É urgente reorganizar

O meu artigo de hoje no Diário Económico tenta responder à questão: é preciso repensar a estrutura do estado para cortar mais?

[D]ado todo um historial acumulado de aumentos cegos de despesa, e agora que se anuncia uma vontade (mais ou menos sincera) em reverter o curso da despesa pública, há muito espaço para cortes de natureza igualmente cega. […] Naturalmente, não é este o caminho que deve ser o foco e o objectivo final das iniciativas para diminuir a despesa do estado. Esses devem ser a reorganização da estrutura do estado, e a eliminação de valências suas que nunca deveria ter assumido. Sem que tal aconteça, é um esforço em grande medida redundante e inútil perder tempo a reduzir custos intermédios de organismos que pura e simplesmente não deveriam existir. E essa avaliação, sim, é prioritária e urgente.

4 pensamentos sobre “É urgente reorganizar

  1. margarida soares franco

    Durante 37 anos aumentou-se desmesuradamente a despesa do estado sem que se olhasse para o futuro. Agora que há um governo que o quer fazer, assiste-se ao quê ?? As coorporações, os ex-Presidentes da República, os ex-deputados, os ex-governantes a criticarem todas as medidas com a intenção de salvarem os direitos que ganharam,quando desgovernaram o país e se governaram. Claro que há mais cortes a fazer, mas muito já fez e irá fazer este governo. Criticar é fácil, o difícil é mesmo governar este país que, na minha opinião, é constituído por um povo que não sabe, nem merece viver em democracia !!!

  2. LMTV

    O senhor aborda de forma bastante incipiente um tema da maior complexidade. Comecemos do inicio: a Troika é chamada de urgencia a Portugal em Maio de 2011. Encontravamo-nos no segundo mandato de D. Pinocrates num total de 15 anos de socialismo, de despesismo, de obras faroonicas e incomportáveis para as contas publicas. Foram criadas PPP´s penalizadoras do cidadao e do Estado, de todos menos das empresas dos amigos que as administravam. Ora quando nos encontramos numa situaçao limite de nao conseguirmos pagar salarios e pensoes aos funcionarios publicos (a par das pensoes sociais, é daqui que saem 80% do PIB, ou seja aquilo que o pais produz) pedimos ajuda externa. É traçado um plano a 3 anos com o aval de D. Pinocrates e do seu ajudante D. Teixeira de los Santos nao havendo qualquer cuidado com as penalizaçoes para os portugueses. Ainda assim, pela mao do Prof Catroga, o PSD consegue introduzir algumas alteraçoes e adaptar o Memorandum final. PSD ganha coligado com o CDS com um Programa de Governo a 8 anos, uma legislatura para sanar os problemas e outra para implementar as reformas tao necessarias. Chegamos portanto ao seu texto agora mais enquadrado e perceptível. Num cenario dantesco destes em que nos encontramos sob tutela da Troika, precisamos desesperadamente de dinheiro e temos as contas publicas numa sangria, tinhamos que começar por algum lado para criar condiçoes para actuar mais profundamente depois. O corte nas despesas intermédias, que sao alias um absurdo, foi o ponto de partida. Começamos a reorganizar o Estado, e bem e agora, depois de ja ter sido redesenhado e de termos uma reforma judicial em curso, podemos reorganizar as funçoes do Estado, po-lo a actuar onde realmente deve e tira-lo de onde nao é sua funçao estar. Pretende-se redefinir as funçoes do Estado sem prejuizo do Estado Social e com a responsabilizaçao de quem nos pos nesta situaçao hedionda, assim geramos poupança, um Estado mais agil, mais eficaz e menos burocrático. As reformas começam-se com alicerces solidos e nao com telhados de vidro como os xuxas sempre têm feito. Por falar nisso, aproveite os meios que tem ao seu dispor para divulgar algumas das muitas historias desses senhores e ai sim, pode orgulhar-se de fazer serviço publico. Ate la, deixe trabalhar quem tanto esta a fazer por nos, para nos tirar de uma vez, e pela terceira, desta calamidade em que nos encontramos.

  3. economista

    Uma lição sobre BANCARROTA ou um fundamento para um atestado de incompetência governativa isenta da pena de prisão !
    Despesa Publica aumenta (Lei de Wagner) >Impostos aumentam >Receita Publica diminui(Curva de Laffer)>(R-D DIVIDA PUBLICA(capital e juros) aumenta>
    PIB diminui >Zona de Incumprimento > Fuga de capitais>INVESTIMENTO diminui>
    DESEMPREGO aumenta > ZONA de implosão social (Familias , Empresas e Estado)
    SISTEMAS EM CRISE 4 x 4
    Financeiro ; Politico ; Fiscal e Económico
    Sub-Sistemas em Crise :
    Educativo e Demográfico ; Saude ; Segurança Social e Juridico
    NOTAS
    1.Agricultura e Pescas para o Ministerio da Economia e Finanças (9 S.E.)
    Ministerio da Defesa e da Administração Interna versus um Ministerio da Segurança
    Ministerio dos Inactivos (mobilidade , racionalização e organização em vez de
    despedimentos na função publica)
    Presidência do Conselho(inclui S.E. do Ambiente , da Cultura e da Justiça)
    2. Necessidade de um Banco de Fomento e de uma Sociedade de Seguro de Crédito para
    Apoio às PME . Regularização urgente do Sistema Financeiro
    3. Apenas “desprivatização” das fontes de energia e aguas
    4. Racionalização e organização do sector publico(apenas 6 Ministérios) e optimização na optica da
    redução de custos , produtividade , rentabilidade , qualidade e responsabilidade

  4. Paulo Pereira

    continua a defesa do despesismo superfulo .

    é muito interessante verificar como inumeros insurgentes e blasfemos defendem a manutenção do desperdicio no estado.

    será uma estratégia do tipo starve the beast , e que o PPC parece estar a seguir à risca ?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.