Onde estão os activistas pró-palestinianos?

A guerra na Síria entrou no campo das indiganções selectivas.

Mortar shells kill 20 in Damascus Palestinian camp

52 pensamentos sobre “Onde estão os activistas pró-palestinianos?

  1. bloody mary

    Foi fogo amigo, caramba!! E isso, entre talibans, é uma coisinha de nada. Se fossem os americanos (mesmo com o santinho Obama) ou os horrendos israelitas, aí o caso mudava de figura, pois claro. Episódios da tal Primavera…

  2. pois

    primeiro façam favor de ler as notícias, mas completas.
    a selectividade existe aqui, não me lembro de ver o rui carmo de noticiar os ataques de Israel sobre a a Palestina. Há uns atacantes mais atacantes que outros?
    Também me parece que aqui há umas primaveras mais primaveras que outras. Egipto e Tunísia, más primaveras, Líbia e Síria, boas primaveras. Pelos vistos uma boa primavera precisa de ajuda dos militares amaricados.
    Eu por mim sou a favor de todas as primaveras, principalmente a Portuguesa.
    Para os incultos aqui do sítio, a Síria não atacou a Palestina.

  3. Miguel Noronha

    Campos de refugiados?
    Mas há quanto tempo é que esses refugiados foram para a Síria? Foi na semana passada ou são os sírios que não os deixam sair de lá?

  4. paam

    “Eu por mim sou a favor de todas as primaveras, principalmente a Portuguesa.”

    É a favor de todas as primaveras porque parte do principio, errado, que a mudança, quando acontece, é sempre para melhor. Isso não é verdade. Substituir ditadores pela Irmandade Islâmica pode não conduzir aos resultados esperados.

  5. paam

    Não coloquei em causa a decisão do povo nem afirmei que há ditadores menos ditadores que outros. A única coisa que constatei é que a mudança nem sempre é para melhor como parece afirmar. Suportar todas as revoluções pensando que todas conduzem a um futuro melhor é ser-se, no minimo, ingénuo.

  6. paam

    A única coisa que coloquei em causa foi o seu argumento. Não estou a defender, ou a condenar, quaisquer “primaveras” em concreto.

  7. lucklucky

    “paam, deixe o povo decidir.”

    Sabe que os abusos vêm do povo que decide? Da maioria. No caso de Sócrates, levou Portugal à bancarrota e até foi bastou a maior minoria nem foi preciso maioria.

    Vejo que não está nada preocupado com o destino das minorias. Nada que me surpreenda num esquerdista. As minorias só são para usar quando conveniente. Tal como os Palestinianos. Quando convém para destruir a Civilização Ocidental usa-se os Palestinianos. Quando morrem porque se matam entre si ou outros muçulmanos os matam que é que isso interessa?
    É o retrato da esquerda, usar e deitar fora.

  8. pois

    paam, ou seja para sí é aceitável manter uma ditadura se o futuro for incerto.
    Caro amigo, o futuro é sempre incerto.

    Miguel
    Eu sei que não vai entender, mas mesmo assim eu vou perder tempo a explicar-lhe.
    É refugiado quem livremente e em segurança estiver impedido de regressar à sua casa.
    Assim, enquanto Israel não devolver as casas que destruiu e os terrenos que ocupou, eles serão refugiados.
    Israel arroga-se o direito ao regresso à sua terras 2000 anos depois, já os palestinos perdem esse direito em duas gerações.
    Para quem se diz defensor da liberdade, coloca-se quase sempre do lado de quem retira a liberdade.

  9. pois

    “Não estou a defender, ou a condenar, quaisquer “primaveras” em concreto.”
    Aqui nesta casa, a maioria das vezes parece.

    “Sabe que os abusos vêm do povo que decide? Da maioria.”
    Prefere então que seja a minoria a decidir, a sua minoria de preferência.
    Defendo a decisão da maioria, mesmo estando em minoria neste país.

    “Vejo que não está nada preocupado com o destino das minorias. Nada que me surpreenda num esquerdista. As minorias só são para usar quando conveniente. Tal como os Palestinianos. Quando convém para destruir a Civilização Ocidental usa-se os Palestinianos. Quando morrem porque se matam entre si ou outros muçulmanos os matam que é que isso interessa?
    É o retrato da esquerda, usar e deitar fora.”
    não coloque palavras na minha boca. Respire e pense um pouco.

  10. ruicarmo

    Miguel, desde há algumas décadas que os refugiados têm sido úteis à “causa” e companheiros na caminhada dos distintos líderes das ditaduras árabes. Parece que de um dia para o outro deixaram de ter utilidade para o senhor Assad.

  11. pois

    O Rui Carmo gosta é disto, publicar meias-verdades, falácias e mentiras.
    Quando passa resulta, conseguiu enganar mais uns incautos.
    Quando não passa também resulta.
    É só meter gasolina na fogueira e tal como Nero senta-se a rir enquanto vê Roma a arder.

