caminho sem retorno

“(…) Em declarações aos jornalistas, na Autoridade Nacional de Protecção Civil, em Lisboa, o primeiro-ministro começou por referir que considera “há muito tempo” que “a carga fiscal em Portugal é muito elevada”, mas sustentou que a situação do país não permite “fazer qualquer alívio da carga fiscal” nesta altura e disse que todos no Governo, “pessoas que tenham uma origem independente, origem no CDS-PP ou no PSD”, estão conscientes disso. (…) “Espero ter contribuído para pôr um ponto final em notícias públicas que dão conta de que é possível fazer umas coisas ou não é possível fazer outras, porque nós não estamos, no domínio das possibilidades, a fazer discussões sobre aquilo que desejaríamos ou que gostaríamos, mas sobre aquilo que temos de fazer.” (via Jornal de Negócios).

E ponto final. Parece relativamente evidente que serão anunciados novos aumentos de impostos. O IRS é a escolha óbvia – é o único cuja colecta, entre os principais impostos, ainda está a aumentar face ao ano passado. Pudera – é retido na fonte! E numa segunda linha de escolhas, é possível que o Governo atenda às recomendações do TC e aumente novamente a taxa liberatória sobre juros, dividendos e mais valias (ou, pior ainda, optando em alternativa pelo englobamento desses rendimentos nas taxas gerais de IRS). Enfim, ou muito me engano ou o Governo está a um passo de perder o País…

17 pensamentos sobre “caminho sem retorno

  1. Carlos

    Concordo com o post e o CDS para se calar já levou o brinde: “Alberto da Ponte deverá ser o próximo presidente da RTP” (via Jornal de Negócios).
    E o Pires de Lima livrou-se da concorrência, que nesta altura não é nada mau…

  2. Fernando S

    E qual seria a alternativa para não “perder o pais” ?…
    Cortar nas despesas publicas ? Quais exactamente e em que montantes ?
    Pedir à Troika mais tempo e mais dinheiro ?

  3. paam

    O PPC disse que não há margem para baixar a carga fiscal. Isso não que dizer necessariamente que vai subir impostos. Pelo contrário, penso que será desta que haverá uma forte redução da despesa. O Ministro das Finanças já teve tempo suficiente para preparar os cortes. Agora é esperar para ver até que ponto eles vão ter impacto. Até estou admirado de ninguém ter tomado atenção nesta notícia:

    “O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, preparou um dossiê que prevê uma nova vaga de cortes de serviços e de pessoal na máquina do Estado em 2013 e 2014. Elaborado pelas Finanças, e com contributos de outros ministérios, tem a designação de ‘Agenda de Transformação Estrutural’ (ATE) e, ao que o SOL apurou, aponta para um programa de forte redução da despesa pública a ser concretizado nos próximos dois anos. Este incide, em particular, sobre cinco áreas: Segurança Social, Educação, Saúde, Defesa e Segurança.”

    http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=58042

  4. “Isso não que dizer necessariamente que vai subir impostos. Pelo contrário, penso que será desta que haverá uma forte redução da despesa.”

    Esperemos bem que sim. Provavelmente será a última oportunidade deste Governo.

  5. tric

    Alberto da Ponte deverá ser o próximo presidente da RTP” (via Jornal de Negócios).
    E o Pires de Lima livrou-se da concorrência, que nesta altura não é nada mau…
    .
    pois…mas os portugueses é que não se livraram da concorrencia…para alem de convidarem um “judeu-jacobino” para controlar o serviço publico…ainda por cima é um alto quadro da ED(P)C-China…que está em concorrência desleal com o portugueses da classe média e baixa, por causa das rendas…

  6. JP Ribeiro

    O Governo perdeu o país quando deixou passar um ano sem reduzir substancialmente a despesa publica, despedindo 200 mil funcionários, cortanto nas fundações, observatórios e demais parafernália eleitoralista da caça ao voto, reorganizando a vergonha da gestão das empresas publicas, dando o exemplo que a austeridade começa em casa. Tem sorte porque a oposição é o que é, e o Portas para ser líder falta-lhe os tomates que demonstrou quando era jornalista sem responsabilidades governativas. Não há no horizonte nenhum partido ou pessoa que me leve a acreditar em amanhãs que cantam.
    O caminho da Grécia já esteve muito mais longe.

