Indignações comparadas

18 pensamentos sobre “Indignações comparadas

  1. Lidador

    “Como foi calculado esse custo?”

    Parece que a organização de activistas que mudou de nome após os escandalos da ACORN, tem estado a despejar dinheiro nas manifes. A imprensa americana fala de 100 dólares por dia, para os activistas andarem por ali e 10 dólares por hora, para mobilizar pessoas sem abrigo.

    Ver aqui

  2. Lidador

    Coloquei um link que tenta descredibilizar o mensageiro ( FOX NEWS), mas que não tenta sequer contestar a mensagem.

  3. ruicarmo

    Será quase isso, mais uns pózinhos que só dignificam a revolução e mais um fim do capitalismo 🙂

  4. Lidador

    Parece, aliás, que os activistas profissionais não têm contabilidade organizada, pelo que os custos avançados são uma estimativa. Mas pode-se avançar com algumas contas por baixo
    Digamos 200 activistas, a 100 dólares por dia, dá para aí 20000 dólares. 40 dias, 800000 usd. 200 sem-abrigo a 10 dólares à hora, dará 2000 usd. Vezes 6 horas, 12000 usd. Vezes 40 dias, 480000.
    Só aqui já levamos mais de 1 milhão. Comidas, bebidas, papéis, cartazes, transportes, enfim, a intendência, e é fácil ver que a coisa se manda para cima dos 2 milhões.

    Estimativas prudentes.

  5. “Só aqui já levamos mais de 1 milhão. Comidas, bebidas, papéis, cartazes, transportes, enfim, a intendência, e é fácil ver que a coisa se manda para cima dos 2 milhões.”

    E quanto gastam os tea parties nas suas acções? São à borla? (mesmo que cada manifestante faça o seu cartaz e pague a sua deslocação, não deixa de ser um custo)

  6. Lidador

    “E quanto gastam os tea parties nas suas acções?”

    Não faço ideia. A diferença é entre um movimento de raiz, a que as pessoas aderem custeando-se a si mesmas, e um movimento que é a réplica “du jour” das periódicas indignações contra o capitalismo e o “imperialismo”, e os euromísseis, e a “guerra do Iraque” e o “neoliberalismo” e o “global warming”, etc, que têm sempre por detrás grupos marginais de activistas profissionais e dinheiros em abundância. Do Kadafi, da URSS, da Internacional Socialista, do Soros, da ACORN, etc, etc.

    O Miguel Madeira acha normal que um tipo a tocar jambé numa tenda, o dia todo e a fazer greve ao sabão, fazendo-se passar por defensor incansável dos direitos sociais e essas coisas, seja pago com 3000 usd por mês? É esse o preço da sua convicção? E quem, em última análise paga isso? O mercado? Os contribuintes?
    Não encontra aqui nenhum sinal de hipocrisia? Mercenários destes merecem-lhe algum crédito? Simpatia? Empatia?
    Eu, confesso, não me importava de ir lutar contra o capitalismo e o sistema financeiro, se me pagassem 100 usd por dia.

  7. JP Ribeiro

    Dois milhões e quatrocentos mil dolares para o Soros são peanuts.
    Recupera esse investimento numa tarde em Wall Street a especular sobre o dolar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.