Central Bankers Are Intellectually Bankrupt

Ron Paul: “Central Bankers Are Intellectually Bankrupt”:

.. Central bankers neglect the fact that interest rates are prices. Manipulating those prices through credit expansion or contraction has real and deleterious effects on the economy. Yet while socialism and centralised economic planning have largely been rejected by free-market economists, the myth persists that central banks are a necessary component of market economies.

Printing unlimited amounts of money does not lead to unlimited prosperity .. This only sows the seeds for the next crisis ..

The Fed’s response to the crisis suggests that it believes the current crisis is a problem of liquidity. In fact it is a problem of poorly allocated investments caused by improper pricing of money and credit, pricing which is distorted by the Fed’s inflationary actions.

The Fed has made banks and corporations dependent on cheap money. Instead of looking for opportunities to invest in real products that will serve the needs of consumers, Wall Street awaits .. hoping that QE3 and QE4 are just around the corner. It is no wonder that long-term investment and business planning are stagnant.

.. Policy makers focus on spurring consumption, while ignoring production. The so-called capitalists have forgotten that capital cannot be created by government fiat.

.. True prosperity requires sound money, increased productivity, and increased savings and investment .. No amount of monetary expansion can solve our current financial problems, but it can make those problems much worse.

9 pensamentos sobre “Central Bankers Are Intellectually Bankrupt

  1. Paulo Pereira

    200 anos de historia de Bancos Centrais desmentem totalmente este artigo anti-capitalista.

    O capitalismo moderno necessita de Bancos Centrais que mantenham as taxas de juro em niveis apropriados para que os capitalistas tenham os lucros devidos ao risco que correm.

    Mais investimento traz mais produção, mas produtividade, preços mais baixos, mais inovação e mais lucros.

  2. Filipe Silva

    Mas que afirmação mais parva, deveria estudar a história dos USA para perceber porque é que Ron Paul diz o que diz.

    Além do mais, chamar ao Ron Paul anti-capitalista demonstra uma certa ignorância da sua parte.

    O sistema de bancos centrais não é necessário ao capitalismo, é lhe nocivo, a escola Austríaca demonstra isto mesmo.

    O sistema de banco central não é mais do que um monopólio da emissão de moeda.

    Mas é complicado perceber isto para o main stream Economics

    Sim de facto o que hoje assistimos é tudo menos capitalismo, antes uma economia de planeamento central, em que quem faz o planeamento são os banqueiros centrais, basta ver como está a economia americana completamente dependente das acções da FED.

    Todas as crises dos últimos 50 anos podem ser atribuídas às acções dos bancos centrais.

  3. Paulo Pereira

    Filipe Faria,

    O sistema de bancos centrais é essencial ao capitalismo de elevada produtividade e de elevado consumo como o que existe actualmente.

    Sem acesso a crédito a juros baixos o capitalismo não teria a pujança que tem , os consumidores teriam menos produtos e mais caros, os lucros seriam muito reduzidos, o investimento mais baixo.

    Um banco central tem como função principal a estabilização das taxas de juro , para permitir que os capitalistas e os consumidores possam desfrutar da tecnologia da melhor forma.

    Repare que a grande maioria dos pagamentos é feita com recurso ao crédito , cerca de 90%. Um banco central é por isso uma ferramenta como outras.

    A economia dos EUA é uma prova da eficácia dos Bancos Centrais, que com a sua intervenção coordenada com os Tesouros conseguiram conter e depois debelar uma grande crise económica em cerca de um ano.

    Ser contra os bancos Centrais é ser anti-capitalista na prática, apesar das profissões de fé em contrário. É um saudosismo romantizado do passado.

  4. Filipe Silva

    Ui a crise nos USA está longe de ser resolvida, antes pelo contrário, o crescimento do PIB americano é realizado a um ritmo inferior ao ritmo do crescimento da divida, logo a intervenção do Ben Bernanke nada resolveu, apenas adiou o problema.

    Os USA devido à sua moeda ser a Reserve currency mundial, confere-lhe uma protecção extra, mas verificamos que este facto se encontra em risco, o Fed conseguiu destruir 97% do valor do dólar em 100 anos de existência.

    O século onde se assistiu uma melhoria mais significativa dos standars de vida nos USA foi no século XIX, quando os não existia um Banco central americano, uma das razões que fez com que os USA lutassem pela sua independencia da Inglaterra.

    O Fed quando foi criado tinha nas suas regras a impossibilidade da monetização do deficit, coisa que não existe hoje. O ano passado o Fed comprou 61% das Bonds emitidas pelo estado americano, o que revela uma diminuição da confiança na economia americana.

    Nos anos 70 foram postas em prática politicas pelo então chairman do Fed Paul Volcker com o intuito de controlar a inflação, levando a uma grande recessão.
    Se utilizarmos a forma de calculo do CPI (indice de preços americano) dos anos 70 e calcularmos para o ano de 2012 verificamos que a inflação nos USA já se situa acima dos 10% e se utilizarmos a forma como era calculada taxa de desemprego esta acima dos 14%.
    As forma recentes dizem 3% de inflação e 8,5% de desemprego, logo verificamos o fantástico trabalho do bando.

    Quando se destruir a moeda (dólar) e se causar a maior depressão económica da história vai ser excelente.

    Dizer que ser contra o sistema de banco central é ser se anti-capitalista é ser se idiota.Ou ser se dependente do sistema, sem o qual seria difícil sobreviver.

    Fantástico que exista pessoas que defendam que o capitalismo depende de uma instituição de planeamento central, O sistema de banco central foi inventado por um economista de seu nome John Law, que não era mais que um burlão e que este sistema é nem mais nem menos que isso mesmo, uma forma de uns poucos governarem a vida dos outros.

    como disse Baron Rothschil “Give me control of a nation’s money and I care not who makes her laws.”

