Manifesto contra novo aumento de impostos

O Diário Econonico promove um manifesto contra novo aumento de impostos. Subscrevo na generalidade. Particularmente neste ponto:

O Diário Económico considera que o Governo tem de garantir a redução do défice público, um factor absolutamente necessário para libertar a economia, através da redução efectiva e sustentada da despesa pública, sem artifícios ou medidas extraordinárias ou temporárias

16 pensamentos sobre “Manifesto contra novo aumento de impostos

  1. Paulo Pinto

    Concordando com os pontos do manifesto, será este o papel de um jornal? Assumir uma posição política?

  2. Miguel Noronha

    Em Portugal é que não há tradição (excepto talvez no caso d’O Independente) dos jornais tomarem explícitamente partido por determinadas causas. Nos EUA, por exemplos, é normal os jornai tomarem partido nas campanhas políticas. Em Portugal fazem-no mas de forma velada.

  3. Bruno

    O comentário n.º 1 revela a hipocrisia dominante no país. Como se os os jornais portugueses não estivessem diariamente a assumir posições políticas. Atualmente o Expresso e o Público são absolutamente claros na linha política que seguem.

  4. Paulo Pereira

    Muito bem, só espero que a redução da despesa seja no Estado Não Social e não no Estado Social.

  5. JS

    Os italianos são famosos pela sua tendência para projectar o seu enorme ego. Feitios.
    Verdi só podia ser italiano. Kafka nunca podia ser italiano…
    Conseguiram impingir um Império com um imperador divíno (à força diga-se) e uma religião com um deus humano (que por acaso era judeo…).
    Onde o Norte de Africa encontra o Sul da Europa gerou-se a sinuosa mafia.
    No Norte um Ferrari genuíno tem que ser … vermelho Ferrari e com um som Ferrari. Modestias. Enfim, um povo catabile….

    A última criação genuina é o cruzamento entre uma Goldman Sachs, com um historial bem rico (sem produzir um prego que seja) e um italiano bem penteadinho com voz de falzete, a tentar vender papel moeda fresquinho das impresssoras. Aparentemente cuadjuvado por um afincado grupo de burocratas, este cozinhado, desta vez, introduz um sabor a sopa de letras. Trocam-se “imediatamente” SMPs por OMPs.”Just another verbal raft” dizem os céticos. Como sempre papinha magnífica para uns, mas muito indigesta para muitos outros.
    Ps. No Comunicado do BCE existe um gigantesco parágrafo que também tem, nossa vitória, um travo constante a verborreia inócua. Vale a pena ler. Uma peça digna de um “virtuosi”.

  6. Miguel,

    E como é que se corta na despesa de 2013 sem medidas extraordinárias ou temporárias? O manifesto do DE é mais uma forma de desresponsabilização de quem o assina. Querem défice mais baixo, mas são contra mais impostos e cortes temporários e chamam “agravamento fiscal ” ao corte de subsídios da FP. E se lhes falarem em despedimentos na FP dizem que é preciso primeiro saber o Estado que queremos ter.

  7. Há outra frase que ajuda a perceber onde o manifesto quer chegar: “O Diário Económico entende que, se necessário for e para evitar um novo aumento de impostos, o Governo tem de negociar com a ‘troika’ uma revisão do calendário de ajustamento”. Tradução: não queremos mais impostos e cortes na despesa só daqueles que não se conseguem fazer pelo que até achamos bem que nos endividemos um pouco mais.

  8. FilipeBS

    O João Miranda tem de facto alguma razão… A via dos adiamentos pode ser perniciosa, sobretudo se o adiamento não servir para tomar medidas a sério que cortem no Estado.
    Mesmo assim, assinei o manifesto porque sou totalmente contra novos aumentos de impostos pelas razões também ali anunciadas, e porque concordo com o princípio da redução do Estado.
    Para 2012 e 2013, sem aumentos de impostos e sem medidas extraordinárias, a única hipotese é por em marcha um plano a sério de redução do Estado. Se essa for a via, então poderiamos precisar realmente de um adiamento dos prazos e da compreensão da troika. Sabemos bem que cortes no Estado demoram mais tempo a produzir resultados de tesouraria.

  9. Miguel Noronha

    ” E se lhes falarem em despedimentos na FP dizem que é preciso primeiro saber o Estado que queremos ter”
    Eu já tenho uma boa ideia. E continuo à espera de medidas definitivas de corte da despesa.
    Até as reduções à FP foram anunciadas como medidas temporárias.

  10. Paulo Pereira

    O Passos quer é continuar com os boys e girls a enchamear o sector público em vez de cortar no desperdicio e na burocracia inutil.

    O Passos vai ter de começar a governar em vez de fingir que o faz .

  11. tina

    DESPEDIMENTOS – É isso que querem, em vez de impostos? Não é o grosso da despesa pública, os salários dos funcionários?

  12. hcl

    100% de acordo com o JoãoMiranda.

    Há um cheirinho a notas frescas no ar. “mecanismos de intervenção conhecidos no dia 6 de Setembro por parte do BCE “

  13. manuel.ferreira

    NOVO… CODIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL…CTN……VAMOS SER RAPIDOS E DIRETOS…
    É ABSOLUTAMENTE NECESSARIO…
    UMA REFORMA FISCAL E TRIBUTARIA…IMEDIATA E URGENTE…….. … ISSO É QUE É SER INOVADOR…MODERNO …DIFERENTE…E MELHOR…
    I.V.A. — Imposto sobre o Valor Acrescentado … ( imposto sobre o consumo ).
    I.P.P. — Imposto Poluidor Pagador … ( imposto sobre a poluição ).
    I.J.A.T. — Imposto sobre Jogo , Alcool , Tabaco … ( imposto sobre os vícios ).
    I.S.I. — Imposto sobre as Importações … ( imposto sobre produtos importados ).
    ESTES SÃO OS UNICOS IMPOSTOS JUSTOS QUE DEVEM EXISTIR…
    AGORA VEM A LISTA DOS IMPOSTOS …
    ……… QUE DEVEM SER IMEDIATAMENTE ABOLIDOS…E SER ATÉ CRIMINALIZADOS…
    Imposto sobre o trabalho—–NUNCA DEVIA TER EXISTIDO…
    Imposto sobre a produção—–INADMISSIVEL…
    Imposto sobre a poupança—–INCOMPREENSÍVEL…
    Imposto sobre o investimento—–INTOLERÁVEL…
    É ESTA COLOSSAL INJUSTIÇA FISCAL…que deve ser corrigida urgentemente…
    É ESTE ESTADO CEGO SURDO E MUDO…que deve ser reinventado novamente…
    É ESTA FILOSOFIA FISCAL…que deve ser melhor , diferente , e mais humana…
    O ESTADO RECEBE EXATAMENTE O MESMO VALOR…MAS SÓ DE FORMA JUSTA…!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.