O meu texto no Económico

Sobre a privatização da TAP:

«[A] privatização da TAP levanta uma questão de fundo: deve o Estado ter sector empresarial? Deve o Estado desviar recursos das suas funções primordiais, com resultante mau desempenho nessas áreas, para negócios que os privados gerem melhor mas que, na esfera pública, já depois de indemnizações compensatórias, acumulam prejuízos e dívida? Ou, caso da TAP, deve o Estado manter empresas tecnicamente falidas? Não deve.»

13 pensamentos sobre “O meu texto no Económico

  1. Paulo Pereira

    Não deve. No caso da TAP a privatização deveria ter sido feita há muito anos, num boom económico, por exemplo em 1999 ou 2007.

    NESTA FASE é preciso ter cautela para que a venda não seja um maior prejuizo para os contribuintes.

  2. economista

    Mas se é rentável para o privado porque não é rentável para o Estado ? (não este Estado , claro …)

  3. José Augusto

    Mais uma vez o pessoal deste blog fala de coisas que não sabe.

    Desde 1994 que o Estado está proibido de injetar dinheiro em qualquer companhia aérea. Portanto a TAP não custa um cêntimo aos contribuintes.

    Para além disto, a TAP vendeu para o estrangeiro 1,431 mil milhões de euros em 2009 (não conheço dados mais recentes), e é a maior exportadora nacional. Privatizar a TAP significará uma quebra tremenda nas exportações.

    Privatizar apenas para satisfazer o instinto ideológico ultraliberal deste Governo e conseguir uma miserável receita extraordinária é um disparate colossal.

    Mas por que não investigam um bocadinho antes de escrever disparates?

  4. Miguel Noronha

    “Privatizar a TAP significará uma quebra tremenda nas exportações”
    Nao sabia que para a estatistica das exportaçoes apenas contavam empresas publicas e detidas por nacionais.

  5. Miguel Noronha

    “Desde 1994 que o Estado está proibido de injetar dinheiro em qualquer companhia aérea. Portanto a TAP não custa um cêntimo aos contribuintes.”
    Presumo que jah tenho ouvido falar em “aumentos de capital”.Como o que ler aqui

  6. José Augusto

    Caro Miguel Noronha,

    Se fizerem com a TAP aquilo que eu julgo que vão fazer, a TAP deixará mesmo de contar com exportadora nacional. Aguardemos.

  7. José Augusto

    Caro Miguel Noronha,

    Diga-me, por favor, quando foi o último aumento de capital da TAP.

    Pode consultar o relatório e contas da TAP.

  8. José Augusto

    O Estado fará um aumento de capital com o objetivo de privatizar. Compensará? Tenho muitas dúvidas.

  9. Miguel Noronha

    Ou vende descontado do aumento de capital. Vai dar no mesmo.
    O que nao faz grande sentido eh o estado ser dono de uma companhia aerea.

  10. José Augusto

    O seu comentário 10 demonstra que é adepto de uma conceção de Estado que eu não partilho. Isso daria uma longa conversa.

    Acrescento apenas que o Estado há já muitos anos que não era propriamente “dono” da TAP. Ainda assim podia influenciar algumas decisões estratégicas da companhia que, sendo bem intencionadas, seriam vantajosas para todos.

  11. Miguel Noronha

    “O seu comentário 10 demonstra que é adepto de uma conceção de Estado que eu não partilho”
    Se quiser ser domo da TAP compre acçoes da companhia. Nao precisa obrigar os outros a faze-lo tambem.

    “Acrescento apenas que o Estado há já muitos anos que não era propriamente “dono” da TAP”
    Entao? Quem eram os accionistas?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.