Manif altermundista geográfica

Esta imagem foi difundida como se não houvesse amanhã pelas redes sociais. Captava os manifestantes na Avenida de Berna, em Lisboa. Afinal a imagem é da cidade turca, Istambul. Sem comentários.

53 pensamentos sobre “Manif altermundista geográfica

  1. Joshua

    Bem, é a primeira vez que a vi. De facto, estive a ver os directos nos três canais de informação durante a tarde toda e vi mesmo muita gente. Não sei em que círculos sociais se move, mas nos meus vi muita imagem in loco e de “encher o olho”. Já agora, não quer aqui colocar algumas imagens reais das manifestações? É que, tendo em conta os seus últimos 3 posts, dá ideia de querer branquear, esconder, menosprezar, relativizar o que se passou hoje.

  2. Pingback: Anónimo

  3. ruicarmo

    “Não sei em que círculos sociais se move”
    Não queira saber… mas adianto que também me movo junto dos três canais de informação.

    “Já agora, não quer aqui colocar algumas imagens reais das manifestações?”
    Não.

  4. ruicarmo

    Há enganados em todo o lado. 😀
    Aconselho-o a fazer uma visita mais alargada às redes sociais para verificar o engano generalizado.

  5. Pedro Almeida

    Espero ao menos que te paguem bem ó Ruizinho, para fazeres estas figurinhas tão patéticas ao menos que dê para comprares o novo i-phone.

  6. Pedro Almeida

    O problemas destes avençados é que pensam que somos todos desprovidos de inteligência (e coluna vertebral) como eles próprios o são.

  7. N.K.

    não te preocupes, rui! vais a tempo de marcar presença na próxima manif. anda que serás bem recebido. não precisas de ficar nesse torpor à espera. o passos vai cair. o gaspar segue na enxurrada. portugal vai libertar-se da loucura neoliberal. aceita-o e junta-te a nós, que vais ver que te tratamos melhor do que o governo que tanto trabalho te dá defender.

  8. Ramone

    Numa coisa e só numa eu, pessoalmente e como comunista, respeito esta série de posts – por ser um posição clara e inequívoca sobre as manifestações. Não há meias tintas. Claro que, politicamente, isto faz de vós, porque não dizê-lo, inimigos mas é um inimigo claro e distinto. O mais detestável nas tomadas de posição sobre isto, para mim, são os meias-tintas como o Portas e o Seguro – a posição destes, politicamente, é abaixo de cão.

  9. paam

    Eu nunca vi tanta gente contente. Parece que a situação do país é fantástica para alguns. A manifestação foi um verdadeiro sucesso. Finalmente vão derrubar o governo, correr com a troika, acabar com a dívida, sair do euro e deixar de viver numa sociedade capitalista. Aí é que vamos ser felizes a sério. O paraíso está a chegar. Mais duas ou três manifestações e todos os nossos problemas iram acabar. Acreditem! É verdade!

  10. pois

    Rui Carmo, então, pensava que era assim tão fácil de enganar toda a gente como faz com os leitores habituais d’o insurgente?

  11. Ricardo Monteiro

    Acorda para a vida. Eu estive lá. Nunca vi tanta gente junta. Ningúem me contou. EU VI. Quando me perguntarem onde estive no dia 15 de Setembro de 2012 eu não vou dizer que estive no sofá, ou em frente á televisão, ou do computador. Eu estive lá.

  12. Ricardo Monteiro

    E mais: apesar de não concordar com quase nada do que é escrito no Insurgente, respeito quem escreve aqui. Menos você, a partir de hoje. Não gosto de mentirosos. Você é uma vergonha para este blog. Os seus colegas de blog não merecem esta facada nas costas.

  13. tina

    ahahahahah! Comprova como não houve assim tanta gente, pelo menos em Lisboa. Comparado com a manif da geração à rasca deve ter sido 1/3.

  14. tina

    “Nunca vi tanta gente junta. Ningúem me contou. EU VI.”

    Sim, mas se estivesse na da geração à rasca teria percebido a diferença. Lá não havia espaços vazios entre pessoas, era simplesemente um mar de gente que não acabava. Gente de toda forma e feitio, sem sindicalistas e movimentos organizados. Esse sim foi um protesto apartidário do povo.

    É isso que os anti-austeridade não gostam: que as pessoas não estão assim tão chateadas como querem fazer crer. Muitos já se resignaram à inevitabilidade da austeridade. Daí se explica também que as sondagens ainda dêem 33% para o PSD.

    Esta fotografia falsa faz lembrar quando o PS contratava emigrantes para os comícios de Sócrates.

  15. Ricardo Monteiro

    Tina, tu estás a comparar uma manifestação onde não estiveste, com outra onde também não estiveste. Lindo!

  16. Rita Pinto

    Anda a ser partilhada por exemplo pelo PCP de portimao : https://www.facebook.com/photo.php?fbid=361349583945056&set=a.109217199158297.18547.100002100510803&type=1

    Por este senhor que alem de partilhar ate diz que estava la no meio : https://www.facebook.com/photo.php?fbid=4113431125747&set=a.1096936595269.2015205.1582254115&type=1

    E por esta senhora https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151157343171306&set=p.10151157343171306&type=1

    Sao as fontes principais de difusao desta avenida de berna com cheiro a hortelã

  17. Ricardo Monteiro

    E “as pessoas não estão assim tão chateadas” ? A sério? Consegue escrever isso sem se rir? Você mora em Portugal? Costuma sair à rua?

