Godspeed

O primeiro-ministro britânico e o seu homónimo escocês deverão assinar um acordo na segunda-feira que aprove a realização, na Escócia e antes do final de 2014, de um referendo à separação do território em relação ao Reino Unido. David Cameron, contudo, prometeu «lutar contra o referendo com tudo o que tem».

Pode parecer estranho para muitos mas os conservadores tem muito a ganhar com a independencia escocesa. Quem deve estar extremamente preocupado sao os trabalhistas.

7 pensamentos sobre “Godspeed

  1. Carlos Duarte

    Em termos eleitorais, sim. A Inglaterra é mais conservadora que trabalhista (Gales é basicamente trabalhista / Plaid Cymru). No entanto o problema aqui é político: convém não esquecer que o nome oficial dos conservadores é “Conservative and Unionist Party”, e a segunda parte do nome ainda pesa. 😉

  2. Miguel Noronha

    Ainda vai restar a Irlanda do Norte (os unionistas ainda sao muito fortes) e Gales (que nao tem “massa critica para a independencia). Mas vai ser uma grande “machadada” no Reino Unido. Isso vai.
    E vamos ver a posiçao dos trabalhistas. Aposto num “nim”.

  3. Pedro

    Não sabia que o PM David Cameron ia assinar um acordo com um outro David Cameron que, por acaso, és escocês… Ou será que se pretendia dizer HOMÓLOGO em vez de HOMÓNIMO?!

  4. Miguel Noronha

    Devo ter lido mal a noticia. Fiquei com a nitida impressao que eh o governo escoces que pretende avançar com o referendo e dada a votaçao do SNP a secessao ate tem bastantes adeptos. E que o PM e lider dos conservadores ate declarou estar a favor da continuaçao da ligaçao da Escocia ao RU e prometeu fazer campanha por isso.

    Estou a precisar de ferias…

  5. Confesso que estou orgulhoso do meu dia de ontem. Devido a minha profissao tive o prazer de apertar a mao ao David. Simpatico, dois dedos de conversa e um ate 2014. Os partidos politicos em Portugal ainda tem a aprender muito de como se faz um congresso, em especial em relacao aos lobby’s, sejam eles a favor ou contra. Tem rosto e nome. Ainda tive a oportunidade de estar com Brian May (sim o dos Queen) que faz lobby pelos “save the badgers” (isto e contra a posicao do governo) e do Hugh Grant (este tenho ideia que so veio masmo para os copos e para o croquete) Agora mais a serio, tive a oportunidade de acompanhar o congresso ao vivo pela primeira vez e a sensacao que fiquei e que aqui faz-se politica. O discurso foi bom, mas como todos os politicos o que marcou foram as frases vazias de conteudo “Let us here in this hall, here in this government, together in this country make this pledge – let’s build an aspiration nation……let’s get Britain on the rise.”
    Quem quiser ler ou ver o discurso pode faze-lo aqui.
    http://www.independent.co.uk/news/uk/politics/conservative-party-conference-2012-in-birmingham-full-transcript-of-david-camerons-speech-8205536.html

  6. juvenal clemente

    escócia, catalunha, irlanda, galiza, pais basco, cantões belgas, etc. uma união europeia que destrói países era tudo menos aquilo que jacques delors sonhou. mais uma vez, os estados unidos ganham uma guerra. desta vez, sem disparar um tiro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.