Retrato no feminino das ditaduras árabes

Verdadeiras donas de casa desesperadas. Artigo de Nick Gillespie, na Reason. Por certo, Asma Assad terá lido com algum interesse a entrevista do presidente tunisino, Moncef Marzouki.

2 pensamentos sobre “Retrato no feminino das ditaduras árabes

  1. Sinceramente tenho muitas dúvidas sobre o que está a acontecer na Síria.
    O governo Sírio é laico (como se lê no artigo do link o véu islâmico está proibido nas Universidades) e, é muito possível que estejamos a assistir a uma tentativa de ganhar o poder pela parte de fundamentalistas islâmicos.
    O facto de na nova constituição, da autoria de Assad, vir que o presidente tem de ser muçulmano parece-me uma cedência desesperada de Assad.
    Se for como me parece, a Europa e os Estados Unidos não compreenderam nada com o que aconteceu na Tunísia e no Líbano e estão a arranjar lenha para se queimarem…

  2. Para ser honesto, prefiro as thugocracias do que as democracias primaveris. E, ao menos, estas donas de casa não andam emburcadas ou com lenços na cabeça. Entre um ditador laico e um democrata islâmico (há disso?) é fácil a escolha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.