  12. pois

    Rui Carmo, se tivessem a liberdade de regressar às suas casas, deixavam de ter “utilidade” para esse seu argumento absurdo.

  13. ruicarmo

    Enquanto publico as meias-verdades e engano os mais incautos – o pois não vai em cantigas -, ainda me sobra algum tempo para ir à Síria apontar a melhor direcção e os alvos ao exército sírio.

  14. ruicarmo

    Pois, os refugiados que se queixem da falta de liberdade às diferentes gerações de dirigentes palestinianos e aos países normalmente ditatoriais que os usam como fisga de arremesso político e que lhes negam os direitos, nomeadamente dos que fala.

  15. paam

    pois,

    A sua capacidade para extrapolar é surpreendente. Apenas afirmei que a mudança, ao contrário do que acredita, nem sempre é para melhor. É um facto. Não sei como lhe foi possível atribuir-me tanta coisa que não disse nem tive qualquer intenção de dizer.

    – Não sei de onde inferiu que eu não respeitava a decisão do povo.
    – Que há ditadores menos ditadores que outros.
    – Ou que na minha lógica a Líbia está muito mais estável e moderada que o Egipto.
    – E, por último, que seja para mim aceitável manter uma ditadura se o futuro for incerto

    De onde retira isto tudo? Dos meus comentários não foi certamente.

  16. pois

    Oh meu amigo, não foram as “diferentes gerações de dirigentes palestinianos e aos países normalmente ditatoriais que os usam como fisga de arremesso político e que lhes negam os direitos” que lhes destruiram as casas e os expulsaram dos seus terrenos.
    Demagogia, não acerta nenhuma.

  17. ruicarmo

    Não sou eu que estou encurralado.
    Já viu, leu, ouviu, assinou algum protesto contra a mortandade que chegou ao campo de refugiados?

  18. ruicarmo

    Não é demagogia, é a realidade. Quanto muito, estará implicada a demografia. Mas o que terá acontecido mesmo no campo de refugiados na Síria?

  19. pois

    – Não sei de onde inferiu que eu não respeitava a decisão do povo.
    aceita que deve ser sempre o povo a decidir
    – Que há ditadores menos ditadores que outros.
    aceita que todas as ditaduras devem ser derrubadas pelo povo. (sim, mesmo essas)
    – Ou que na minha lógica a Líbia está muito mais estável e moderada que o Egipto.
    Aceita que o egipto, governado pela irmandade muçulmana está muito mais estável e moderado que a Líbia
    – E, por último, que seja para mim aceitável manter uma ditadura se o futuro for incerto
    Aceita que o povo deve SEMPRE derrubar uma ditadura.

    afinal estamos do mesmo lado.

  20. pois

    “Já viu, leu, ouviu, assinou algum protesto contra a mortandade que chegou ao campo de refugiados?”
    Não vi não. Este ataque, que deve ser condenado, é resultado de confrontos dentro de um país em guerra cívil, não é um ataque de um país a outro ocupado e indefeso. Não sei se reparou não são só os palestinos que estão a morrer na Síria. O Palestinos mortos no território da Síria não são mais importantes que o Sírios mortos na Síria.

    “Não é demagogia, é a realidade. Quanto muito, estará implicada a demografia.”
    Desculpe lá mas não percebi nada do que quer dizer com isto. Demagogia e demografia, para além de uma residual semelhança de grafia são dois conceitos que não tem nada a ver um com o outro.

    “Mas o que terá acontecido mesmo no campo de refugiados na Síria?”
    Então você que está convencido de andar super bem informado não sabe?

  21. ruicarmo

    Estamos de acordo quando diz “Não vi não. Este ataque, que deve ser condenado, é resultado de confrontos dentro de um país em guerra cívil” E é tudo. O Insurgente tem um óptimo “motor de busca”, que o aconselho a experimentar.

  22. pois

    Estamos de acordo que todos os ataques devem ser condenados.
    Fico à espera da sua condenação quando Israel atacar o Irão.

    “… tem um óptimo “motor de busca”…”
    O google também, e também o aconselho a experimentar.

  23. ruicarmo

    Pois, tente deixar de ser aldrabão.Nunca escrevi que “todos os ataques devem ser condenados”.

  24. pois

    Tem razão, li mal, as minhas sinceras desculpas.
    Refazendo, estamos de acordo que ESTE ataque deve ser condenado.
    Não estamos de acordo em relação à condenação dos ataques de Israel.

  25. ruicarmo

    A audácia de Israel, é enorme. Desta vez, entraram Síria dentro para atacar o campo de refugiados.

