E ficamo-nos por um comentário?

Tendo em conta que Daniel Oliveira assumiu um erro sobre o percurso profissional do Michael Seufert – inteiramente culpa de Daniel Oliveira, visto que o visado tem evidente disponibilidade para esclarecer os locais onde já trabalhou e que nada têm a ver com a sua participação política – parece-me que Daniel Oliveira vai corrigir o seu erro e dar tanta visibilidade a essa correcção quanto deu ao erro inicial – i.e., nos seus textos do Expresso. Era o que faria qualquer pessoa de bem. Com ou sem licenciatura.

(Há um ponto, no entanto, em que discordo do Micha: claro que em democracia se podem discutir pessoas. E sim, há pessoas com mais autoridade que outras para falar de certos temas – exemplo: eu acho que estou especialmente autorizada a falar de empreendedorismo, aprecio as contribuições do Micha sobre o tema e não atribuo qualquer valor às palavras de Daniel Oliveira, pelo seu percurso, sobre empreendedorismo. O erro de D.O. não foi esse, foi assumir erradamente que o deputado Michael Seufert tinha um percurso mais curto do que aquele que, de facto, tem. As ideias valem por si sós mas são aplicadas por pessoas e qualquer livro de história mostra que os indivíduos e a sua têmpera contaram tanto ou mais do que as ideias que defendiam. Isto para nem ir por caminhos da psicologia política que estudem se determinados tipos de personalidade são mais propensos a apoiar certas ideologias. Dou outro exemplo: se Sócrates não fosse o chico-esperto com tendência para a mentira que é, e convencido como era de que dava bem a volta com a sua converseta fluente a jornalistas e eleitores, provavelmente não teria implementado uma política orçamental criminosamente negligente e arriscada como fez.)

10 pensamentos sobre “E ficamo-nos por um comentário?

  1. Parece que o caro André “Azedo” Alves continua com a sua senda insultuosa ao Daniel Oliveira. De facto, o seu palavreado quanto toca ao Daniel Oliveira torna-se incompreensívelmente chocante. Para o avivar da memória deixo aqui este precisoso post que agrupa alguns dos insultos do André “Azedo” Alves, a ler: A Virgem .

    Só um apontamento final: caro AAA com tantos insultos gratuitos e desmesurados você não tem credebilidade nenhuma para incluir ou exluir qualquer ser da categoria de “bem”, incluindo você, bem entenda-se.

  2. Caro ‘Zé’, acho sempre delicioso gente que dá lições de moral a coberto de um ‘Zé’ ou coisa sucedânea a gente que assina e dá a cara pelo que escreve. E tem piada que vá buscar um assunto sucedido na Atlântico de um ataque feio ao André, algo que já foi publicamente reconhecido pelo autor, que já pediu desculpas quer ao André quer ao Paulo Pinto Mascarenhas. Que Daniel Oliveira defenda ou releve um ataque ao André que o próprio autor considerou imensamente infeliz, por acaso dá muito boa ideia do carácter de D.O..

    MAs o que interessa agora é se Daniel Oliveira vai ou não dar tanta publicidade à correcção como deu ao erro.

  3. Sobre a questão da identidade, voltamos ao mesmo: é sempre delicioso que antes de uma resposta faça um juízo de valor sobre a “pessoa” que assina. Eu também não sei quem é a “Maria João Marques”, portanto, para mim, a sua identidade é tão válida quanto a minha. No que toca à “lição de moral”, não dei nem dou lições a ninguém e muito menos o meu comentário incidiu sobre a “moralidade” dos comentários. Constatei, simplesmente, um conjunto de comentários insultosos e despropositados do insurgente AAA. Retomando, sobre os insultos do André Alves, se reparar nos últimos comentários dele com certeza que notará que está (repetidamente) a insultar o Daniel Oliveira. Se o assunto, como diz, já estava resolvido (com pedido de desculpas e afins) então porque razão ele (o AAA) continua a prefirir o ataque pessoal à luta argumentária?

  4. Maria João Marques

    Maria João Marques é o meu nome e que não me conheça é sorte minha. ‘Zé’ não é nada. E um assunto de um erro muito publicitado não se desfaz com um mero comentário num blogue. Mas espera-se que não consiga entender isso.

  5. Como posso corrigir o erro se o deputado ainda não esclareceu qual o seu currículo. Assumi que usei os dados oficiais, fornecidos pelo próprio. Enquanto não tiver outros, que não tenho apesar da longa resposta dada pelo deputado, não posso corrigir nada. Não assumi um erro, porque ainda não sei ao certo em que é que errei. Assumi que a fonte foi a única que poderia ter sido e que resulta das informações que o deputado decidiu dar. Venha então, se assim quiser, o deputado corrigir com informações precisas aquelas que constam do site da Assembleia da República.

  6. Maria João Marques

    Bom, pode sempre enviar um e-mail ao Michael Seufert inquirindo qual a sua experiência profissional, tal como podia ter feito antes de escrever o seu texto. Mas até se percebe o erro de ter assumido que o Micha deu todo o seu cv à AR, apesar de a generalidade dos deputados não o fazer. O que não se entende é que, percebendo que avaliou incorrectamente o percurso profissional do Micha, não procure corrigir a informação errada que deu no Expresso.

  7. “Maria João Marques é o meu nome e que não me conheça é sorte minha. ‘Zé’ não é nada. E um assunto de um erro muito publicitado não se desfaz com um mero comentário num blogue. Mas espera-se que não consiga entender isso.”, mais uma vez uma resposta “redonda” e a roçar o insulto. De facto, estes insurgentes, na luta argumentária, têm qualquer incapacidade que ainda não percebi. É tão difícil assim responder diretamente e com algum grau de educação?

  8. ruicarmo

    Felizmente existe o Zé. Tal como o outro, “o que faz falta”. Para colocar os insurgentes no bom caminho, para “dar nível” ao blog e para educar as massas. Força Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.