Nova ronda na polémica Rui Ramos/Manuel Loff

Manuel Loff responde hoje no Público a Rui Ramos e António Araujo. Vêm agora dizer que estava apenas de um “debate”. Siginificativamente não consegue demonstrar a veracidade das suas asserções iniciais acerca da obra de Rui Ramos e o texto serve mais para confundir que esclarecer.

António Araujo que conseguiu recuperar o artigo original de Manuel Loff (aqui referido) aproveita para lhe responder.

Entretanto, há quem tenha ficado indignado com as criticas de José Manuel Fernandes a Loff. Aquilo não foi desonestidade mas mera diferença de opiniões. Ficamos agora a saber.

LEITURAS COMPLENTARES: Rui Ramos, o historiador “fascista” e a sua História de Portugal; Um é apenas intelectualmente desonesto; os outros nem sei classificar; Resposta de Rui Ramos a Manuel Loff; António Araújo sobre Manuel Loff; Ainda a polémica Rui Ramos/Manuel Loff

6 pensamentos sobre “Nova ronda na polémica Rui Ramos/Manuel Loff

  1. CVC

    A veracidade das afirmações está lá porque ele as citou. Pode é ter exagerado nas suas interpretações.

    Mas a verdade é que todos os historiadores acabam por ser parciais. O Rui Ramos tem as suas convições. Não pode expurgá-las da cabela enquanto escreve as suas obras.

  2. Miguel Noronha, consegue ainda surpreender-me. Ou comenta o que não lê, ou não percebe o que lê ou gosta de representar de forma deturpada o que eu escrevo. Aquilo que escrevi, ontem e hoje, no blogue e no FB não tem nada a ver com o seu “comentário” a uma das partes do que escrevi. Eu já devia simplesmente ter deixado de ler o que Vexa escreve sobre o que eu escrevo, porque parece dar-lhe um gozo particular fazer links e comentários à toa. Mas levo esta penitência a desconto dos meus pecados. A verdade é que eu não meto tudo no saco das ideologias e dos grupinhos associados e tenho forte desconsideração por quem desse modo procede. Coisa que, aparentemente, lhe custa horrores a compreender.

  3. Ramone

    Pessoalmente não tenho qualquer simpatia política pelo sr. Miguel Noronha mas quando leio isto:

    “A verdade é que eu não meto tudo no saco das ideologias e dos grupinhos associados e tenho forte desconsideração por quem desse modo procede. Coisa que, aparentemente, lhe custa horrores a compreender.”

    não posso senão sorrir. São daquelas coisas que soam muito bem à volta de uma mesa de chá com bolachas mas que não resistem muito ao mais básico dos testes:

    desvendem-se as simpatias políticas fundamentais de um historiador e depois procure-se na sua obra alguma tese central que contradiga essas simpatias e ver-se-á quantos sobram. Muito poucos, se é que algum. Rui Ramos é de direita, logo a sua leitura da história é mais simpática aos direitistas, Loff é de esquerda, logo a sua leitura da história é mais simpática aos esquerdistas. Basta ver as reacções da blogosfera para rapidamente se perceber esta divisão.

  4. Pingback: Maria Filomena Mónica sobre a polémica Ramos/Loff « O Insurgente

  5. josé russell

    se ela não conhece, nunca ouviu falar (nem quer conhecer) o Manuel Loff, nem conhece o seu trabalho ……… como sabe ela que ML é um historiador medíocre ??
    será por ter concluído que se trata de um marxista-leninista ? e o outro é bom porque é de direita ? porque tem obra muito divulgada (e oferecida) ? um destila ideologia e outro não ? e ela é de esquerda ? e dá-se melhor com a esquerda ou com a direita ? discurso baralhante
    ou incongruente, o da MM, perdão da MFM ?

  6. Pingback: De má memória « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.