fricções internas (2)

“A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem vindo a a registar atrasos nos descontos para a Segurança Social de uma parte dos seus trabalhadores. Estão em causa funcionários admitidos após 2006 já com contratos individuais de trabalho, e que têm sido informados de que não possuem registos de remunerações actualizados junto do Instituto da Segurança Social (…) a situação foi originalmente detectada por funcionários que se dirigiram à Segurança Social a pedir o pagamento tanto de subsídios de doença como de maternidade, e que foram informados de que não teriam registos de remuneração para o efeito. Nem em nome da DGCI nem em nome da Autoridade Tributária, que entretanto resultou da fusão (…) se o Fisco fosse uma empresa com contribuições sociais em atraso, incorreria em crime de abuso de confiança e em pena de prisão, por reter indevidamente as contribuições pagas pelos seus trabalhadores”, hoje no Jornal de Negócios (página 31).

Enfim, deve ser do sistema informático!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.