Bottom line

O BCE propõe-se troca activos de qualidade por lixo tóxico. O balanço do banco, que já devia ser uma coisa linda, não vai certamente melhorar. E um dia vai ser preciso varrer todo aquele lixo. Mais cedo ou mais tarde.

A propósito. Ainda se recordam da forma como foi desplotada a presente crise? Ainda se recorda do subprime?. Já escrevia o saudoso Jorge Costa no Cachimbo de Magritte que o risco não se elimina. Propaga-se.

Anúncios

6 thoughts on “Bottom line

  1. Paulo Pereira

    Talvez daqui a 100 anos o BCE varra o lixo !

    Um Banco Central não tem problemas de solvência como é óbvio !

  2. Miguel Noronha

    “Mas o BCE não existe exactamente para isto? ”
    Não. Isto já sai fora do mandato do BCE.

  3. Paulo Pereira

    O tiro saiu pela culatra aos extremistas.

    Agora o povo vai começar a perceber que afinal os Euros não vêm das minas, mas dos computadores do BCE.

    Quem tudo quer tudo perde !

  4. Andre

    Imaginemos que o Antonio e o Bento são os únicos agentes económicos. Um fabrica roupa e o outro comida. Nesta economia existe apenas um Euro que pertence ao Bento. Quando o Antonio fabrica um pastel de belem, vende-o ao Bento. O Bento, por sua vez, fabrica uma camisa e vende-a ao Antonio, também por um Euro. Apesar de existir apenas um Euro em circulação o PIB deste país é de dois euros.
    Imaginemos agora que o Bento não quer gastar o Euro que tem, porque não sabe se vai conseguir vender as camisas que produz. O Bento acha que o António vai poupar o Euro que recebe em vez de o gastar. O Antonio não consegue assim vender o pastel de belem que fabricou, pelo que naturalmente também não vai comprar a camisa do Bento. O PIB deste país passa a ser de 0 euros, apesar de existir o mesmo número de Euros em circulação.
    Imaginemos, finalmente, que o banco central dá um Euro ao Antonio, tornando isso público, de forma a que ninguém tenha dúvida de que o Antonio poderá comprar camisas caso assim o entenda e ainda poupar um Euro, caso consiga vender o seu pastel de belem. Neste caso o Bento, confiando que poderá ver o euro que gasta de volta, compra o pastel de nata, e o António compra a sua camisa, ou até duas camisas, porque agora tem dois Euros. Neste último cenário o PIB passaria a ser de 3 Euros. A condição para que isto seja verdade é que o Bento tenha capacidade para produzir duas camisas em vez de uma, caso contrário o resultado é inflação.
    Estes exemplos são de escola, mas representam a situação Euopeia actual. O banco central faz bem em imprimir dinheiro e aqueles que prevêem inflacção vão ter de explicar porque acham que a tendência de redução ddo V (velocity of money) se vai inverter nos próximos tempos, causando assim inflação.

  5. lucklucky

    10 anos de dilúvio de crédito e ainda não aprendeu que dinheiro não resolve nenhum problema só desvirtua?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s