Coalition to Reduce Spending

Site. Learn. Resources.

Voter Pledge

As a voter, I believe that any candidate who refuses to sign the Reject the Debt pledge commits himself to the unsustainable status quo. The era of promises is over; the time to act is now.

Therefore, in order to secure the long-term prosperity of our nation, I pledge that I will neither support nor vote for any candidate who refuses to work seriously toward eliminating our national debt. 

Esta iniciativa é Americana. Não há ainda notícias da existência de igual iniciativa em Portugal.

12 pensamentos sobre “Coalition to Reduce Spending

  1. JS

    Só aparentemente fora o contexto.

    O Maior de Londres esclarece “Londres lucra 16.300 milhões (€) com Jogos Olímpicos”.
    Contas, mesmo de grosso modo, referentes a um gigantesco evento, à escala mundial, que acabou ontem.

    As contas da Expo -uma brincadeira à escala mundial- orgulho cá dos bairristas, colossal organização, à escala nacional, levaram décadas a “clarificar” … para quem acredita.

    É uma sina. Dá que pensar.

  2. João Branco

    Notar que esta “promessa” é OPOSTA à “promessa” proposta pelo Tea Party que é basicamente uma promessa de não votar nenhuma coisa que aumente os impostos. Esta promessa é a favor de diminuir o défice, e isso nos EUA só se poderá conseguir simultaneamente baixando a despesa e, sim, aumentando os impostos.

  3. lucklucky

    “só se poderá conseguir simultaneamente baixando a despesa e, sim, aumentando os impostos.”

    Só? porquê só com aumento de impostos, ou seja mais poder para os políticos??

  4. Joaquim Amado Lopes

    João Branco (5),
    “Notar que esta “promessa” é OPOSTA à “promessa” proposta pelo Tea Party que é basicamente uma promessa de não votar nenhuma coisa que aumente os impostos.”
    O oposto de baixar a despesa é aumentar a despesa e o oposto de não aumentar os impostos é aumentar os impostos.
    Na realidade, as duas propostas (combater a dívida pública através da redução da despesa e não aumentar os impostos) são praticamente(?) coincidentes.

    “Esta promessa é a favor de diminuir o défice, e isso nos EUA só se poderá conseguir simultaneamente baixando a despesa e, sim, aumentando os impostos.”
    Depende de quanto a despesa baixar.

  5. Paulo Pereira

    Ainda esta para vir o magico que consegue reduzir o valor da diivida publica !

    O Reagan e o W Bush sabiam isso muito bem !

    O Paul Ryan é só conversa fiada !

  6. João Branco

    JAL e LL, obviamente, em teoria, é possível baixar suficientemente a despesa para não ser necessário aumentar os impostos. Na prática, porém, e com um senado onde 40 senadores chegam para bloquear qualquer lei, o facto de ter prometido uma coisa ou outra é que vai contar. Penso que quem prometer as duas coisas nunca irá poder votar a favor de nenhuma legislação (seja qual for o presidente) e penso que quem prometer só não aumentar os impostos irá contribuir sim para aumentar o défice…

  7. João Branco

    Já agora, vocês fazem ideia de qual é o défice anual dos EUA em percentagem do PIB? Cerca de 8%, o que numa economia como a dos EUA corresponde a mais de 1,150 milhões de milhões de dólares. E a isto tem ainda de se somar os custos da dívida para atingir saldo primário positivo. É um valor tão enorme, que pensar que se pode simplesmente cortar em termos de despesa e ser reeleito é um erro tão grande como… sei lá, acreditar que se pode reduzir de forma significativamente o défice em Portugal indo simplesmente atrás das “gorduras do estado”.

  8. H.


    Notar que esta “promessa” é OPOSTA à “promessa” proposta pelo Tea Party que é basicamente uma promessa de não votar nenhuma coisa que aumente os impostos.

    Link? Onde é que eu posso ler essa “promessa do Tea Party”?

    O que escreveu é uma ficção que nem sequer faz muito sentido porque o Tea Party nasceu e fortaleceu-se como um movimento político em reacção a decisões políticas de aumentos da despesa pública que seriam alegadamente neutrais em termos de impostos e não a qualquer subida de taxas de imposto.

    Esta promessa é a favor de diminuir o défice, e isso nos EUA só se poderá conseguir simultaneamente baixando a despesa e, sim, aumentando os impostos.

    Huh? Porquê?

  9. H.

    Já agora, vocês fazem ideia de qual é o défice anual dos EUA em percentagem do PIB? Cerca de 8%, o que numa economia como a dos EUA corresponde a mais de 1,150 milhões de milhões de dólares. E a isto tem ainda de se somar os custos da dívida para atingir saldo primário positivo. É um valor tão enorme, que pensar que se pode simplesmente cortar em termos de despesa e ser reeleito é um erro tão grande como… sei lá, acreditar que se pode reduzir de forma significativamente o défice em Portugal indo simplesmente atrás das “gorduras do estado”.

    O que escreve aqui é diferente do que argumentou anteriormente.

    Mas ninguém propõe a eliminação – ou a diminuição substancial – do défice num único exercício orçamental. Isso não seria apenas impossível politicamente como contraproducente economicamente.

    Eu concordo que é pouco plausível uma diminuição substancial do défice sem uma subida da carga fiscal.

    Já agora, o défice orçamental actual é relativemente pouco importante. A urgência é a suscitada pelo fiscal gap criado pelos entitlement programs na versão actual. Não fosse isso e um défice orçamental de $1.3 trillion seria um problema sério mas não exactamente assustador.

    De qualquer maneira, estes pledges pouco importam excepto se tiverem dinheiro por trás para lhes conferir credibilidade. Se não houver dinheiro para ir atrás de quem os quebre, nenhum eleito terá problemas em quebrá-los. Em Portugal quase todo o financiamento de campanhas eleitorais é público, por isso este tipo de pledges seriam absolutamente irrelevantes .Mas concedo que este é mais saudável que o pledge do Grover Norquist (provavelmente o João Branco estaria a pensar neste quando escreveu o primeiro post).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.