O que está em causa com o OE 2013

O meu artigo de hoje no Diário Económico. 1ª Parte:

“Há mais vida para além do défice”, disseram Sampaio em 2003 e António Costa em 2011.

Foi com esta linha de raciocínio que chegamos a um rácio dívida/PIB superior à que nos obrigou a declarar a falência do Estado no final do Século XIX. A incapacidade do Estado cumprir as suas obrigações implicaria o caos na função pública, a saída forçada do euro e, via desvalorização, a uma descida dos salários reais e pensões de 30% a 50% – uma situação que decerto todos querem evitar.

“Se quisermos um país mais competitivo, o que só pode surgir do lado privado, teremos de reduzir o peso do sector público.”, disse Pedro Passos Coelho à Revista Veja em 7 de Setembro. De 2012. Palavras sábias que infelizmente, oportunidade após oportunidade, não são levadas à prática.

Resta o consolo de que cerca de 50.000 pessoas já entenderam que os dados do défice e a chave da competitividade obrigam a menos impostos e já assinaram a petição do Diário Económico – um sinal de esperança.

“Equidade na distribuição dos sacrifícios”, pedem Duarte Marques (JSD), Pedro Roque (TSD) e Marcelo Rebelo de Sousa. Às medidas já anunciadas falta adicionar a redução das transferências para as beneficiárias das PPPs, o ataque à subsídio-dependência de muitas fundações, a alienação de empresas em áreas em que o Estado é regulador, a extinção das empresas municipais, o plafonamento das reformas mais elevadas segundo o modelo Suíço, a impossibilidade de acumular pensões elevadas com rendimentos de trabalho dependente e a construção de um orçamento de base zero. O povo anda insatisfeito e aquelas três personalidades com fortes ligações ao PSD concordam – um sinal que deveria ser tido em conta.

4 pensamentos sobre “O que está em causa com o OE 2013

  1. tric

    “Se quisermos um país mais competitivo, o que só pode surgir do lado privado, teremos de reduzir o peso do sector público.”
    .
    com a destruição do mercado interno deve surgir do lado privado que é uma coisa doida…

  2. tric

    Portugal deve sair do Euro, imediatamente!! e ter uma nova visão sobre o mercado interno…senão…é necessário por dinheiro a circular para fazer as reformas imprescindíveis…senão, faz-se as reformas e no final, a economia portuguesa está completamente arrasada…e o desemprego superior aos de Marrocos…TSU…

  3. António Coelho

    Continuamos a discutir acaloradamente como distribuir a riqueza. E efectivamente existem variadíssimos modos, desde o comunista, ao socialista ou social-democrata, ao liberal mais ou menos neo, ao democrata-cristão (agora januário), ao fascista, etc…O grande problema que ninguém, mas mesmo ninguém quer discutir (tarrenego satanás!) é simplesmente como criar essa riqueza, até porque Deus não nos achou merecedores de termos petróleo ou diamantes! É que essa questão tão comezinha (tão contabilista, tão merceeeira) determina tudo o restante. Se tivessemos riqueza até poderíamos dar-nos ao luxo de fazer alguns (alguns, não muitos) disparates. Mas a grande chatice é que não a temos, nem fazemos a mínima ideia como a produzir (até a despeitada Manuela o reconheceu), a única maneira que conhecemos é pedir emprestado, continuar a pedir mais emprestado, e continuar a pedir mais emprestado. Depois não se paga, claro! até porque são uns agiotas, uns especuladores, agências de rating e capitalismo de casino! Pagar é uma ideia de crianças! A dívida não se paga! Gere-se! Pão e circo até ao final…

  4. Sebastien De Vries

    O Duarte Marques! Não vai ter a rifa do Passos, …há arrozais no Vietnam para trabalhar. Vi este sr. a ajeitar-se ao Carvalho da Silva…pobreza de espírito, produto do ensino tuga dos últimos dez anos. Dó!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.