Demagogia e realidade (3)

Perante a possibilidade de criar um imposto especial para os “ricos”, Passos Coelho reagiu como o obeso a quem é oferecido mais um chocolate e que, sem pestanejar, prefere usar o tempo a comê-lo em vez de o gastar na passadeira. Menos tolerável do que ver o estado actuar, quase por definição, em prejuízo das pessoas, é ter um estado que o faz por sugestão da demagogia de muitas delas. Haja paciência.

Espero que o primeiro-ministro descarte a ideia rapidamente. Senão, Tomás, temo que o teu enjoo só agora tenha começado.

Leitura complementar: Quando for grande não quero ser rico; Rent-seekers; Demagogia e realidade; Demagogia e realidade (2); “Do nosso sangue a gotejar”

4 pensamentos sobre “Demagogia e realidade (3)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.