O lugar do lixo

 

Este artigo do jornalista grego Takis Michas para o WSJ, explica-nos bem ao que vem a extrema-esquerda que conseguiu o segundo lugar nas eleições gregas. Não pagar a dívida, e contratar 150 mil funcionários públicos para reduzir o desemprego, ao mesmo tempo que protege os interesses dos que se encontram instalados no topo de diversos sectores do sector privado, prometendo-lhes parar as reformas que conduziriam a um mercado livre. Não deixa de ser interessante que as ditaduras, sejam esquerda ou de direita, comecem sempre da mesma maneira.

A aposta do Syriza no medo que a Europa possa ter das imprevisíveis consequências de uma saída da Grécia da moeda única, merece apenas uma resposta da Sra. Merkel: rua!

Anúncios

15 thoughts on “O lugar do lixo

  1. El Mariachi

    Abomino a extrema-esquerda. Ah, para não ser rotulado de fascista, também abomino a extrema-direita, mas tendo a menosprezar esta última por causa da sua representatividade trivial na sociedade portuguesa.

    No entanto, gostaria de ver todos os partidos da extrema-esquerda coligados e no poder.

    Na Grécia, isto é.

    Anseio ver o resultado, confesso-vos sem problema, daquilo que vêm a gritar, ao mesmo tempo que atiram pedras e destroem bens tanto privados como públicos, como solução fácil mas impossível de tomar por causa de interesses imperialistas.

    Syriza ao poder, grito eu!!!

    A Merkel não precisará de fazer absolutamente nada. Sabemos bem o que vai acontecer quando aquela gente tomar o poder. Quando acontecer, vou também gostar de ver como vão reagir os ditos neo-nazis votados recentemente para a casa política dos políticos gregos.

    E não posso também deixar de referir a estupidez que é a comparação entre os benefícios resultantes do default argentino (isto se nos esquecermos do que aconteceu imediatamente depois do default) e de um default grego. Incrível.

  2. Hum, penso que o lugar do lixo é todas e quaisquer medidas que provocaram o estado caótico da economia e sociedade grega, ou seja, o contrário que esta força política defende. A realidade não vos chega para acordar dos vossos dogmas? Por favor usar um artigo de opinião para dizer o que “extrema-esquerda” (sim, se esses são extrema-esquerda então é válido afirmar que o CDS-PP é extrema-direita) vem? Que falta de honestidade.

  3. Não podia deixar colocar aqui este certeiro apontamento no Aventar:

    “A Europa está num estado miserável, graças às soluções radicais impostas pelo directório franco-alemão-financeiro e aceites com a cerviz prontamente dobrada por medíocres como aqueles que estão no governo em Portugal. Quando, face a este extremismo e a este radicalismo, há países que, através de eleições, dão voz a quem se revolta e critica e propõe novas soluções, dizem que se trata da esquerda radical e que virá aí o caos? Olhem à volta, idiotas: o caos já está aí há demasiado tempo e a culpa é vossa!”

  4. Sérgio

    Tem um aspecto menos asqueroso que o Louçã ou que o Daniel Oliveira… Mas por baixo é o mesmo lixo…

  5. Merkel não precisará fazer absolutamente nada. Eles próprios abrirão a porta da rua.
    Gira vai ser depois a justificação da extrema-esquerda para a imensa tragédia grega. Os neoliberais, pois está claro…

  6. Sérgio

    António Joaquim, não se lhe pode esconder nada. Bem cá nas tripas, é só bactérias…

  7. lucklucky

    Zezinho está referiri-se à Direita Socialista que se fartou de aumentar e continua a aumentar o Estado? Não notou os aumentos de impostos desde o governo de Cavaco até hoje?
    Aumentos de Impostos é mais Estado. É mais Socialismo.

  8. Esta da direita socialista é um must! Então a proposição “aumento de impostos é mais Estado” é de rir, se não fosse tão tola. Então define lá, seriemente, o que é para ti “direita, esquerda, socialismo, Estado e impostos”. Tenho a ligeira a impressão que iremos encontrar contradições, livres interpretações, frases soltas e afins — caso haja uma resposta. Peace.

  9. mcarvalhal

    Será importante esclarecer que o senhor Takis Michas é parte interessada no que escreve, já que integra o partido da Aliança Democrática (“Centro”-Liberal), e que é o inventor de conceitos tão esclarecidos como Anarco-Estalinismo. Tomar propaganda por jornalismo é algo que interessa sempre aos mesmos.

  10. mcarvalhal

    Portanto podemos todos mentir e dizermos enormidades.E se tivermos um atestado de isenção (carta de jornalista) ainda melhor. Bonito.

  11. Pingback: Top posts da semana « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.