  7. Br

    Bom, RA, ainda arespeito do calculo do IPC e inflação, descobri que, afinal, o INE que faz a estatistica da Inflacao e IPC, mantem sob SIGILO ESTATISTICO o painel de artigos que figuram no IPC, bem como a lista de aglomerados populacionais e dos respectivos estabelecimentos comerciais onde os preços são recolhidos.
    .
    Tenho agora quase a certeza de que existe manipulação de resultados de IPC e Inflação em Portugal. Não me admira NADA que, dada a importancia estratégica de que o IPC se reveste,que algumas entidades (publicas e privadas)tenham influenciado o andamento do calculo do IPC.
    .
    É tudo demasiado escondido para ser verdade. Eu nem sonhava com isto, mas a verdade é esta. Estamos a ser manipulados com dados falsos.
    .
    Fui ao BP, depois do RA me dar aqueles numeros, e fiz as contas desde a adesão ao euro e tudo somado, o IPC acumulado desde 2002 até 2012 dá o valor de 23,7%.
    .
    Como pode ser?
    .
    Mas ninguém olha para isto?
    .
    Entao um gajo está a ser roubado e ninguem investiga o que se passa?
    .
    Pior, ninguém deu conta disto?
    .
    A gasolina, o gas, a electricidade, os imoveis etc mais do que duplicaram de preço.
    .
    Portanto, se nao sabemos que temos inflação, ou se a escondem, como podemos tomar medidas para a combater?
    .
    Descobri tambem outra coisa: que nos EUA retiraram do calculo do IPC os produtos que subiam demasiado de preço. Conseguiram convencer o então presidente clinton de que se a carne de vaca subia demasiado de preço, os consumidores automaticamente a substituiam pela de porco e a prazo não haveria inflação.
    .
    Vc está a ver isto? então calculasse um IPC com base, não naquilo que aconteceu, mas sim naquilo que eventualmente vai acontecer?
    .
    Isso dá margem para fazer tudo. Dái, talvez, que aquela ideia de que os Gringos teem inflação escondida não seja mentira.
    .
    E por cá, ninguém viu isto?
    .
    Rb

  8. JS

    O único poder que os Primeiro Ministro, PS ou PSD, em Portugal, têm é de criar e aumentar impostos … para subsistir no poder. Tudo legal. Tudo moral.
    Quando tentam lesar o sorvedouro que são as respectivas máquinas partidárias -que inclui agentes da finança, economia e função pública- são substituídos. PPC só cairá se/quando “perder” o PSD e não o País. Há mais de 30 anos que os PMs não dependem do eleitorado/contribuinte.

    “When plunder becomes a way of life for a group of men in a society, over the course of time they create for themselves a legal system that authorizes it and a moral code that glorifies it.”
    Frederic Bastiat, 1850

  9. Fernando S

    “…penso que será desta que haverá uma forte redução da despesa. O Ministro das Finanças já teve tempo suficiente para preparar os cortes.”

    Humm !!…
    Antes fosse assim …
    Mas não me parece, pelo menos para 2012. De resto, admitindo que a noticia seja verdadeira, o dito dossier de Victor Gaspar referir-se-ia apenas a 2013 e 2014.
    Como tem dito PPC, para 2012 vai tudo depender do andamento da execução orçamental nos ultimos meses do ano e das conversações com a Troika.
    Oxala o Governo e a Troika não se entendam agora no sentido de um aligeirar dos objectivos, mais tempo, mais dinheiro. As pressões nesse sentido, da direita à esquerda, são grandes. Mas seria pior a emenda do que o soneto !!
    Caso se mantenham os objectivos e a execução orçamental não melhore, tudo indica que alguma subida de impostos seja inevitavel. Ja em 2012 (para ser ou não mantida depois, mas ainda é cedo para fazer contas).
    Caso isso aconteça vai o governo “perder o pais” ?
    Não é assim tão evidente. Os portugueses vão certamente ficar ainda mais descontentes. Mas, no fundo, até podem vir a perceber, mais ou menos intuitivamente ou racionalmente, que qualquer alternativa politica viavel ao actual governo poria em causa os bons resultados dos sacrificios ja feitos até agora (redução do déficit orçamental, melhoria das contas externas, maior credibilidade externa e nos mercados, etc) e agravaria ainda mais a situação do pais.
    De qualquer modo, esperemos que no final o governo não precise de aumentar ainda mais os impostos.
    Mas se o fizer esperemos também que não “perca o pais”. Porque se o perder, com o que vier depois, vai ser um salto no desconhecido !!

