Bloco central contra Lesa Pátrias

“O deputado socialista Basílio Horta questionou esta tarde o ministro da Economia sobre a renegociação dos custos de manutenção do equilíbrio contratual (CMEC) com a EDP (…) “O senhor ministro concorda com isto? Por que não revisitar os contratos da cogeração? Não se diga que é impossível renegociar estes contratos porque são direitos adquiridos.”, Basílio Horta, hoje na Assembleia da República.

Ora, tem toda a razão, deputado Basílio Horta. A renegociação das PPP’s lesa Pátrias é urgente e qual blindado qual carapuça! E se os contratos estão blindados, como afirmou o secretário de Estado da Energia em resposta ao nosso caríssimo Horta, então, e já que o PS está tão determinado em revisitá-los, chamem-se os ministros, quadros e técnicos do PS que os assinaram para os desblindarem! Para a frente, camaradas: junte-se a fome à vontade de comer (e estou mesmo a falar a sério).

2 pensamentos sobre “Bloco central contra Lesa Pátrias

  1. Euro2cent

    > contratos porque são direitos adquiridos.

    Note-se o pudor com que _estes_ contratos são respeitados.

    Mas há um supremo tribunal, ou lá o que foi, para dizer que os da maralha comum não valem peva.

    Boa malha.

  2. Gostaria de entrar em contacto via e-mail com o autor do post mas, tendo procurado nos seus sítios pessoais e nos institucionais a que (suponho) pertence, não consegui topar nenhum endereço pessoal. Resta-me pedir-lhe que me envie esse seu contacto, se assim o entender, para o meu e-mail, que consta do meu perfil lá no meu sítio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.