualquer manifestação. mas acho piada à opinião de alguns jornalistas ou lá o que são, a dizerem que as pedras não têm importância…
    Que tristeza.

  10. jhb

    paam,

    Aqueles que cometeram esses delitos pertencem na sua maioria a grupos organizados (ou agentes infiltrados) que sempre existiram e sempre vão existir em manifestações, independentemente das razoes particulares da manifestação em causa. A ideia veiculada pela direita que as pessoas não se devem manifestar para evitar cenas como as de ontem é uma demagogia falaciosa porque qualquer pessoa com o mínimo de bom senso e sentido da realidade (e o autor do post obviamente perdeu ambos já há muito) sabe que a grande maioria de pessoas que participas nas manifestações fá-lo por apoiar a causa da manifestação e não para criar o caos.
    Simplesmente a direita utiliza esses reduzidos elementos violentos e as suas ações (condenáveis é claro) como paradigma do manifestante para criar um reacçao adversa na opinião pública ao próprio acto de manifestar-se, com o objectivo claro de manter as pessoas em casa e fazer passar a imagem do povo português como um povo dócil que aceita qualquer golpe que lhe deêm sem reclamar porque acredita no que o governo esta a fazer.

    Esta tentativa de manipulação é exemplificada perfeitamente por este post onde o autor tenta colar os actos violentos aos manifestantes pacíficos, insinuando que estes, pela sua presença motivada pelo facto de apoiar as razoes da manifestaçao, estao de certa forma a “validar” as açoes violentas.

  11. Comunista

    O que a paam não entende é que é mais provavel que uma CGTP fraca redundasse em protestos ainda mais violentos…Na Grécia, na Espanha, na Itália, onde os Partidos Comunistas locais têm menos representatividade a violencia é maior.

  12. Mario Valente

    Eu nao vejo é porque, tendo em conta q uma minoria de selvagens está no meio de uma maioria pacifica a dar mau aspecto, a maioria pacifica não pegou e arreou uma carga de porrada na minoria de selvagens.

    Das duas, uma: ou a minoria não era a minoria ou então a maioria aceitou e subscreveu o comportamento da minoria.

    — MV

  13. Lobo Ibérico

    “Um dia chegaremos às vossas casas.
    Comentário por Luís Albuquerque Tavares — Novembro 15, 2012 @ 13:40”

    Mais um betinho janado.
    O que vale é que são todos meio mirrados. Só se valem aos magotes. E, claro, sempre de cara tapada.

    Fuck you — and the State.

    Ass: um anarquista.

  14. vivendipt

    Da revolução dos cravos à revolução dos calceteiros. Cada vez mais idiotas.

    E muitos deles andam a ser financiados por Soros e Rockfeller.

  15. Mariana

    A solução passa sem dúvida por vestir fato e gravata, tomar muitos banhos por dia, chamar a tudo e todos bestas e idiotas, reforçar os insultos caso não saibam a percentagem sobre o PIB da receita absorvida por um aumento de 0.2 na taxa do PIB, apelar ao fim de qualquer associação sindical ou corporativa de defesa de interesses de pessoas comuns, desprezar olimpicamente o sofrimento dos que têm pouco, chamar-lhes cigarras ou piegas sempre que possível, apelar ao fim do acesso gratuito a coisas de luxo como saúde e educação, etc… Mas sempre bem vestidos e com muita delicadeza. Não nos podemos confundir com a ralé.

  16. “estando os infractores isolados e facilmente identificados, porque não foram detidos mais cedo”

    Sim, curioso… ou será que a violência interessava?

  17. monit

    jhb o betinho habitual a comentar a realidade televisiva por detrás do seu monitor.

    Anda cá que eu mostro-te a mansidão do rebanho. Sai de trás do monitor um dia ou teremos que te ir buscar a casa.

  18. Joshua

    Diga lá uma coisa: o menino quando vai a um estádio de futebol e assiste a uma claque organizada, mas diminuta, a arrancar cadeiras, atirar com objectos e demais demonstrações, o que faz? Levanta-se, porque pensa que a sua presença ali legitima a atitude vergonhosa de quem quer boicotar a manifestação desportiva ou fica, pensando que as autoridades irão isolar e tratar, by the book, aquele grupelho organizado?

  19. Joaquim Amado Lopes

    paam (10)
    “Há pessoas que só querem ver o mundo inteiro arder.”
    É verdade que as há. Mas, neste caso, o jhb está apenas a ser imbecil..

