O Governo Europeu

Merkel e Sarkozy propõem criação de governo europeu para a zona euro

Governo europeu já, eurobonds para depois, harmonização fiscal das economias em curso, mais impostos para “salvar” o euro, alterações das constituições de todos os países para acabar com as suas independências …. Por favor, se eu quisesse ver filmes de terror escolhia uns com algum conteúdo artístico e não este.

11 pensamentos sobre “O Governo Europeu

  1. JS

    Nomeado?. Por quem?
    Ao menos podiam inventar o tal eufêmico cargo de Governador Económico Europeu, abrir um processo candidaturas/eleições em toda a Europa e até podia ser que um Constâncio ou um Barroso ganhassem 🙂 .

  2. «Mas se não querem um governo económico europeu porque querem uma moeda única europeia ?»

    Se o amigo troll se desse ao trabalho de ler as coisas como deve ser em vez de dizer disparates, veria que o autor deste post, o Filipe faria, é consistentemente contra a moeda única europeia.

  3. Paulo Pereira

    Grande disparate e ignorância é não perceber que depois de entrar no EURO e com a divida publica e privada existente em EUROS é inevitável a unificação de parte da divida pública, senão o sistema vai abaixo.
    .
    Essa do amigo troll é um clássico de quem não tem argumentos .

  4. Pingback: A ascensão do IV Reich? « O Insurgente

  5. Luís Barata

    Querem fazer um império como? Uma coisa a sério e como deve de ser, é como fizeram os romanos. Se quiserem uma coisa para brincar, é imitar os EUA.

  6. ricardo saramago

    A seguir ao governo económico, virão os impostos europeus, a defesa europeia, a polícia europeia e finalmente a escola europeia comum.
    Tudo em alemão.

  7. Luís Barata

    Tomemos um caso concreto: A maior parte do que de mau se fez no Algarve foi feito por portugueses; a maior parte do que de bom se fez foi feito por estrangeiros. Neste momento, a preservação da arquitectura tradicional algarvia, utilização e preservação de materiais e até algum saber fazer está nas mãos de alemães.
    Quando perdermos este espírito suícida, valerá a pena queixarmo-nos. Até lá, é pedir que venha, não dinheiro, mas sobretudo alemães, austríacos e alguns ingleses para ver se conseguimos dar uma lufada de ar fresco a esta raça que, para cão rafeiro, já lhe falta muito pouco.
    Foi o sangue fresco inglês que, por exemplo, contribuiu para que a Andaluzia preservasse e impusesse a Espanha uma série de tradições e costumes que muito contribuem para que Espanha vá resistindo como nós já não resistimos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.