  18. tina

    Mas via as duas pela televisão e a diferença é óbvia! Confirmei agora os números, em Lisboa devem ter estado 100 mil agora, enquanto na geração à rasca estiveram quase 300 000. 1/3 tal como disse e a da geração à rasca nem sequer contou com o apoio de movimentos sindicalistas organizados, foi completamente espontânea. .

  19. tina

    “Você mora em Portugal? Costuma sair à rua?”

    Vejo a diferença perfeitamente pelo café que frequento, classe média. Dantes o descontentamento com o governo do Pinóquio Corrupto atingia todos, sentia-se a repugnância com que as pessoas já começavam a falar dele e do PS, Agora estive lá na sexta antes da manif e as pessoas nem sequer falavam disso, ninguém estava muito interessado.

  20. Artur

    Tina, apanha-se mais depressa um mentiroso do que um coxo. Eu, ao contrário de ti, estive nas duas. E não há comparação, ontem foram muito mais (pelo menos em Lisboa) e de todas as idades e condições.

  21. Vasco

    “Quando me perguntarem onde estive no dia 15 de Setembro de 2012 eu não vou dizer que estive no sofá, ou em frente á televisão, ou do computador. Eu estive lá.”
    Eu também. Nunca vi tanta verborreia junta…
    Nunca vi tanta máquina de retratos com, pelo menos, meio metro. Nunca vi tanto telemóvel topo de gama. Vi muita gente bem bem tratada.
    Em suma, parecia que estava a sair do concerto dos Radiohead (confirmadamente 55 mil pessoas) onde as pessoas pagaram, no mínimo, 50 euros para estar.

  22. João Q.

    Decididamente esta merda não tem remédio e cada um só vê o que lhe interessa. Se estão muitos é porque estão desinteressados ou foram lá mostrar as máquinas, os “indignados” que foram aqui mal tratados agora servem de exemplo e, não nos podemos esquecer do BARÓMETRO da “tina” : “Vejo a diferença perfeitamente pelo café que frequento, classe média.” Porra de vida e porra de esncostados.

  23. Samuel

    “E mais: apesar de não concordar com quase nada do que é escrito no Insurgente, respeito quem escreve aqui. Menos você, a partir de hoje. Não gosto de mentirosos. Você é uma vergonha para este blog. Os seus colegas de blog não merecem esta facada nas costas.”
    Subscrevo na integridade.

  24. Spongebob

    Sim é verdade que 97% das pessoas que lá estavam a protestar o estavam a fazer porque sim (só porque os media lhes lavaram o cérebro com a palavra “Basta!”), no entanto é estúpido tentar relativizar este manifesto! Rui está a envergonhar os Liberais/Libertários (se é que é Liberal)

  25. GreenMan

    Quem não consegue ver que esteve muito, mas muito mais gente nesta manif do que na tal da “geração à rasca” está a alucinar e nem merece mais do que um simples “A sério que dizes isso?”. A dimensão do protesto assusta-vos,não é? Então preparem-se que isto ainda foi só o começo.

  26. Alexandre Santos

    Curiosamente, as imagens que aparecem na Comnunicação Social são TODAS colhidas ao nível do solo.
    Seria bom que algumas (uma ou duas bastariam) mostrassem outros ângulos.
    E é tão fácil!
    Basta que o fotógrafo suba a um candeeirito ou a uma estátua pequenina ou uma escadaria de trinta degraus ou a uma simples janela de primeiro andar alto que haja nas redondezas.
    Tão fácil e, afinal, parece que tão difícil!
    É que nem é preciso fazer como na célebre “manif” da CGTP no Terreiro do Paço, aqui há uns dois anos, se tanto, em que eles “contabilizaram” 200.000 pessoas, até que que eles desapareceram por terem aparecido fotos tiradas de helicóptero e que, sem margem para dúvida, revelaram tudo, ou seja, que nem a 20.000 chegavam! Na hora de maior impacte, 16,00-16,30 horas!!!

  27. Henrique Gama Pinto

    “Esta imagem foi difundida como se não houvesse amanhã pelas redes sociais” Mas está a gozar?! Mais uma mentira no blog dos pseudo liberais… a realidade é só deles! Participei na manifestação, vi a quantidade de gente que estava na rua, protestando silenciosamente: Vim para casa, andei pela blogosfera, e nunca vim a referida foto até este momento…. Acabaram de perder toda a credibilidade

  28. Pingback: Novo record Insurgente « O Insurgente

  29. António Costa Amaral (AA)

    Eu ofereço-me! Volta e meia tenho as gengivas sensíveis e sangro um pouco quando escovo os dentes, com jeito dá para ilustrar a repressão genocídica da Troika!

  30. Pingback: Até na propaganda são aldrabões | O Insurgente

  31. Pingback: Até na propaganda são aldrabões II | O Insurgente

  32. Pingback: Até na propaganda são aldrabões III | O Insurgente

  33. Pingback: Ainda sobre as contabilidades do 2 de Março | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.