  10. Pingback: Não admitir mais aumentos de impostos é a única posição defensável « O Insurgente

  11. politologo

    Um Governo que ainda estuda…anda a estudar (1 ano!…) , não governa , engana o Povo . É incompetente…Dizia-me um ilustre Professor e mui competente Gestor privado , que quando ouvisse um Governo dizer que vai estudar , conclua seguramente que é incompetente …
    P.S. O VGASPAR não passa de um modesto euro-burocrata que virou merceeiro e que não nos leva a lado nenhum , excepto…
    (oiçam amanhã Adriano Moreira RTP1)
    N.B. Em qualquer curso de economia (será verdade que PPC também é economista de aviário?)
    se aprende na primeira lição que não há economia real sem um (saudável)sistema financeiro eficiente o que não acontece há já um ano (ano perdido e PERDIDO está o País . Fomos nós que perdemos o País e “está por provar que os Políticos são competentes para gerir a coisa publica” (PTC)
    Estes incompetentes(e mentirosos aldrabões) nunca tiveram outras soluções senão aumentar impostos(não escapou um !…) . Conclusão : (segundo estes incompetentes…) inevitável Aumento de Impostos . (Despesa real não desce .; A divida estruturalmente não desce . O desemprego aumenta .
    O necessário crescimento não existe . O investimento (com os Bancos que temos) é uma miragem …
    E porque tenho razões para tal , o sem-vergonha do PPC , em vez de se preocupar com a CGD para colocar e salvar os amigos , devia era ter logo constituído um Banco de Fomento e uma Sociedade de Seguro de Crédito para salvar o País . Vejam lá que o “alvarinho” da economia até já se evaporou …
    # 7
    Sem SS , Saúde , Educação , Defesa e Segurança , o País existe ou vegeta ?
    Gestão sem resultados positivos !… Onde estão os resultados ? Papeis mais ou menos bem “dactilografados” não interessam a ninguém e muito menos ao desgraçado do contribuinte …

  12. Pingback: Assim se perde um País « O Insurgente

  13. «A Espiral Recessiva»
    .
    .
    Muitos economistas gostam de evocar a relação aritmética que mostra como uma economia com uma taxa de crescimento nominal do produto, superior à taxa média da dívida pública, pode ter, todos os anos, um défice primário (sem juros) compatível com a estabilidade do peso da sua dívida pública —> isto é, ou seja, a RATOEIRA do endividamento esperando um crescimento económico perpétuo!…
    .
    A contradição dos cúmplices da RATOEIRA é óbvia:
    – por um lado, eles (os economistas cúmplices da RATOEIRA) reconhecem a existência de ciclos económicos… todavia, no entanto, em simultâneo, não se cansam de repetir «só o crescimento perpétuo, só o crescimento perpétuo… é que nos salvará do caos económico»!?!?!?
    O resultado está à vista de toda a gente: ao cair na RATOEIRA do endividamento esperando um crescimento económico perpétuo… Portugal está a ser forçado a VENDER ACTIVOS IMPORTANTES para a sua soberania!…
    .
    Estando uma economia numa fase de recessão… e estando o Estado à beira da bancarrota… eles (os economistas cúmplices da RATOEIRA) argumentam que o culpado da situação de quase caos económico… é o facto de Estado não conseguir garantir um crescimento económico perpétuo!!!
    .
    .
    P.S.
    -> A superclasse (alta finança internacional – capital global, e suas corporações) não só pretende conduzir os países à IMPLOSÃO da sua Identidade (dividir/dissolver identidades para reinar)… como também… pretende conduzir os países à IMPLOSÃO económica/financeira.
    -> Só não vê quem não quer: está na forja um caos organizado por alguns – a superclasse: uma nova ordem a seguir ao caos… a superclasse ambiciona um neo-feudalismo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.