Libertarianism and Humility

On August 14, 1990, at the International Society for Individual Liberty’s 5th World Libertarian Conference, Milton Friedman took a step back from the details of public policy issues and discussed basic libertarian beliefs and values. “I have no right to coerce someone else,” he said, “because I cannot be sure that I’m right and he is wrong.”

7 pensamentos sobre “Libertarianism and Humility

  1. JM

    Caros,

    Gosto muito do vosso blog e até concordo com o que o Friedman diz aí… Pena é que ele tenha feito tudo menos isso durante a sua vida. Não é de todo alguém admirável. Não será preferível olhar para aqueles cuja “letra diz com a careta”?

  2. Luís Lavoura

    I cannot be sure that I’m right and he is wrong

    As pessoas religiosas têm a certeza de que estão certas.

    Por isso são muito amigas de coagir as outras.

  3. Paulo Pereira

    O que eu não consigo entender é porque ser liberal implica para muitos não aceitar conceitos básicos de macroeconomia.

    As sociedades poderiam ser muito menos estatistas caso os liberais percebessem o funcionamento do sistema monetário moderno e o crédito.

    Assim, ao rejeitarem de uma forma irracional o que Keynes demonstrou, abrem caminho aos estatistas.

    Por exemplo, a ideia de que num regime de moeda-fiat , os deficits publicos são à partida nocivos e que é necessário impostos elevados , é um erro.

  4. Pingback: Frases a recordar! « Magna Opinione

  5. Luís Lavoura

    Paulo Pereira,
    os liberais que Você encontra neste blogue são, com poucas exceções, adeptos da escola austríaca de economia, que é uma escola deveras excecional (no sentido de diferente das outras).
    A generalidade dos liberais, pelo menos a nível europeu, não é adepta dessa escola e não perfilha a visão da economia expressa neste blogue.

  6. Paulo Pereira

    Luis Lavoura,

    A escola austriaca tem a virtude de colocar em causa sistematicamente o estatismo, quer de direita quer de esquerda.

    Mas depois comete o erro crasso e absurdo de renegar conceitos mais do que provados de macroeconomia, que se devidamente aplicados seriam altamente beneficos para a concretização na pratica de uma sociedade muito mais livre e com um estado muito mais reduzido.

    O caso dos impostos elevados é claramente a maior falacia e esparrela em que os liberais caiem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.