Trabalhadores Vs Esquerdas… ou os 99% Vs os 53%

 

 

 

 

 

Há quem perceba o que está em causa.

Há quem perceba que esta é uma luta entre os trabalhadores e os esquerdas que, como Marx, alimentam o seu estilo de vida boémio com os recursos dos outros.

E o caro leitor?

18 pensamentos sobre “Trabalhadores Vs Esquerdas… ou os 99% Vs os 53%

  1. APP

    O movimento occupy não serve para que a classe trabalhadora possa lutar para baixar o desemprego ou algo que o valha. Serve para democratizar a banca e a economia, onde uma cabeça conta um voto ao contrário do mercado onde o poder é proporcional ao capital que se tem investido. Não vale a pena mascarar isto com heróicos depoimentos de self-made men americanos de plástico, havemos de chegar mais longe do que isso.

  2. Eu penso que os 53% é suposto serem os agregados familiares que pagam IRS (logo crianças, donas de casa, donos de casa, etc., já estão nos 53% se a familia pagar).

  3. hf

    dividir para reinar. clássico. Realmente não era crível que a banca americana, essa sim socialista, ficasse atávica perante este fenomeno. O que é inacreditável como é que há pessoas inteligentes a morder um isco tão infantil.

  4. Alice Samora

    O “caro leitor” acha o seguinte:
    Palhaçadas de indignados e acampados são o que são e nem sequer já levantam polémica.
    Fui “de esquerda” (tenho algum orgulho no meu percurso intelectual). Hoje “é mais liberal” e nem sei o que é essa coisa do “neo”.
    Mas também me parece que faltam aí umas dosezitas de cultura e de modéstia. Ou como é que explica esse linguajar sobre Marx?
    Aquilo que mais danos tem causado ao mundo (às pessoas mesmo, tá a ver?) são as certezas seguras de certos marmanjos. Seja numa fase da vida, seja na arrogância de uma instituição ou fileira intelectual.

    “Compreender não é procurar no que nos é estranho a nossa projecção ou a projecção do nossos desejos. É explicar o que se nos opõe, valorizar o que até aí não tinha valor dentro de nós. O diverso, o inesperado, o antagónico, é que são a pedra de toque dum acto de entendimento.”

    Miguel Torga

  5. Paulo Pereira

    Nem a esquerda nem a direita actuais têm respostas para os “trabalhadores” desempregados ou com salários muito baixos.
    .
    A esquerda não entende que é o capitalismo que permitiu o crescimento económico e de bem estar das ultimas décadas, e que os adversários dos “trabalhadores” são também os que defendem impostos elevados sobre as empresas e sobre o trabalho e os que defendem o Estado Monstro incompetente.
    .
    A direita não entende que o capitalismo precisa do estado para conseguir ser a força motriz da sociedade, tal como aconteceu nas décadas, porque os mercados perfeitos, racionais e eficientes nunca existiram nem vão existir.

  6. Carlos Guimarães Pinto

    Tens razão. Os 47% são os agregados que não pagam impostos devido às isenções e deduções de que beneficiam mais os desempregados.

  7. Pingback: I am the 53% « O Intermitente (reconstruido)

  8. EMS

    È natural que 53% da população pague imposto sobre rendimento. Esse número é basicamente o da população activa dos EUA.
    Entende-se como população activa o conjunto de todos os individuos em idade laboral, excepto os que são donas de casa, estudantes, reformados, e finalmente os que simplesmente não procuram trabalho.

  9. ricardo saramago

    Os que produzem e pagam começam a estar fartos dos que vivem à sua custa e ainda reclamam.
    Acham que a sociedade lhes deve e cobiçam o que os outros têm, julgam que o dinheiro vem dos papás, do Estado e do tio patinhas.

  10. Dionisio

    Que lixo…

    Muitas outras pessoas diriam que passaram anos a trabalhar, e nos dias que correm continuam a tentar fazê-lo, não fosse haver tanto desemprego…

    Mas ainda há quem queira mascarar esta guerra contra o actual falso capitalismo, e uma guerra aberta contra a banca sem escrúpulos que no longo prazo só arrastará as economias bem para baixo. Um dia, há-de acontecer… infelizmente ainda devo viver para assistir a tal momento…

  11. [para falar a verdade, eu suspeito – sem qualquer bases, é verdade – que os ocupantes de Wall Street vêm sobretudo dos 53%; os 47% que não tem rendimentos suficientes para pagar IRS devem ter mais que fazer]

  12. Ricardo Campelo de Magalhães

    Eu vejo iPads e muitos gadgets caros nas mãos dos “pobres” que protestam em Wall Street. E gostava que alguém me explicasse isso…

  13. Pingback: 1 Ano « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.