A lógica da batata

Um realizador só consegue fundos privados para um filme se já tiver um historial de filmes de sucesso, pelo que é função do estado investir no cinema até que os realizadores consigam ter um filme de sucesso que atraia fundos privados para futuras produções. Sem financiamento estatal, não há cinema português.

Um produtor de batatas só consegue financiar a plantação se já tiver tido clientes dispostos a pagar pelo seu produto anteriormente, pelo que é função do estado investir na produção de batatas até que os agricultores consigam fundos privados para futuras colheitas. Sem financiamento estatal, não há batata portuguesa.

3 pensamentos sobre “A lógica da batata

  1. Zebedeu Flautista

    O financiamento da cultura devia estar dependente da vontade dos produtores de batatas. Fossem estes a decidir e tudo seria melhor.

  2. Alexandre

    Qualquer liberal sabe que cinema, batatas, gruas, medidores de pressão ou software é tudo a mesma merda… é o mercado.

  3. Zebedeu Flautista

    Não é bem assim Alexandre. Qualquer pessoa com a noção de que as necessidades são infinitas e os recursos limitados seja liberal, socialista,comunista,fascista,etc sabe que as batatas são mais importantes do que até a saúde ou educação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.