Ponto final na fractura?

Não consigo encontrar nos media nada sobre o Conselho Nacional do CDS mas sei, por outras fontes, que na reunião de Sábado o anunciado auto-de-fé intelectualmente demolido e copiosamente derrotado. Felizmente.

Quando se pensava que, com isto, o caso ficaria defitivamente encerrado surge entre os conselheiros derrotados a tentação de fazer do deputado Ribeiro e Castro um mártir comparando o seu voto contra as alterações ao Código de Trabalho à posição dos deputados “rebeldes” nas questões fracurantes. Recordo que no primeiro caso foi establecido um sentido de voto e no segundo não pelo que logo à partida querem comparar o incomparável. Mas o mais estranho é estarem tacitamente a reconhecer que a primeira obrigação de um deputado é votar de acordo com a sua consciência e convições mesmo que estas colidam com as orientações do partido. Ora, era precisamente isto que pretendiam censurar na proposta que submeteram ao CN.

Apesar de tudo, parece que os orgãos nacionais do partido entedem que existem questões bem mais urgentes que a atitude de Ribeiro e Castro pelo que pode ser que o caso acabe mesmo aqui.

LEITURAS COMPLEMENTARES: Partidos, disciplina de voto e a Frente de Libertação da Judeia; Um problema deveras fracturante

11 pensamentos sobre “Ponto final na fractura?

  1. Pedro

    Miguel,

    Vejo que estás a acompanhar de perto a vida interna do CDS.
    É um bom sinal. Já agora filia-te. Em vez de estares de fora a comentar com tanto interesse, entra e participa. Precisamos de pessoas como tu.
    Em relação ao CN quem te relatou eventualmente esqueceu-se de mencionar o mais importante.
    É que foi aprovada uma proposta de revisão do regulamento interno do GP com vista à clarificação dos temas em que se exige (i) disciplina de voto, (ii) orientação de voto e (iii) liberdade de voto.
    Foi o mais importante porque já não seremos surpreendidos com votos e saberemos com o que contar. Contrariamente ao que se apregoa essa foi a questão. Ainda há dois anos, quando foi votada a proposta de lei dos casamentos de pessoas do mesmo sexo o partido teve uma só voz mesmo com declarações de voto.
    Agora já não foi assim. E a mudança foi efectuada sem debate a priori. Ou seja houve mudança (evidente) sem o assunto ter sido debatido internamente e isso é que não pode acontecer…

    Na sexta houve finalmente esse debate, e foi clarificado que, afinal, os deputados tiveram orientação de voto. Foi decidido aliás rever o regulamento do grupo parlamentar com a clarificação destas questões.

    Ainda bem que houve esse debate. Não se trata de uma factura mas de uma clarificação, As clarificações são boas porque os partidos querem-se previsíveis. Sem previsibilidade não há confiança.
    Abraço,
    Pedro

  2. tric

    Ponto final na fractura !!?? ainda agóra começou…agora o CDS tem que ser visto como uma filial do BE à “direita”…na questão dos valores!

  3. Miguel Noronha

    “Em relação ao CN quem te relatou eventualmente esqueceu-se de mencionar o mais importante”
    Não esqueceu. E foi mais que uma pessoa. E também li o que escreveram aqueles que subscreveram a proposta.

  4. Pedro

    Miguel,
    Quem, lê o teu post fica com a impressão que não te relataram a parte da proposta que foi apresentada e aprovada que determina a revisão do regulamento do GP e aconsagração das matérias onde fica estabelecida a orientação de voto.
    Ainda bem.
    Pedro

  5. Bernardo M Almeida

    “Intelectualmente demolido”

    Curiosa conceção de democracia e de liberdade em que os debates encerram demolições intelectuais.

    Este liberalismo tem tiques de autoritarismo.

    Já agora é verdade que o CDS rejeitou uma proposta que determinava queo CDS era contra o aborto, o casamento gay e a adopção gay. ???

    É mesmo verdade?

    Mas então afinal agora é a favor ?

    Ou não é uma coisa nem outra como o PSD? Será que o Miguel Noronha pode esclarecer? Parece que tem amigos que estiveram na tal reunião pode-me esclarecer.
    É que se não for contra aborto e a adopção e casamento gay agradeço que avisem para eu me desfiliar…

    Bernardo M. Almeida
    (concelhia de Vila Nova de Gaia)

  6. Miguel Noronha

    “Curiosa conceção de democracia e de liberdade em que os debates encerram demolições intelectuais”
    Revela bem a fragilidade da prosposta. Mas quem lança propostas para o debate arrisca-se a isso. É assim a democracia e a liberdade.

    ” Será que o Miguel Noronha pode esclarecer”
    Se é militante presumo que tenha melhores contactos que eu. Quanto ao resto, relembro que também existe o PPV que é completamente coerente nessas questões e presumo que não admita membros que não partilhem esses posições.

  7. Bernardo M Almeida

    Está bonita a festa. Pá.

    Agora o Miguel Noronha quem não é filiado sequer no CDS (mas parece que tem lá amigos) sugere quem achar que o CDS deve ser contra o aborto e a adopção gay deve se disfiliar e ir para o PPV.

    Está de facto um partido modernaço. Qualquer dia ainda o apanho a fumar.

    Bernardo M. Almeida

  8. Miguel Noronha

    Nem penso nisso. Longe de mim pretender ditar-lhw o que deve fazer. Apenas comentava que dada a sua intransigente posição nestas questões que só conhecia em Portugal um partido que fazia disso uma questão central dos seus princípios e programa. Com o sucesso que se sabe.

    Quanto aos cigarros já não me apanha que deixei de fumar faz 3 anos.

  9. hcl

    O CDS assumiu a posição “rolha”, reagirá conforme a “onda” do momento.

    Defende, com unhas e dentes, a evolução social do “não me comprometo” contra o totalitarismo inflexível dos princípios.

    Eu percebo. É muito mais cómodo.

    Perto de eleições inventam qualquer coisa. “Partido do contribuinte” ou outra treta. Pode ser que ainda pegue.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.