Não é mau, é péssimo!

Discordando de AAA:

1) Ao optar por aumentar os custos totais da SS para os portugueses o governo decidiu alienar toda a população. Se era certo que, viesse o que viesse, a esquerda iria sempre ficar descontente haveria certamente sectores da população (eu incluído) que até aceitariam uma medida destas se no global o peso do Estado fosse reduzido. Mantendo tudo igual ao que foi proposto mas com uma contribuição do empregador de 16% em vez dos 18% a carga geral da SS baixaria para os 34% em vez dos 34,75%. Era muito pouco mas era um sinal positivo, o facto de o governo não querer ou não conseguir fazer uma redução de 0,75% é grave. Mostra incompetência não só orçamental mas também política.

2) O governo na sua preocupação constante pelos mais desfavorecidos (a classe média que pague a crise porque ricos já não moram cá) parece querer que pessoas que não pagam IRS passem a receber IRS. Isto não é mau, é catastrófico. Foi aberta uma caixa de Pandora que só será fechada com a completa falência do Estado português. Se o CDS vai nisto imaginem o que fará com base neste principio uma coligação à esquerda.

3) Se a medida é particularmente positiva para as empresas em apuros e que necessitavam urgentemente de conseguir baixar salários por outro lado é particularmente negativa para as empresas de sectores específicos onde os colaboradores têm bons salários e boa posição negocial. Aqui corre-se o risco de ver a medida em todo o seu esplendor, tomando o exemplo de um colaborador que esteja a auferir 2000€ brutos (o que equivale a 1380€ líquidos) para que o que leva para casa se mantanha os custos do empregador subirão quase 10% o que não é propriamente pouco. Com um aumento destes o poder negocial do colaborador poderá não querer dizer nada e sem dúvida que teremos mais um incentivo à emigração com a perca fiscal que isso implica (além de que, sem estes colaboradores pode não fazer sentido a empresa original continuar a trabalhar e portanto aumentar o desemprego). Com ou sem curva de Laffer mais uma vez vamos assistir a um aumento de impostos que retorna menos receitas. O que fazia falta era realmente liberalizar o mercado de trabalho e não o chico-espertismo apresentado.

4) A nível de despesa continuamos na mesma. Não se resolveu nada nem se mostrou vontade de resolver. Só por isso o país está condenado.

5 pensamentos sobre “Não é mau, é péssimo!

  1. jojoratazana

    Como eu estava enganado.

    Sim reconheço, ao longo de trinta e cinco anos culpei o PS, PSD e CDS ( vulgo União Nacional dos Tachos) de todos os males e malfeitorias, que infligiram ao país.
    Muitas vezes perguntava a mim próprio, como é que esta gente conseguia sempre tudo o que queria, e não encontrava explicação, enfim ontem fez-se luz, sim afinal estava a esquecer-me da Associação Nacional dos Asnos, acérrimos apoiantes desta gente e cúmplices destes criminosos.
    Por outro lado nem tudo são coisas más neste cemitério á beira mar plantado.
    Por exemplo abriu o época de caça, já podemos caçar patos ,tordos, galinholas, coelhos, pombos, bem como ladrões, corruptos, aldrabões e terroristas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.