  20. jojoratazana

    Quem são as bestas, que puseram o país na miséria.
    Quem são as bestas, que votaram nessas bestas.
    Afinal o que escrevem e onde escrevem essas bestas?
    Não pensem que todos são bestas.

  21. jf

    “E, segundo, se não será apropriado concluir que as restantes pessoas que se mantiveram na manifestação muito tempo depois do tiro ao polícia ter começado estavam ou não a validar com a sua presença as acções daqueles indivíduos.”
    Parece-me que tal conclusão só será apropriada para quem queira conseguir através dela denegrir a maioria dos manifestantes e até eventualmente a manifestação em si.
    Dois contrapontos possíveis dessa conclusão é que assim que fossem atiradas as primeiras pedras, todos aqueles que estivessem a manifestar-se pacificamente tinham que ir para casa ou então que tinham que ser eles próprios a atuar contra os “atiradores”. Ora a primeira não concordo, porque não me parece que o ato ilegitimo de um fulano qualquer ilegitime o meu ato legitimo, pelo que não perco o direito a manifestar-me pacificamente, porque um individuo se manifesta violentamente. A segunda também não concordo, a não ser que se advogue a justiça popular – até porque se entrarmos por este campo, então poderíamos estar a legitimar os atos ilegitimos dos “atiradores”.
    As forças de segurança estavam lá precisamente para resolver desordens e desacatos, e assim fizeram quando entenderam adequado e da forma que consideraram adequada.

  22. Depois de ver o vídeo, concordo totalmente com o título do post. Se eu tivesse sido algum dos polícias, depois de tantas horas a ser apredejado, teria matado alguém à cacetada.

  23. pois

    Não se iniba tina, saia à rua na próxima manifestação e dê-lhes cacetada. Vai ver que lhe faz bem.
    Sim muito gosta a direita dum estado repressivo, depois vem falar em liberdade, que não precisamos nada do estado e tal…
    Falam muito mas depois descosem-se.

  24. Pingback: O sôr desculpe, por acaso estava a apedrejar? « O Insurgente

  25. Duvmet

    Já vimos estas cenas em 1974 e 1975. Os esquerdistas convencem-se sempre que a violência é a parteira da utopia e que só eles estão aptos a desencadeá-la. E depois cai-lhes sempre em cima a reacção violenta dos pacíficos, das pessoas que distinguem, instintivamente, entre a barbárie e a civilização. Demora, as pessoas tentam evitar, querem acreditar que é uma questão de hormonas a mais e acne na cara, mas chega um momento em que a paciência acaba. E nesse momento estes heróis da treta metem a cauda entre as pernas, refugiam-se nas tocas e lambem as feridas até a memória desaparecer.
    Em 1975, ali perto do Quartel do Carmo, magotes destes palermas arrancaram pedras da calçada e cavaram trincheiras para proteger a revolução. Era vê-los cheios de coragem e farronca, a pavonear a revolução. Bastou que Jaime Neves e os seus muchachos aparecessem ao fundo da rua, para todos aqueles imbecis esquecessem a revolução e dessem às de vila diogo, dando com os calcanhares nas nalgas a uma cadência impressionante.
    Esta marabunta não vale nada. O problema deles é a falta de uns puxões de orelhas quando faziam birra para os paizinhos lhes darem coisas. Qualquer destes rapazolas, tão façanhudos no anonimato da manada, se transforma num cobarde acagaçado assim que lhe respondem com violência qb.
    Os cobardes são assim….

  26. pois

    “Os cobardes são assim….”
    Os cobardes são muito fortes quando estão armados, ou quando mandam bitaites atrás dum computador.

  27. O “pois” levou com uma cacetada e não gostou. A parte que gostou mesmo foi quando estava a atirar pedras e a ser filmado, não foi? Foi tão bom aquela parte das câmaras, que não pode faltar na próxima vez.

  28. Mario Valente

    Tia Joshua, para começo eu não vou a estádios de futebol ou em qq outro sitio onde há risco de haver grupos violentos organizados. É uma questão de bom senso. Se vou, ou se sou apanhado nessa situação, afasto-me o mais possivel, especialmente se instado a tal pelas autoridades usando um megafone, e deixo essas mesmas autoridades isolar e tratar, by the book, os grupelhos organizados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.