Da saudação romana

Breivik faz saudação nazi antes do início do julgamento no Correio da Manhã

A saudação de extrema-direita foi a forma utilizada hoje por Anders Behring Breivik para cumprimentar as pessoas presentes no tribunal de Oslo no DN (depois de alterar o título que era igual ao do CM)

Anders Breivik Behring fez uma saudação de extrema-direita no JN

etc, etc

 

 

 

 

 

Entretanto o Partido Socialista português…

 

 

Anúncios

21 thoughts on “Da saudação romana

  1. neotonto

    Qualquer um diria que efectivamente é um saúdo nazi ou ultradireitista…mais enfim. Como em tudo, em isso também devera haver “especialistas” neste assunto.

  2. A saudação do Breivik não me parece nenhuma “saudação padrão” – nem é a fascista, com o braço estendido e mão aberta, nem a socialista/comunista, de punho levantado (e nenhuma das coisas é acidental – o braço levantado tem uma conotação de “heroismo militar” e o punho erguido de “povo revoltado”). O mais parecido que vejo é o juramento revolucionário no RALIS, em 1975 (que provavelmente foi já uma tentativa de sintetizar a estética militar com a revolucionária).

  3. Fernando S

    As saudações dos extremistas adeptos da intolerancia e da violencia assemelham-se todas !…

  4. Antonio

    creio que na Noruega não é permitido por lei efectuar a saudação nazi, dai talvez tê-lo feito mas com o punho fechado… é uma espécie de 2 em 1!

  5. neotonto

    “deve ser isso, se tivesse feito a saudação de mão aberta arriscava-se a ser preso”.

    Isso, lá na Noruega. Por cá abaixo, até daría motivo para um post no Insurgente com felicitaçoes varias…

  6. Rafael Ortega

    Esse animal deveria ficar fechado num buraco escuro o resto dos seus dias.

    Posto isto, acho que se fosse de extrema-esquerda seria um coitadinho, teria vigílias como os presos de Guantánamo (o Obama ia fechar isso, não ia?), possivelmente teria a fronha em camisolas pelas festas do avante deste mundo.

  7. neotonto, bem visto. A sorte do gajo foi ter cerrado o punho, assim não vai preso. E sim este blog e um bando de perigosos elementos da direita mais extrema que o mudno ja viu. Ha ate discussoes internas acerca da falta de fidelidade no corte
    dos bigodes que orgulhosamente ostentamos 🙂

  8. Ramone

    Volto a uma tema que já coloquei aqui diversas vezes. A equiparação insurgente do nazismo ao comunismo serve, queira-se ou não, para promover o nazismo; o facto de aqui já se equiparar a saudação do Breivik com o símbolo do PS é então apenas uma consequência básica do insurgismo, é um passo mais nessa direcção. A comparação do Breivik com o PS coloca a questão sobre se deve ao não o programa do Breivik ser tão tolerável quanto o programa do PS.

  9. Afinal, essa saudação é capaz de vir de algum lado:

    http://www.google.pt/search?hl=pt-PT&q=national%20bolshevism&psj=1&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_qf.,cf.osb&biw=1024&bih=629&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi&ei=h3GMT_GUEMSm0AWVnZTKCQ#um=1&hl=pt-PT&tbm=isch&sa=1&q=national+bolshevism+fist&oq=national+bolshevism+fist&aq=f&aqi=&aql=&gs_l=img.3…6226l7354l2l7880l4l4l0l4l0l0l0l0ll0l0.&pbx=1&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_qf.,cf.osb&fp=34eb3f8b71006883&biw=1024&bih=629

  10. Fernando S

    Ramone : “A equiparação insurgente do nazismo ao comunismo serve, queira-se ou não, para promover o nazismo”

    Pois eu acho que a preocupação obcessiva do Ramone em desmentir essa equiparação “serve, queira-se ou não, para promover” o comunismo !

  11. Zuruspa

    Vocês nem conseguem disfarçar a vossa admiraçäo por um cobarde assassino fanático e fundamentalista religioso, que jurou “morte a todos os marxistas”… é triste!
    Na Noruega, a direita democrática foi das primeiras a criticar o acto nefando, mas vocês… pelam-se pelo homem! Vai-se a ver, diz “morte a todos os marxistas” mas é comuna!

  12. André

    Bate inicialmente com o punho no lado esquerdo do peito e depois ergue-o. Um gesto típico da extrema direita do norte da europa, associado a uma confusão de ideias e historietas. Misturam o fascismo com as lendas dos cavaleiros teutónicos e lendas vikings…uma confusão

  13. lucklucky

    O tipo até tinha várias definido várias ordens de honra que aparentemente tinha entregue a si próprio.

  14. Aladin

    “cobarde assassino fanático e fundamentalista religioso, que jurou “morte a todos os marxistas”

    Cobarde não é. Quem se dispõe a morrer (ele acreditava que seria abatido), por algo em que acredita, é tudo menos cobarde.

    Assassino, é. Matou dezenas de pessoas, a sangue frio e de forma intencional. Diria que existe até alguma psicopatia, dado o facto de ele não sentir qq empatia com as vítimas. Claro que é facil de entender que ele as julgava soldados do inimigo e sendo assim, agiu com puro ódio.

    Fanático, depende. Lendo o seu manifesto, é patente que ele acredita, para lá de qq dúvida, que uma certa esquerda está a importar deliberadamente muçulmanos, para fins de engenharia social. Se eu acredito que alguém me quer matar e lhe dou um tiro em antecipação, chamar-me fanático é tecnicamente errado.

    Fundamentalista religioso, não é claramente. Ele próprio o diz, reclamando-se de culturalmente cristão, como a maioria de nós, que nasceu e foi educado numa sociedade onde a moral cristã é dominante. E a sua vida real, tb não corrobora o retrato de “fundamentalista religioso”. O homem, bebia, drogava-se, fornicava, era maçon, não frequentava templos, enfim, a léguas de qualquer vida religiosa. De resto não são ideias religiosas as que fazem o core do seu manifesto.

    JUrou morte a todos os marxistas? Sim. Definiu o pensamento marxista como destruidor da identidade do seu país e, numa escala mais larga, do Ocidente, e entende que a facilitação da importação de muçulmanos é um acto de traição. E acha que se trata de traidores que devem ser eliminados.

    Em resumo, a análise que ele faz da situação é bastante sustentada. A ideia da conspiração parece-me paranóica. A “solução” que encontrou para o problema parece-me imoral e ineficaz.
    Mas até nisso há uma perversão. O seu país tem recompensado o terrorismo. A Noruega fala com os movimentos terroristas muçulmanos, dá-lhes palco, reconhece-lhes legitimidade, subsidia-os.
    Não é de admirar que alguém como Breivik seja levado a pensar que, uma vez que os seus políticos, se dispõem a ouvir o clamor de terroristas, então sendo ele tb um terrorista, ganharia tb uma voz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s