O elitismo europeu

Mais um adepto do “paga e cala-te”. E é claro que o euro nunca poderá um assunto interno dos países-membros. (Nem sequer do maior contribuinte líquido.) O tema só pode ser discutido pelas elites. Foi graças a “iluminados” como o Sr. Juncker que acham que acreditam que a “construção europeia” é decida por vanguardas esclarecida e longe do sufrágio popular que chegamos ao presente caos. Os alemães podem e devem conhecer, discutir e decidir internamente quanto custa o resgate da Grécia e quanto custa não o fazerem.

2 pensamentos sobre “O elitismo europeu

  1. Paulo Pereira

    O Juncker está a defender a Alemanha, pois se se perceber na Europa que a Alemanha beneficia enormemente com o euro, muito mais duvidas existirão para preservar esta pseudo moeda única sem divida unica.

  2. Estou de acordo. O sufrágio popular, convém recordar, foi ciclicamente repudiado nas nossas instâncias da cúria partidária do aclamado “arco do poder”. O PS, PSD e CDS-PP sempre lutaram para que qualquer projeto que “cheirasse” a um referendo às deliberações europeias fosse rejeitado em sede parlamentar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.