  5. Paulo Pereira

    A crise dos EUA está resolvida. O PIB já está acima do valor máximo anterior. O desemprego está a descer, o câmbio estável , a inflação baixa e a balança corrente com um deficit normal e os juros muito baixos.

    O dolar é uma moeda-fiat e como tal a divida publica é apenas o gasto publico não retornado em impostos, como é óbvio.

    O periodo de maior crescimento continuado de sempre na historia dos EUA e da humanidade foi de 1946 a 2000.

    Querer ser capitalista sem bancos centrais é ser-se fanático e viver num mundo de fantasia romântica, um mundo com muito menos produtos, mais caros, com menos inovação, com menos lucros, com menos capitalistas que ficariam á mercêm de juros muito acima do que poderiam pagar para rentabilizar os seus empreendimentos.

    Os Bancos Centrais são uma instituição central no capitalismo moderno, como muitas outras instituições do estado.

    Não será por acaso que as fantasias libertárias anti-capitalistas nunca foram implementadas em parte nenhuma do mundo de forma duradoura.

  6. CN

    Paulo Pereira, no final do sėc. 19 o período de maior crescimento dos EUA, estava-se em padrão ouro e os preços baixaram significativamente. Crescimento económico ė isso mesmo: redução de custos e preços.

  7. Paulo Pereira

    CN, crescimento económico quer dizer crescimento do PIB, porque as dividas e os contratos são normalmente em valor nominal.

    O crescimento continuado exige investimento continuado e aumento do consumo continuado, o que é impossível numa época de descida de preços generalizados.

    Basta ver que no sec. XIX as crises económicas e financeiras eram muito frequentes, mas ainda assim mitigadas pelo crescimento de meios de pagamento em circulação, com o aumento da produção de ouro e prata nos EUA.

    “In 1878, the Bland-Allison Act was enacted to provide for freer coinage of silver. This act required the government to purchase between $2 million and $4 million worth of silver bullion each month at market prices and to coin it into silver dollars. This was, in effect, a subsidy for politically influential silver producers.”

    Não tem comparação o periodo de 1946 até ao momento , onde o PIB apenas desceu 5% em relação a cada pico (em 2009), com o que se passou no sec. XIX, com crises muito mais profundas, apesar do muito menor endividamento privado.

    Toda a retórica anti bancos centrais por parte dos austriacos não é nada mais que uma retórica anti-capitalista e uma chamada romantizada a uma passado glorioso.

    Os liberais percebem que o capitalismo moderno de alta produtividade proporciona niveis e qualidade de vida nunca alcançados antes e assim permitem um nivel de liberdade para todos nunca antes alcançados.

  8. Filipe Silva

    O problema dos USA não está resolvido antes pelo contrário, continuam com os deficit gémeos e a divida não para de crescer, o que vão conseguir é destruir o valor do dólar.

    O PIB é uma definição inventada por Keynes, e aceite por todos os economistas main stream, e mede produção, não mede qualidade de vida.

    Bem o seu PIB está maior, mas a sua divida também, mucho maior, já se situa acima dos 120% do seu PIB, impossível de pagar, se a Europa não estivesse em tão mau estado os americanos já tinham estoirado, mas como o seu ataque ao Euro surtiu efeito, enquanto se fala do mal dos outros não se concentra no verdadeiro problema da economia mundial, os USA.

    E a criação do banco central impediu as ditas crises????

    A maior crise da história foi em 1929, bem ai já existia FED, depois nos anos 70, depois anos 80, depois 00, agora 2008, bem se a missão é impedir crises, falha miseravelmente na sua missão.

    O que é a realidade é que desde que Nixon aboliu o padrão ouro a impressão de dólares disparou, estude a função exponencial e vai perceber porque é que o dólar vai implodir, mais ano menos ano.

    Liberdade???

    Quanto mais poder tiver o Estado, menos liberdade teremos todos. A liberdade é cada vez menor nos dias de hoje, cada vez existem mais regulamentações ,cada vez mais o estado interfere na vida dos seus cidadãos.
    O peso do estado não tem parado de crescer, hoje temos um peso em Portugal de 51%, isto é, socialismo, ou melhor o dito capitalismo de estado, que originou os resultados que vemos hoje.

    Ser capitalista é permitir que os privados tomem as decisões que entenderem e não estarem dependentes de burocratas que de crescimento nada percebem, dado que nunca criaram riqueza, só vivem à sua custa.

    Se verificarmos a realidade, e não a fantasia em que o Paulo Pereira vomita, verificamos que a liberdade individual está cada vez mais ameaçada, por um estado cada vez mais confiscatório, mais regulamentador.

    Sabemos que foram as acções levadas a cabo pela FED que criaram as 2 ultimas crises a dot.com e a do sub prime, interessante que com o argumento de resolver a crise das dot.com criou uma ainda maior, a sub prime .

    De pessoas com boa intenção está o inferno cheio.

    A única coisa que tem safado os americanos não é o FED mas antes o facto de o dólar ser a reserve currency, mas esse papel está alterar-se, os russos e chineses já acordaram em utilizar o yuan como moeda de troca entre eles.

    A deflação é assim tão mau como diz keynes?? bem existem inúmeros mercados em que isso é demonstrado estar errado, visto nos gadgets e outros, a deflação é um processo de reajustamento do mercado.

    Bem os americanos estão lixados, o seu modelo de crescimento é divida e mais divida, impressão mais impressão, nada sustentável e mais cedo ou mais tarde vão estoirar, depois das eleições é necessário reeleger o Obama

    A critica aos Austríacos é de um estupidez atroz, mas que se pode esperar de um socialista

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.