Demagogia e realidade (4)

Pouco habituado que está a criar riqueza ou a investir e a correr riscos, torna-se certamente muito fácil para António José Seguro vir falar desta forma tão ligeira sobre aquilo que é dos outros. É nisto que resulta esta recente moda de lançar uma nova ideia de imposto todos os dias. Políticos medíocres a falar do dinheiro, da iniciativa e do esforço alheios com uma falta de noção tal que já ultrapassa o ridículo: começa a provocar nojo.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Demagogia e realidade (4)

  1. JS

    “…que seja criada uma “taxa adicional de IRC de 3,5 por cento” para as empresas com lucros superiores a dois milhões de euros..” diz o Seguro. Realmente irreal.
    Vamos explicar devagarinho: Dois milhões não é dinheiro, mas as Empresa, as que ainda cá estão sediadas, quando vêem que vão ter, no ano, lucros altamente taxáveis, compram outras Empresas, a montante ou a jozante, do ramo ou não, ou até mesmo concorrentes, património, … etc. “Gastam” os lucros. Fazm festas, dão prendas aos empregados … Pum!.Basta pum basta!. Lucros Kaput. Nickles. Quais 2 milhões?
    Quando o ano for mau, vendem essas “assets” … e mantêm contação em bolsa …
    Estes políticos, made in PS, aonde é que poderão subsistir??? Já nem em Cuba !
    Só mesmo cá …

  2. tric

    .”Políticos medíocres a falar do dinheiro, da iniciativa e do esforço alheios com uma falta de noção tal que já ultrapassa o ridículo: começa a provocar nojo.”

    o que começa a provocar nojo, é Portugal não sair do Euro!! agora a Assembleia da Republica, essa nulidade que gasta rios de dinheiro e não serve para nada, a não ser como factor distractivo e ser local de vaidades… andam a discutir a novela das secretas cujo papel de vitima cabe aos jornalismo português…depois da porcaria que o jornalismo português, ganhar um papel de relevo na actual discussão politica, novela, é obra!!! e ainda para mais no papel de vitima…( dizem que ta em causa o Estado Democrático…) mas existe algum estado democratico em Portugal, o Estado Democratico em Portugal é igual a INTRUJICE!! Portugal encaminha-se a passos largos para a miséria, e agora andam a discutir as secretas em plena praça publica, quando se aproximam grandes convulsões sociais…militares tomem conta das secretas e se não é pedir muito, já agora, do país…Portugal encontra-se num estado de CALAMIDADE!! Os Bancos não tem dinheiro, para dinamizar ou mesmo aguentar a ecónomia…o pouco dinheiro que havia cá em Portugal, nos ultimos meses…essa obcessão do Euro…

  3. «quando vêem que vão ter, no ano, lucros altamente taxáveis, compram outras Empresas, a montante ou a jozante, do ramo ou não, ou até mesmo concorrentes, património, … etc. “Gastam” os lucros. »

    Errado – “lucros” não se refere a dinheiro liquido, mas sim a qualquer acréscimo patrimonial; se uma empresa gastar os seus lucros a adquirir outras empresas (ou apartamentos) isso continua a aparecer na contabilidade como lucro, logo continua a estar sujeito a imposto.

  4. Ricardo Arroja

    Excelente post….deve ter sido por isso que Seguro escolheu uma gravata preta para o dia em que propôs mais uma asneira.

  5. Pingback: Top posts da semana « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.