Deaf, blind and dumb

Tem uma certa piada a indignação com a situação das contas públicas dos últimos anos na Madeira; especialmente quando vem de pessoas ligadas ao partido que esteve no governo no periodo em causa. Como se fosse diferente do que se passou no continente e como se o governo central não fosse cúmplice da desorçamentação e descontrolo (que ele próprio promoveu). Constitucionalmente, cabe ao Tribunal de Contas fiscalizar as contas do governo, tanto central como das regiões autónomas. Há anos que este tribunal levanta bandeiras vermelhas sobre as contas do estado, tanto ao nível central como regional e local. De igual modo, existe um representante de república com poderes de veto sobre os diplomas aprovados no parlamento regional. Que ligitimidade teria o governo central para agir em função dos relatórios do Tribunal de Contas relativos à Madeira quando se faz de surdo, cego e mudo quanto aos relatórios do mesmo tribunal relativos à administração central?

2 thoughts on “Deaf, blind and dumb

  1. Zé da esquina

    E já agora acrescente-se à lista, o próprio representante da República e o Presidente que o nomeou.

  2. ricardo saramago

    Se fossem gente decente, estavam calados e ajudavam a limpar o pais do estado desgraçado em que o deixaram.
    Como a maioria dos vigaristas, nunca contam com a inteligência dos outros e continuam a fazer de nós parvos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s