  26. pois

    “A audácia de Israel, é enorme. Desta vez, entraram Síria dentro para atacar o campo de refugiados.”
    Agora está voçê a insinuar que eu disse isso. Mentirinha outra vez, a ver se passa. Eu enganei-me e pedi desculpas, você está a fazê-lo deliberadamente.
    Olhe que o Tric também já o topou, não sou só eu.

  27. ruicarmo

    Lamento não ter sido claro.
    Claro como água é que fui eu o autor da… ironia. O enganador aqui continua a ser o pois.

  28. ruicarmo

    Miguel, já se sabe: há uma guerra civil na síria? A culpa é e será sempre um exclusivo de Israel.

  29. pois

    Miguel Noronha, estou a ver que também quer entrar no jogo da manipulação.
    O facto de Israel não ser culpado de todos os crimes, também não os inocenta de todos os crimes.

  30. Miguel Noronha

    ” A culpa é e será sempre um exclusivo de Israel.”
    Não é por falta de tentarem mas desta vez está a ser um bocadito mais difícil. Por exemplo, era bom que se decidissem qual dos lados é que apoiam. É capaz de ser essa a razão de ainda não terem conseguido realizar manifs contra os massacres que por lá se têm praticado. E uma ou duas flotilhas. No mínimo. Ou então não sabem onde fica a embaixada russa.

  31. ruicarmo

    As tentativas ficam-se pelas caixas de comentários d’ O Insurgente. Apesar da sua importância, é uma indignação demasiado fraca.

  32. pois

    ” A culpa é e será sempre um exclusivo de Israel.”
    Não sei onde foi buscar isso, mas tem a mesma validade que vocês dizerem que Israel é sempre a vítima, ou seja nenhuma.

    “… bom que se decidissem qual dos lados é que apoiam.”
    O mundo tem várias tonalidades de cinzento, eu tento percebê-las, vocês apostam cegamente sempre na mesma burra, a que leva a saca do dinheiro. Perceber dá muito trabalho, eu já decidi quem são os bons. ‘merica, Fuck yeah!

    “As tentativas ficam-se pelas caixas de comentários d’ O Insurgente. Apesar da sua importância, é uma indignação demasiado fraca.”
    Já as manipulação tem sempre destaque nos posts d’o insurgente.

    Tenho de lhe tirar o chapéu.
    “Estamos de acordo quando diz “Não vi não. Este ataque, que deve ser condenado, é resultado de confrontos dentro de um país em guerra cívil” E é tudo”

    Eu não disse só isso, não concorda que para além de Palestinos também morrem Sírios na Síria?
    Não concorda que as vítimas Palestinas, estão em pé de igualdade com as vítimas Sírias, não merecendo assim uma condenação específica? Ou os Palestinos são mais importantes que os Sírios?
    Não concorda ou não quer admitir? Concordar torna mais difícil querer transformar o seu post noutra coisa que não seja uma óbvia manobra de manipulação.

  33. ruicarmo

    O pémio troll do dia está bem atribuído.Da mesma forma que a (escassez) de indignações sobre o que se passou são selectivas, a sua memória também o é. Recordo-o que o post é sobre um campo de refugiados que foi atacado na Síria, por sírios.Daí o silêncio ensurcedor. Nem se ouve um único rasgar de vestes.

  34. pois

    Quando perde uma discussão, o outro é um troll.
    Reclama da escassez das indignações, mas você que teve a oportunidade para o fazer, e não o fez, e resolveu aproveitar o momento para acusar os outros.
    Não procure as indignações, ou falta delas, dos outros, indigne-se você.
    Você não se indignou mas aproveitou para acusar os outros pela falta dela.
    Isto caro Rui Carmo, pode chamar-me troll as vezes que quiser, é D-E-M-A-G-O-G-I-A.

  35. pois

    Continua a não responder às minhas últimas perguntas. É fácil:
    -Concordo
    -Não concordo
    -Não sei
    -Não respondo

  36. pois

    Nãp é demagogia, é um prémio merecido.
    Não o acompanhei..

    Então a resposta às perguntas é não respondo?
    Não admite então.

  37. pois

    “…indignações… são selectivas…”
    Tem havido vítimas na Síria todos os dias, têm colocado posts de indignação todos os dias ou esteve a aguardar que fossem palestinas para causar polémica?
    Não é isso selectividade?

  38. pois

    “Recordo-o que o post é sobre um campo de refugiados que foi atacado na Síria…”
    Então admite que os Palestinos são refugiados?
    Admite que os Palestinos tiveram de fugir quando Israel lhes destruiu as casas e roubou os terrenos?
    Admite então a culpa de Israel em relação aos refugiados Palestinos?

  39. pois

    Tenho de confessar que estou desapontado. Tinha lido acerca do “insuspeito insurgente” afinal, para além de suspeito, também é culpado.
    “Public figures are always smaller in real life.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.