Tariq Ramadan não está desorientado nem é uma vítima da sociedade ocidental

Mas a sanha do intelectual seguido religiosamente pelas mentes progressistas chega a ser patética. Escreve Tariq Ramadan o seguinte sobre Mohamed Merah:

(…) Religion was not Mohamed Merah’s problem ; nor is politics. A French citizen frustrated at being unable to find his place, to give his life dignity and meaning in his own country, he would find two political causes through which he could articulate his distress : Afghanistan and Palestine. He attacks symbols : the army, and kills Jews, Christians and Muslims without distinction. His political thought is that of a young man adrift, imbued neither with the values of Islam, or driven by racism and anti-Semitism. Young, disoriented, he shoots at targets whose prominence and meaning seem to have been chosen based on little more than their visibility. A pathetic young man, guilty and condemnable beyond the shadow of a doubt, even though he himself was the victim of a social order that had already doomed him, and millions of others like him, to a marginal existence, and to the non-recognition of his status as a citizen equal in rights and opportunities. (…)

Leituras complementares: Tariq Ramadan e a esquerda francesa, Deve estar para muito breve, Deve estar para muito breve II.

3 pensamentos sobre “Tariq Ramadan não está desorientado nem é uma vítima da sociedade ocidental

  1. Patética é a disposição de muitos para acreditar no que Ramadan diz sem fazer a sua própria avaliação da situação. Nada melhor que o Alcorão e a Sunna para verificar como Ramadan mente (no exercício, aliás, da taqiyya, que estipula a legitimidade da mentira e da dissimulação em benefício do islão):
    http://wikiislam.net/wiki/Islamic_Antisemitism#The_Qur.27an
    http://wikiislam.net/wiki/Islamic_Antisemitism#The_Hadith
    E como o que interessa não é a interpretação que os «infiéis» fazem das escrituras islâmicas, mas a dos próprios muçulmanos, leia-se:
    http://wikiislam.net/wiki/Islamic_Antisemitism#Early_Islamic_Scholars
    http://wikiislam.net/wiki/Islamic_Antisemitism#Contemporary_Islamic_Scholars

  2. JSP

    Cada vez se percebe melhor a campanha anti-alemã de certa “óropa” , eivada de receio e ressentimento.
    E o receio transforma-se em pânico face à possibilidade, não demasiado especulativa, de um entendimento Berlim/Moscovo.

  3. Pingback: Mohamed Merah e as restantes “vítimas da sociedade” « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.