A coerência da extrema-esquerda

O mesmo partido que considerou os aumentos dos serviços públicos e os cortes de salários na função público como um ataque ao poder de compra e aos direitos dos trabalhadores considera agora qua a “acção de campanha da Jerónimo Martins humilhou trabalhadores e consumidores“.

A coisa resolve-se é com impostos e subsídios, não é?

4 pensamentos sobre “A coerência da extrema-esquerda

  1. lucklucky

    “A coisa resolve-se é com impostos e subsídios, não é?”

    Claro! o clientelismo sustenta a estrutura de poder da esquerda. Sem impostos como é que compra votos, corrompe e perpetua-se o poder?

  2. António Machado

    A coisa resolve-se pondo na cadeia certos mentores da esquerda e os seus acólitos, que é onde devem estar os que atentam contra a propriedade alheia.

  3. António Machado

    Num país desenvolvido já esse senhor arménio estaria atrás das grades por incitamento ao terrorismo

  4. Pingback: Promoção 1º de Maio (2012) | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.