Descoordenção e ineficácia, dizem eles

…a mim parece-me que o contribuinte foi novamente lesado acção dos governantes. Não sei se foi dolo ou incompetência mas convinha que por uma vez o responsável político fosse pessoalmente responsabilizado.

Foi criada uma “complexa arquitectura institucional e contratual” que, além de ter resultado em problemas de operacionalidade nos helicópteros, implicou o aumento de custos que o Estado teve de pagar por 10 dos 12 helicópteros adquiridos para substituir os Puma. Estas são algumas das conclusões que o Tribunal de Contas (TC) retira na auditoria feita ao processo de aquisição e manutenção da frota dos EH 101(…)

A confusão ocorreu durante os anos de 2007 e 2011 – governos de Sócrates – e só terá sido revelada pela auditoria do TC. Confrontado com os números, o actual ministro da Defesa, Aguiar-Branco determinou em Junho a “realização de um inquérito pela Inspecção-Geral da Defesa Nacional”. As duas entidades públicas envolvidas, Defloc e SGMDN, reconheceram perante o tribunal a irregularidade, garantindo que a situação tinha sido “corrigida, tendo sido emitida a nota de crédito no valor de 1.131.909,39 euros, como contrapartida da facturação emitida em duplicado e a factura no valor de 883.212,53 euros, relativa aos montantes em dívida e não facturados”.

Ainda assim, o TC acabou por sublinhar “a gravidade das falhas de controlo” reveladas. E, de forma indirecta, dava a entender que tipo de suspeitas podiam recair perante esta aparente incompetência: “A Defloc não deu cumprimento à recomendação do Conselho de Prevenção da Corrupção, encontrando-se ainda em elaboração o Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infracções Conexas.”

Um pensamento sobre “Descoordenção e ineficácia, dizem eles

  1. Lionheart

    Mas porque é que não chamam os bois pelos nomes?? Porque é que não apontam quem beneficiou com o esquema? Quem terá pago as comissões para que o Estado pagasse mais do que o necessário? A banca tem sido um cancro inserido nos negócios de rearmamento das Forças Armadas. Um cancro. E depois uns parvos põem em causa um investimento necessário e desejável, mas sem tocar nos parasitas que gravitam em torno de tudo o que é investimento público.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.